Como é voar na classe executiva da Copa Airlines

classe executiva da Copa Airlines

A maioria de nós, pobres mortais que só viajam em classe econômica, tem curiosidade de saber como é voar nas classes superiores. Como é a comida, o atendimento, o serviço, etc. Nesse post eu vou contar como é voar na classe executiva da Copa Airlines.

Em outubro de 2016 eu fui convidado pelo Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana e da Copa Airlines para uma press-trip para Punta Cana, na República Dominicana. No primeiro trecho entre São Paulo e o hub da Copa na Cidade do Panamá, eu voei de classe econômica. A experiência não foi a melhor e você pode conferir o post no link abaixo:

Como é voar Copa Airlines em classe econômica

Nos trechos entre o Panamá e Punta Cana eu tive a grata surpresa de poder voar em classe executiva.


Como é voar na classe executiva da Copa Airlines


Neste post eu vou falar do voo de ida e volta, já que tanto o serviço, quanto a aeronave eram diferentes.

Compra das passagens

Como foi uma press-trip, as passagens foram emitidas diretamente pela Copa, mas com o código da reserva em mãos eu consegui reservar minha poltrona, mas não era possível fazer nenhum pedido especial, como uma refeição específica.

Todos os trechos foram emitidos em classe econômica, só antes dos embarques – tanto no Panamá, quanto na República Dominicana – que eles trocaram os cartões de embarque para a classe executiva.

Checkin

O checkin da ida foi feito em São Paulo, eu fiz o procedimento online mas não adiantou muito já que as filas eram as mesmas e demorou aproximadamente 1 hora até eu ser atendido, sendo que, só o meu voo estava fazendo checkin naquele momento. Não entendo a razão de tanta lentidão.

Na volta o checkin foi feito no aeroporto de Punta Cana, foi tudo rápido e sem problemas. O lado ruim é que essa área do aeroporto é totalmente aberta, parece uma rodoviária e claro, não tem ar condicionado.

Fila enorme e demorada

Fila enorme e demorada

A aeronave

A frota da Copa Airlines é formada aeronaves Boeings 737 da série -800 e -700, e também por Embraer 190 para voos de menor densidade e de curto alcance a partir da Cidade do Panamá e da base deles na Colômbia.

Boeing 737-800 Next Generation

Boeing 737-800 Next Generation

Os dois voos foram operados pelo Boeing 737-800, no voo de ida o avião era mais novo, com poltronas melhores, mais confortáveis e com sistema de entretenimento de bordo individual. No voo entre Punta Cana e o Panamá, a aeronave era mais antiga, as poltronas reclinavam bem pouco e não tinha sistema de entretenimento de bordo.

Quando a gente compra a passagem, não dá para saber se o avião vai ser um desses mais novos ou dos mais velhos. O que eu acho uma injustiça com o passageiro que paga caro por um trecho de classe executiva e pode ser premiado com essa executiva antiga e muito inferior.

Tanto nas duas aeronaves, a distribuição das poltronas é no formato 2-2 e a classe executiva da Copa Airlines conta com 16 poltronas.

Embarque

Nos dois voos o embarque aconteceu pontualmente, primeiro os passageiros com necessidades especiais e depois os passageiros que estavam voando na classe executiva.

Conforto

No voo de ida, como disse acima, a poltrona era melhor. Mais macia e confortável, mas não chega a ser uma poltrona flat-bed, ela tem algumas opções de ajuste, reclino e apoio para os pés.

Poltronas do voo de ida

Poltronas do voo de ida

Tanto a tela do sistema de entretenimento de bordo, quanto a mesinha de serviço ficam ocultas no braço da poltrona. As poltronas também tem tomadas e portas USB. E o espaço entre elas é sensacional.

Ajustes da poltrona

Ajustes da poltrona

No voo de volta a poltrona tinha a mesma largura, mas era mais dura e apresentava sinais de desgaste. Só tinha uma opção de reclino e não tinha sistema de entretenimento individual, como disse acima.

Para os trechos entre o Panamá e a República Dominicana a Copa não ofereceu a necessaire com amenities e também não tinha travesseiros e cobertores, acredito que por ser uma viagem curta de aproximadamente 2 horas.

Sistema de entrenimento

O sistema de entretenimento de bordo da Copa não é razoável. As telas tem uma ótima resolução, mas o catálogo de filmes não é muito grande, os lançamentos são poucos no máximo dois episódios de algumas séries de TV mais famosas.

Além disso, o sistema tem alguns documentários curtos, jogos, música e os tradicionais mapas de navegação. Para um voo de 2 horas atende super bem.

Sistema de entretenimento da Copa

Sistema de entretenimento da Copa

Na classe executiva eles distribuíram fones de ouvido de boa qualidade, não eram noise-reduction, mas abafava bastante o ruído dos motores.

Fone de ouvido

Fone de ouvido

Voo e serviço de bordo

A classe executiva da Copa Airlines tem um comissário exclusivo e logo após a decolagem ele começou a cuidar do serviço de bordo.

Na viagem entre o Panamá e Punta Cana o voo saiu cedinho e por conta disso foi servido um café da manhã. O prato principal era um croissant recheado com presunto e queijo ou frutas. O lado ruim é que não tinha as duas opções para todo mundo, de modo que para algumas pessoas só restaram as frutas.

Café da manhã

Café da manhã

Também veio um iogurte e uma barrinha de cereal. Para beber tinha sucos, refrigerante, água e café.

Na viagem de volta o serviço foi um pouco diferente, como voo saiu no meio da tarde, foi servido um mix de nozes com bebida e em seguida a refeição principal. Eu não me lembro das opções, mas eu escolhi a massa e estava ótima. De sobremesa tinha uma torta de chocolate e para beber eu escolhi um vinho tinto.

Mix de nozes

Mix de nozes

Jantar

Jantar

O voo transcorreu sem problemas e pousamos no horário em ambos os destinos.


Vale a pena voar na classe executiva da Copa Airlines?


Depende do que você espera de uma executiva e do preço da passagem. É claro que não dá para comparar com a executiva de monstros como Emirates e Qatar, mas achei o serviço da Copa bem inferior pelo preço que em geral é cobrado por uma passagem dessas.

Imagem de capa: divulgação


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar