8 dicas para você sobreviver ao calor da Ásia

calor da Ásia

Sabe esse calorão que a gente sente em pleno verão aqui no Brasil? Desses que a gente já sai do banho transpirando, que anda na rua e parece que o asfalto está derretendo debaixo dos nossos pés e que a qualquer momento o chão vai se abrir e sair labaredas de fogo? Ok, eu exagerei consideravelmente mas eu só queria fazer você imaginar uma situação pra poder te dizer que o calor da Ásia é bem pior.

Se você mora na região norte, ou se você já visitou Manaus nos períodos mais quentes sabe que o calorão lá pega pesado. Certa vez um amigo fez uma comparação que eu nunca mais me esqueci, ele dizia que “andar em Manaus é como andar com uma toalha quente e úmida no rosto o tempo inteiro, daquelas do barbeiro”.

Eita calorão

De fato, é bem isso mesmo. Aquele calor que te abraça e que não te deixa em paz. Eu dei esse exemplo tupiniquim para servir de parâmetro, mas se você estiver planejando uma viagem para o outro lado do mundo e chegou nesse post por esse motivo, saiba que o calor da Ásia é muito pior.

No ano passado eu fiz uma longa viagem pela Tailândia, Mianmar, Camboja e Malásia. Na primeira parada na Tailândia, quando eu saí do aeroporto foi como se tivesse sido envolvido pelo bafo do capeta, com mau cheiro de Bangkok e tudo. Em menos de um minuto já estava suando bicas e eu acho que só parei de transpirar no fim da viagem.

Mas sem dúvidas o lugar mais quente foi o Camboja, tava tão quente, mas tão quente que no mesmo dia um elefante morreu de calor, e claro, exausto de carregar os turistas fdp nas costas e a propósito, não seja esse tipo de turista, amiguinho.

Agora que eu te assustei bastante, vou te dar algumas dicas para você aguentar o calor da Ásia e aproveitar tanto a sua viagem quanto eu aproveitei. Foi tão incrível que eu volto esse ano pra sentir mais calor, oops… pra me divertir mais.


Como sobreviver ao calor da Ásia


1 ) A primeira coisa é trabalhar o seu emocional, aceita que vai estar quente mesmo, que você vai transpirar, que a maquiagem das meninas vai borrar toda, que você vai chegar emporcalhado no hotel depois de turistar e que mesmo assim, vai ser incrível. Acredite, não é só você que vai sentir o calor da peste.

2 ) Roupas leves, daquelas que você usaria num dia de calorão. Mas cuidado para não mostrar demais, alguns países não aceitam muito bem roupas super decotadas e homens sem camisa. Ah, chapéu, bonés caem muito bem e sapatos leves, eu andava de Havaianas na Ásia e tava tudo bem e a gringaiada ainda morria de inveja porque eu comprei 20 reais e eles pagam 30 euros.

Torrando nos 45 graus do Camboja e feliz da vida

Torrando nos 45 graus do Camboja e feliz da vida

3 ) Água, muita água. Mas nunca compre água na rua sem que a garrafa esteja com um lacre plástico. Na Tailândia os caras engarrafam até água de origem duvidosa para vender nas ruas e claro, essa água pode te causar desde a uma dor no estômago até um piriri épico que pode te deixar de molho por alguns dias.

4 ) Já dizia o Pedro Bial, “use o filtro solar” e em outras palavras, não faça como eu que sempre esquecia de usar e no fim do dia estava ardendo. No fim da viagem fui confundido com indiano por uma tiazinha no aeroporto. Mas o bronze estava supimpa!

E o filtro solar?

5 ) Evite comidas picantes! É até um pouco difícil conseguir evitar comidas picantes na Ásia, mas saiba que depois de comer aquele frango apimentado você vai sentir ainda mais calor.

6 ) Saia o mais cedo possível para turistar, aproveitando as manhãs que são menos quentes. Faça uma pausa lá pelas 14 horas se refrescando no abençoado ar condicionado do hotel – se tiver piscina melhor ainda – e volte a sair lá pelas 17h. Sério, o calor deixa a gente mais cansado que o normal.

7 ) Tá sentindo que vai desmaiar de calor? Eu já senti no meu primeiro dia em Bangkok e não foi nada legal. Molhe o rosto, os pulsos e a nuca. Vale levar uma toalha de mão e molhar com água – se possível gelada – e aplicar nessas áreas. Foi assim que eu sobrevivi aos 45 graus do Camboja. Só não faça como a nossa amiga tailandesa da foto abaixo.

Ooops

Ooops

8 ) Se nada disso te ajudar, tente alguns acessórios: da tradicional sombrinha até aqueles micro ventiladores que conecta no telefone celular e que você compra no Mercado Livre por 8 reais. Os chineses usam loucamente.

Ah, se quiser, você pode ler aqui todos os posts sobre o mochilão da Ásia no ano passado:

Mochilão Ásia 2016

Leia também todos os posts sobre:

Tailândia
Camboja
Mianmar
Malásia


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder abril 20, 2017

    Vivi

    ahhahahaha adorei seu post, nao tinha visto nada parecido!!!
    Embarco pra Tailandia em junho, senhor, do frio de Curitiba para o Verão de lá, vai ser top!!!

    • mm
      Responder abril 21, 2017

      Fabricio Moura

      Hahahaha eu to indo pra lá de novo semana que vem. Vem mais dicas aí.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.