Imigração em Punta Cana, Rep. Dominicana e dicas do Aeroporto

capa

A cidade de Punta Cana é certamente a principal porta de entrada para quem busca as belas praias e resorts da República Dominicana. A cidade tem um aeroporto internacional bem movimentado, que recebe muitos voos da América do Norte e Europa. Nesse post, vamos falar do processo de Imigração em Punta Cana e algumas dicas do aeroporto e transportes.


Formulários


Eu viajei para a República Dominicana via Panamá com a Copa Airlines e logo após o embarque no Aeroporto Tocumen na Cidade do Panamá, o comissário já distribuiu os formulários para o processo de imigração e aduana.

São dois formulários, um azul que fica com o oficial de imigração em Punta Cana e o segundo que é entregue antes de passar com as malas pelo raio-x na alfândega.

Formulários para a imigração em Punta Cana

Formulários para a imigração em Punta Cana


Imigração em Punta Cana


A boa notícia é que Brasileiros não precisam de visto para entrar na República Dominicana, só de um passaporte válido, mas precisamos pagar uma taxa de 10 dólares para entrar no país.

O chamado “Cartão de Turista” é válido para a permanência de até 30 dias no país e a gente paga antes mesmo de passar pela imigração. É importantíssimo que você já chegue na República Dominicana com esses 10 dólares, pois entre o avião e o balcão onde pagamos a tarifa não existem casas de câmbio ou caixas eletrônicos.

Quem precisar permanecer da República Dominicana por mais de 30 dias pode renovar o cartão e pagar uma tarifa proporcional ao período.

Além dos dominicanos, os cidadãos da Argentina, Chile, Coréia do Sul, Equador, Israel, Japão, Peru e Uruguai não precisam pagar pelo Cartão de Turista. #Chateado

Após pagar a taxa seguimos para os balcões, a fila era enorme mas o processo fluia bem, quem estiver viajando em família ou grupos pequenos podem ir juntos para o balcão de imigração.

O oficial da imigração em Punta Cana colheu as digitais, pegou o formulário azul que já tinha preenchido e carimbou o passaporte, nenhuma pergunta foi feita. Mas como de praxe, todos com a cara bem fechada, mas nada incomum em se tratando de imigração.


Free-shop


Depois da imigração tivemos acesso ao free-shop, o tamanho era razoável. Dei uma olhada rápida nos preços e nada me pareceu interessante. Uma coisa que eu notei foi o preço da GoPro Hero 4 e que depois constatei que estava 25 dólares mais cara do que em uma das lojas dentro do Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana, onde fiquei hospedado.

Free-shop

Free-shop

Para quem gosta de chocolates, os tradicionais Milka e Toblerone estavam mais caros que no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo.

Na sala de embarque tem um free-shop maior e com mais variedades, mas os preços também não são muito convidativos.

Quem for para a República Dominicana via Panamá, vai encontrar preços ligeiramente melhores no free-shop do Aeroporto Tocumen, mas não vai achando que é tudo baratinho, pois está longe disso.


Alfândega


Depois de passar pelo free-shop, chegamos na área da alfândega e raio-x. Um funcionário recolhe o formulário branco e colocamos todos os pertences na esteira. Nada de anormal ou diferentão que mereça ser comentado.


Transportes


Como eu estava viajando com um grupo de blogueiros em uma press-trip, tinha uma van nos esperando para nos levar até o Hard Rock de Punta Cana, mas o que eu notei no desembarque do aeroporto foi a imensa quantidade de empresas oferecendo o serviço de transfer.

Rola um assédio nervoso no aeroporto, parece que o povo vai disputar os passageiros a tapa.

Não existem linhas de ônibus ou trem ligando o aeroporto a cidade. Mas como praticamente todo mundo que chega a Punta Cana vai para algum resort, o serviço de transfer atende bem, quando já não está incluído nas diárias.

Essa área do aeroporto é meio zoneada, parece uma grande rodoviária com uns ventiladores enormes. O calor é de matar, prepare seu espírito.


Embarcando em Punta Cana


Agora vamos falar do processo inverso: o checkin e embarque. O Aeroporto de Punta Cana tem dois terminais, A e B. Meu voo pela Copa Airlines chegava e partia no Terminal B, a Gol também opera no B e a Latam Airlines no A.

Check-in

Check-in

A área dos checkins em Punta Cana também fica em uma parte aberta do aeroporto e sem ar condicionado, coitado dos funcionários com suas roupas pesadas naquele calor.

O checkin foi rápido e depois seguimos para a área de raio-x, que foi mais rígido que muitos aeroportos. Influência americana, talvez. É preciso tirar os calçados, óculos, bonés, etc. Em seguida o controle de imigração e entramos no free-shop com seu ar condicionado que faz a alegria de qualquer um.

Raio-x

Raio-x

Sala de embarque

Sala de embarque

Leia também:
Como é se hospedar no Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana
5 razões para se hospedar no Hard Rock de Punta Cana
Passeio na República Dominicana: Super truck safari


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar