O que fazer em Bruxelas na Bélgica (roteiro de 2 dias)

O que fazer em Bruxelas

Eu já escrevi um post aqui no bloco com o que fazer em Bruxelas em 1 dia, ideal para uma viagem de bate-volta. Algo bem comum para quem está em Amsterdã ou Rotterdam e em poucas horas consegue curtir um pouco da Bélgica. Mas Bruxelas é uma cidade tão interessante que vale a pena ficar pelo menos dois dias cheios.

Antes de entrar no roteiro, vou deixar aqui embaixo alguns links que podem te ajudar a planejar a sua viagem:

Onde ficar em Bruxelas
Como ir de trem de Amsterdã para Bruxelas
O que fazer em Bruxelas em 1 dia

o que fazer em 1 dia em Bruxelas

Bruxelas


O que fazer em Bruxelas


Grand Place

A Grand Place é o principal cartão postal de Bruxelas e o melhor lugar para começar o seu roteiro e também um bom lugar para fechar o dia. A praça é o centro da parte antiga de Bruxelas, e para qualquer lado que você olhar, vai encontrar um prédio mais bonito e surpreendente que o outro.

Maison do Roi, Le Pigeon, Maison des Ducs, e o incrível Hotel de Ville, que hoje funciona como a Prefeitura de Bruxelas. Note que a torre não é centralizada com o meio do prédio, sabe a razão? Diz a lenda que por um erro de engenharia, a obra de 96 metros de altura que foi construída em 1449 ficou torta, ao descobrir o erro, o engenheiro responsável teria se jogado lá de cima.

Lenda ou não, a Grand Place é um excelente lugar para comer muitos chocolates, trufas, waffes, batatas e claro, provar as maravilhosas cervejas artesanais belgas. E sabe qual é a boa notícia? Os preços são muito bons!

Pertinho da Grand Place fica a estátua do Manneken, a pequenina imagem de um homenzinho fazendo xixi. Acreditem, é um dos lugares mais visitados de Bruxelas. E claro, quando as pessoas chegam lá se decepcionam com o tamanho da estátua.

Veja aqui onde comprar chocolates em Bruxelas

Grand Place

Manneken


Palácio Real de Bruxelas

O belíssimo Palácio Real de Bruxelas não é mais a residência oficial da realeza belga, mas ainda é sede oficial da monarquia. Mais legal é que ele pode ser visitado gratuitamente durante parte do verão europeu, nos meses de agosto e setembro. O palácio foi construído em 1780 onde antes existiam as ruínas do antigo Palácio de Coudenberg, que foi destruído em um incêndio. Em frente ao palácio, fica o Parque de Bruxelas, não deixe de conhecer!

Palácio Real de Bruxelas


Catedral St Michel et Ste Gudule

Conhecida mais popularmente como Catedral de Bruxelas, ela foi construída no século IX em estilo gótico renascentista em homenagem a São Michel, anos depois, as relíquias de Santa Gudule foram levadas para o templo, por isso o nome St.Michel e Gudula. A Catedral fica pertinho da estação central de trens e a meio caminho da Grand Place.

Catedral St Michel et Ste Gudule

Catedral St Michel et Ste Gudule


Mont des Arts

O Mont des Arts fica pertinho da Grand Place, uma colina com diversos museus que fazem parte dos Museus Reais de Belas Artes da Bélgica e que tem em seu acervo aproximadamente 20 mil trabalhos de artistas como Auguste Rodin, Paul Gauguin e Pieter Bruegel.

Porém, o que mais atrai as pessoas ao Mont des Arts é a vista, uma das mais bonitas de Bruxelas e rende imagens lindas, especialmente no fim do dia. Um ótimo lugar para curtir o pôr do sol em Bruxelas.

Onde ficar em Bruxelas

O que fazer em Bruxelas: Mont des Arts


Parque do Cinquentenário

O Parque do Cinquentenário, ou Parc du Cinquantenaire foi encomendado em 1880 pelo Rei Leopoldo I para a Exposição Nacional em comemoração ao cinquentenário da independência da Bélgica.

O parque é lindo e merece ser visitado, não só pelo contexto histórico, mas pela beleza e tranquilidade. Mas o parque também abriga vários museus que valem a visita. Além disso, o parque é um ótimo lugar para um picnic ou para comer os famosos waffles belgas com quilos de chocolate por 2 euros.

Parque do Cinquentenário

Parque do Cinquentenário


Museu Real das Forças Armadas e da História Militar

O museu fica dentro do Parque do Cinquentenário, logo depois do Arco do Triunfo. Ele foi inaugurado em 1923 e reúne um acervo que conta a história da presença militar da Bélgica ao redor do mundo ao longos de 200 anos.

O Museu tem um grande acervo dedicado à Segunda Guerra Mundial e com muitos espólios de guerra nazistas. É um dos lugares com maior acervo do tipo em todo o mundo.

Anexo ao museu militar fica o Museu da Aviação e foi a minha parte favorita do passeio. O acervo deles é um dos melhores que eu já vi. No teto um enorme Sud SE-210 Cavarelle que já pertenceu a Sabena, uma extinta companhia aérea belga.

Mas o museu possui uma infinidade de aeronaves, helicópteros e antigos armamentos. Destaque para os caças e o Douglas DC-3 muito bem preservados.

O que fazer em Bruxelas: Museu Real das Forças Armadas e da História Militar

O que fazer em Bruxelas: Museu Real das Forças Armadas e da História Militar

Museu Real das Forças Armadas e da História Militar

Museu Real das Forças Armadas e da História Militar


Atomium

O Atomium é um dos cartões postais de Bruxelas, a estrutura moderna faz um excelente contraponto com outros lugares famosos da cidade, como a Grand Place.

A estrutura do Atomium é formada por nove esferas gigantes de aço inoxidável e foi construída em em 1958 para a primeira feira mundial após a Segunda Guerra Mundial. Com 102 metros de altura, era para ser uma estrutura temporária – assim como a Torre Eiffel – mas o monumento caiu no gosto popular e ficou eternizado no Ossegempark.

A entrada no Atomium custa 15 euros e dá acesso a um observatório localizado no sétimo andar.

Atomium

Atomium


Comprar os famosos chocolates

A Bélgica é famosa por sua cerveja e pelo seu chocolate, e quem vai a Bruxelas não pode voltar para casa sem algumas caixinhas dessa delícia. E existem chocolates para todos os gostos e bolsos, como o mundialmente famoso Godiva e uma centena de outras marcas artesanais e industrializadas, como o Côte D’or que a gente encontra até nos supermercados.

E o melhor lugar para você encontrar todos eles são nas lojinhas que ficam na Grand Place – a praça principal de Bruxelas – e nas ruazinhas e galerias no entorno dela. Veja aqui o meu post completo com todas as dicas para você comprar seus chocolates em Bruxelas.

chocolates em Bruxelas

Chocolates em Bruxelas


Como se locomover em Bruxelas


Se você seguir as minhas dicas de hospedagem em Bruxelas, que vocês podem ler aqui, certamente conseguirão fazer quase tudo a pé. Pois lugares como a Grand Place, Manneken, Mont des Arts, a Catedral St Michel et Ste Gudule, o Parque e o Palácio Real estão muito próximos uns dos outros. Dá para fazer tudo a pé.

Para visitar outros lugares como Parque do Cinquentenário, você pode pegar um metrô e descer na estação Schuman, que fica de frente para o parque e tem a vista dos arcos ao fundo. Ou na estação Mérode que fica do lado oposto.

Para visitar o Atomium, use a estação Heizel, é a mais próxima da Atomium Square, ao lado do Ossegempark.


Onde ficar em Bruxelas


Aqui no blog tem um post com dicas de onde ficar em Bruxelas e de lugares que vocês precisam evitar. Leia aqui. Mas eu adianto algumas boas opções abaixo.

Existem duas zonas de Bruxelas que tem grande oferta de hotéis, a região central e em Saint Gilles no entorno da Brussels Midi ou Gare du Midi, uma das mais importantes estações ferroviárias de Bruxelas.

Ibis Hotel Brussels off Grand’Place

Se tem algo que eu gosto no Ibis é que não tem muito como errar, a gente sabe exatamente o que está comprando pois a rede tem um padrão semelhante no mundo inteiro. O ibis Hotel Brussels off Grand’Place é um dos melhores que eu já vi e fica pertinho da Grand Place e ao lado da estação central. A localização é perfeita.

Hotel Sandton Brussels Centre

Esse hotel é sensacional, ele fica do lado da estação, apenas 100 metros. Virando na esquina fica a Catedral de St Michael & St Gudule e andando mais alguns metros fica a Grand Place. O Hotel Sandton Brussels Centre é super confortável e tem um excelente custo-benefício.

Hotel Novotel Brussels Off Grand Place

Outro ótimo hotel e muito bem localizado, coladinho na Grand Place, mas em uma região mais tranquila. O Hotel Novotel Brussels Off Grand Place também é super confortável, os quartos são clean e oferece um ótimo custo-benefício.

Safestay Brussels

Safestay Brussels fica na parte baixa do centro histórico, no lado oposto a estação central, mas a distância é curta. O hotel tem um preço excelente e fica em uma das áreas mais bonitas do centro, com muitos bares, restaurantes e claro, chocolaterias no entorno.

Hotel Saint Nicolas

Este hotel é bom para quem quer economizar, mas sem abrir mão do conforto e ótima localização. O Hotel Saint Nicolas fica no centro histórico, também a uma caminhadinha da estação central e a poucos metros da Grand Place.


Reserve um passeio em Bruxelas


 











Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

9 Comentários

  • Responder junho 24, 2020

    Murilo Pagani

    Adorei as dicas do que fazer em Bruxelas. Realmente, com tantas atrações é melhor passar algumas noites por lá!

    Aliás, tem alguma sugestão de bar ou bairros com vida noturna para aproveitar à noite?

    Abraço!

    • mm
      Responder junho 25, 2020

      Fabricio Moura

      Obrigado pela mensagem, Murilo! Acho que Bruxelas é uma cidade subestimada, a maioria das pessoas não a colocam em seus roteiros. Eu acho uma excelente alternativa a lugares mais bombados. Sobre a vida noturna, recomendo o Le You, Zodiac e Fuse, claro, para depois da pandemia.

  • Responder junho 25, 2020

    Lulu Freitas

    Amei as dicas de o que fazer em Bruxelas. Como boa chocólatra, Bruxelas foi um paraíso!!! Além claro, dos outros lugares interessantes que você mostrou no seu post. A Grand Place é inesquecível.

    • mm
      Responder junho 27, 2020

      Fabricio Moura

      Olha, não vou mentir, eu voltei com uns 4 quilos de chocolates na mala. É um lugar que até o chocolate mais barato é muito bom hahahah

  • Responder junho 27, 2020

    Thaís Mendes

    Adorei as dicas de Bruxelas! É uma pena que as pessoas explorem pouco a história da Bélgica. Já anotei as dicas para quando for visitá-la.

    • mm
      Responder junho 27, 2020

      Fabricio Moura

      Acho a Bélgica muito subestimada pelo público brasileiro, tem lugares lindos e bem em conta. Acho Bruxelas uma ótima alternativa para cidades muito bombadas.

  • Responder junho 27, 2020

    Fernanda Scafi

    Tô louca pra conhecer a Bélgica e esse roteiro vai me ajuda demais a organizar o tempo em Bruxelas! Minha maior dúvida sempre é onde ficar com fácil acesso para chegar e sair e tb com segurança perto dos pontos turísticos e restaurantes.

  • Responder junho 29, 2020

    Suriàn

    Adorei tuas dicas do que fazer em Bruxelas. Tu achas que um roteiro de 2 dias é um tempo bom pra conhecer a cidade? Ou indicaria mais? Quando eu for visitar o destino, com certeza usarei tuas dicas. Obrigada!

    • mm
      Responder junho 29, 2020

      Fabricio Moura

      Oi Suriàn, tudo bem? Em 2 dias dá para conhecer o melhor da cidade, mas acho que o ideal são 3 dias para fazer tudo com um pouco mais de calma. Obrigado pela mensagem!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.