O que fazer em Edimburgo, Escócia?

o que fazer em edimburgo

Pense castelos incríveis, bebidas icônicas e homens de saia?! Pense em doces maravilhosos e um povo beberrão sempre pronto para fazer amigos? Pensou em Edimburgo, a linda capital da Escócia.

Edimburgo é a sétima cidade mais populosa do Reino Unido, apensar de ter menos de 500 mil habitantes e por conta disso você já pode imaginar que a cidade é pequena e pode ser vista em 3 dias.

A cidade é dividida entre Old Town e New Town, a cidade velha é dominada pelas construções medievais, e a cidade nova com construções mais “modernas” com 300 anos de idade. Sim, a parte mais nova de Edimburgo tem mais de três séculos. Andar pela cidade é andar no meio da história, assim como em toda Europa.

Royal Mile

Royal Mile

O passeio por Edimburgo começa obrigatoriamente pela Royal Mile, que é a rua principal da cidade e adivinhe? Tem 1 milha de extensão, pouco mais de um quilômetro e meio. Em uma das pontas da Royal Mile fica o Palácio de Horyrood, construído em 1126 e foi residência dos reis e das rainhas da Escócia desde o século XV, antes do país fazer parte do Reino Unido. Hoje o palácio é uma das residências de verão da Rainha Elizabeth II.

Castelo de Edimburgo

Castelo de Edimburgo

Na outra extremidade da Royal Mile fica o Castelo de Edimburgo, que é a atração turística mais famosa da Escócia. O castelo foi construído para defender o novo território, após a Inglaterra tomar a Escócia. O castelo fica no alto de um morro e pode ser visto de vários pontos de Edimburgo. É nele que ficam guardadas as jóias da coroa britânica e o salão onde elas ficam, pode ser visitado. Só as fotos que são proibidas.

Dentro do Castelo fica o Palácio Real e o Scottish National Memorial. O lugar é bem grande e merece uma tarde inteira para conhecer com detalhes. A entrada custa 16 libras, mais informações aqui: edinburghcastle.gov.uk

vista

Vista do Castelo de Edimburgo

Ainda na Royal Mile ficam os melhores pubs, restaurantes e docerias. A culinária escocesa é uma das piores que eu já provei, mas se você é corajoso, não pode deixar de comer o Haggys, o prato principal deles, que é o coração, fígado e pulmão de ovelha, cozidos dentro do estômago da ovelha com muitos temperos e farinha de aveia. Pode parecer estranho, e é.

Lugares para beber em Edimburgo é o que não faltam, a cada metro a gente encontra um pub, mas um dos mais legais é o Maggie Dickson’s Pub, que fica na 92 Grassmarket, em frente a praça onde bruxas e condenados eram enforcados.

Para beber durante o dia

Para beber durante o dia

A Maggie era uma mulher casada que fugiu de casa nos cafundós da Escócia e foi morar em Edimburgo. Lá ela se envolveu com outro homem e engravidou dele. Bom, Maggie conseguiu esconder a gravidez mas a criança morreu durante o parto, ela abandonou o filho nas margens do Rio Forth, as autoridades descobriam e ela foi condenada a morte. Mas aí vem a parte surpreendente: Maggie não morreu no enforcamento, ela desmaiou e acordou quando seu corpo supostamente morto era levado para sua cidade natal. Como ela teria “cumprido” a sentença de morte em Edimburgo, ela foi deixada em liberdade. E o pub com suas 24 torneiras de cerveja é em homenagem a ela.

Fim de tarde em Edimburgo

Fim de tarde em Edimburgo

Uma dica muito importante em qualquer bar ou restaurante da Escócia: Nunca chame o garçom. É considerado ofensivo. Deixe que eles cheguem até você. Vale lembrar também que é proibido beber nas ruas da cidade. Na verdade, em todo Reino Unido.

Ainda falando em bebida, você deve saber que a bebida oficial da escócia é o Whisky e casas especializadas não faltam pela Old Town e em todas elas, você pode degustar os produtos de mais de 100 destilarias que estão espalhadas pelo país.

Para comer rezando

Para comer rezando

Da birita ao doce, em Edimburgo você encontrará docerias de fazer inveja, como a Cuckoo’s Bakery, e a Jacobs Artisan Bakery & Coffeehouse. Mas vá até a Fisher & Donaldson e coma o Dandee Cacke, que é o bolo tradicional deles. O bolo foi feito para rainha que gostava de bolo de amêndoas. Prove com o refrigerante mais tradicional deles, o Irn-Bru, que lembra um pouco a nossa Tubaína. Lá quem reina é ele, a Coca-cola passa longe da preferência nacional.

Cuspa aqui se você for escocês

Cuspa aqui se você for escocês

Ainda andando pela Royal Mile, você verá um coração de pedras encravado na calçada e com uma pequena multidão em volta dele. Aquele coração foi colocado ali para que os escoceses cuspissem nele, demonstrando repúdio a coroa britânica. Hoje, dizem que dá sorte cuspir nele.

Pensou em Museu? Não longe dali fica a Scottish National Gallery, na East e West Princes e inclui obras de Botticelli, Constable, Rubens e Rembrandt. O melhor? A entrada é gratuita. Mais informações aqui: nationalgalleries.org

A famosa ovelha Dolly

A famosa ovelha Dolly

Ainda falando em museus, não deixe de ir no National Museum of Scotland, um dos mais importantes do Reino Unido, com um acervo que mistura ciência, tecnologia, biologia e muita história. O lugar é realmente interessante e grandioso, cheio de fósseis e animais empalhados e um desses animais é o mais visitado do museu, a famosa ovelha Dolly, o primeiro mamífero clonado da história. Dolly já morreu, mas está lá empalhada, toda pomposa.

National Museum of Scotland

National Museum of Scotland

Se você se cansar do tumulto da Old Town, pode fugir para a calmaria do Royal Botanic Garden. Durante os meses de verão, o lugar vira uma praia com seus jardins, enormes gramados e estufas com plantas de todos os cantos do mundo.

Scott Monument

Scott Monument

Você deve visitar o Scott Monument, uma torre em estilo gótico com 60 metros de altura, construída em homenagem ao escritor escocês Sir Walter Scott. Tome um pouco de fôlego e suba os quase 300 degraus para uma vista panorâmica incrível da Old Town. Não longe dali fica a Catedral de St Giles, o principal templo religioso da Escócia e tratada como a igreja matriz do presbiterianismo.

Eu não tenho fotos lá de dentro, mas acredite, é sensacional!

Eu não tenho fotos lá de dentro, mas acredite, é sensacional!

Vai curtir a noite de Edimburgo? Você precisa saber que a “noite” para eles começa bem cedo e acaba entre meia noite 1h da manhã, quando os pubs são obrigados a fechar. Falando em vida noturna, o lugar mais legal que você poderá visitar lá é o The Banshee Labyrinth, um pub mal assombrado. Ele funciona onde um dia foi um lugar de tortura medieval e segue pelo subterrâneo da cidade. O Banshee tem vários ambientes, como pistas de dança, bares, salas sadomazoquistas e um cinema. Eu disse que era o lugar mais legal na noite de Edimburgo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

1 Comentário

  • Responder maio 22, 2016

    Alice Brondani

    Oi Fabrício! Bem legal seu post, mas queria corrigir uma coisinha: em Edimburgo você pode beber na rua sim. Em Glasgow não. São apenas algumas cidades do Reino Unido que permitem que se beba nas ruas.
    E a história de Maggie é um pouquinho diferente, um pouquinho mais detalhada… era proibido esconder uma gravidez, por isso ela foi condenada. E ela só não morreu pq era extremamente forte, pois costumava carregar quilos e quilos de peixes na sua cidade natal… mas isso eu deixaria para um dos muitos passeios noturnos assombrados pelos “closes” de Edinburgh, o que aliás é algo imperdível pra quem vai passar uns dias na cidade.
    O Banshee é realmente INCRÍVEL! O cinema sempre tem uma ótima programação. Infelizmente, não estão mais dando pipoca de graça como antigamente. Mas continua sendo de longe o melhor lugar pra noite… Mas só os pubs fecham a 1 da manhã, os locais com pista de dança fecham as 3. Horário esse, aliás, que começa a amanhecer no verão. E você pode começar sua noite cedo, afinal, no verão só vai anoitecer pelas 23h… No inverno, duvido que vc queira sair hahaha
    Pra quem fica alguns dias na cidade eu também incluiria uma caminhada pela Princess Street pra fazer algumas comprinhas, curtir um belo dia de sol nos gramados do Meadows, provar o crepe da banquinha brasileira na saída do Meadows pra Princess Street, e sem dúvida não pode nunca deixar de subir até Arthur’s Seat pra ter uma visão esplendida de 360 graus a 250m de altura da cidade! Pra quem não quiser subir tanto, Calton Hill é mais acessível e igualmente bela.

    Abraços! 😀

Deixe uma resposta