8 dicas para você sobreviver ao calor da Ásia

calor da Ásia

Sabe esse calorão que a gente sente em pleno verão aqui no Brasil? Desses que a gente já sai do banho transpirando, que anda na rua e parece que o asfalto está derretendo debaixo dos nossos pés e que a qualquer momento o chão vai se abrir e sair labaredas de fogo? Ok, eu exagerei consideravelmente mas eu só queria fazer você imaginar uma situação pra poder te dizer que o calor da Ásia é bem pior.

Se você mora na região norte, ou se você já visitou Manaus nos períodos mais quentes sabe que o calorão lá pega pesado. Certa vez um amigo fez uma comparação que eu nunca mais me esqueci, ele dizia que “andar em Manaus é como andar com uma toalha quente e úmida no rosto o tempo inteiro, daquelas do barbeiro”.

Eita calorão

De fato, é bem isso mesmo. Aquele calor que te abraça e que não te deixa em paz. Eu dei esse exemplo tupiniquim para servir de parâmetro, mas se você estiver planejando uma viagem para o outro lado do mundo e chegou nesse post por esse motivo, saiba que o calor da Ásia é muito pior.

No ano passado eu fiz uma longa viagem pela Tailândia, Mianmar, Camboja e Malásia. Na primeira parada na Tailândia, quando eu saí do aeroporto foi como se tivesse sido envolvido pelo bafo do capeta, com mau cheiro de Bangkok e tudo. Em menos de um minuto já estava suando bicas e eu acho que só parei de transpirar no fim da viagem.

Mas sem dúvidas o lugar mais quente foi o Camboja, tava tão quente, mas tão quente que no mesmo dia um elefante morreu de calor, e claro, exausto de carregar os turistas fdp nas costas e a propósito, não seja esse tipo de turista, amiguinho.

Agora que eu te assustei bastante, vou te dar algumas dicas para você aguentar o calor da Ásia e aproveitar tanto a sua viagem quanto eu aproveitei. Foi tão incrível que eu volto esse ano pra sentir mais calor, oops… pra me divertir mais.


Como sobreviver ao calor da Ásia


1 ) A primeira coisa é trabalhar o seu emocional, aceita que vai estar quente mesmo, que você vai transpirar, que a maquiagem das meninas vai borrar toda, que você vai chegar emporcalhado no hotel depois de turistar e que mesmo assim, vai ser incrível. Acredite, não é só você que vai sentir o calor da peste.

2 ) Roupas leves, daquelas que você usaria num dia de calorão. Mas cuidado para não mostrar demais, alguns países não aceitam muito bem roupas super decotadas e homens sem camisa. Ah, chapéu, bonés caem muito bem e sapatos leves, eu andava de Havaianas na Ásia e tava tudo bem e a gringaiada ainda morria de inveja porque eu comprei 20 reais e eles pagam 30 euros.

Torrando nos 45 graus do Camboja e feliz da vida

Torrando nos 45 graus do Camboja e feliz da vida

3 ) Água, muita água. Mas nunca compre água na rua sem que a garrafa esteja com um lacre plástico. Na Tailândia os caras engarrafam até água de origem duvidosa para vender nas ruas e claro, essa água pode te causar desde a uma dor no estômago até um piriri épico que pode te deixar de molho por alguns dias.

4 ) Já dizia o Pedro Bial, “use o filtro solar” e em outras palavras, não faça como eu que sempre esquecia de usar e no fim do dia estava ardendo. No fim da viagem fui confundido com indiano por uma tiazinha no aeroporto. Mas o bronze estava supimpa!

E o filtro solar?

5 ) Evite comidas picantes! É até um pouco difícil conseguir evitar comidas picantes na Ásia, mas saiba que depois de comer aquele frango apimentado você vai sentir ainda mais calor.

6 ) Saia o mais cedo possível para turistar, aproveitando as manhãs que são menos quentes. Faça uma pausa lá pelas 14 horas se refrescando no abençoado ar condicionado do hotel – se tiver piscina melhor ainda – e volte a sair lá pelas 17h. Sério, o calor deixa a gente mais cansado que o normal.

7 ) Tá sentindo que vai desmaiar de calor? Eu já senti no meu primeiro dia em Bangkok e não foi nada legal. Molhe o rosto, os pulsos e a nuca. Vale levar uma toalha de mão e molhar com água – se possível gelada – e aplicar nessas áreas. Foi assim que eu sobrevivi aos 45 graus do Camboja. Só não faça como a nossa amiga tailandesa da foto abaixo.

Ooops

Ooops

8 ) Se nada disso te ajudar, tente alguns acessórios: da tradicional sombrinha até aqueles micro ventiladores que conecta no telefone celular e que você compra no Mercado Livre por 8 reais. Os chineses usam loucamente.

Ah, se quiser, você pode ler aqui todos os posts sobre o mochilão da Ásia no ano passado:

Mochilão Ásia 2016

Leia também todos os posts sobre:

Tailândia
Camboja
Mianmar
Malásia


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder abril 20, 2017

    Vivi

    ahhahahaha adorei seu post, nao tinha visto nada parecido!!!
    Embarco pra Tailandia em junho, senhor, do frio de Curitiba para o Verão de lá, vai ser top!!!

    • mm
      Responder abril 21, 2017

      Fabricio Moura

      Hahahaha eu to indo pra lá de novo semana que vem. Vem mais dicas aí.

Deixe uma resposta