Como começar a planejar uma viagem a um lugar desconhecido

Como começar a planejar uma viagem

Existem alguns lugares óbvios na hora de planejar uma viagem. Mesmo que você não seja um viajante regular, sabe apontar pelo menos três lugares para visitar em Londres, Paris ou Nova York. Mas e um lugar totalmente desconhecido?

***

Mas quando falamos de lugares em que a gente não sabe absolutamente nada, qual o primeiro passo? Como começar a planejar uma viagem a um país em que a gente só tenha visto algumas fotos?

Vou falar aqui como eu fiz quando planejei a minha viagem para a Indonésia. Eu queria ir para Bali – uma das ilhas da Indonésia – e o que eu sabia era dos templos magníficos, paisagens bucólicas, tinha uma ideia de que os preços eram bons e só.

Ou seja, meu conhecimento era totalmente superficial. Além disso, eu estava mais perdido que cego em tiroteio.

Eu não sabia como andar lá, se era um país perigoso, onde me hospedar, onde não me hospedar e o que ver além dos templos e praias que tinham chamado a minha atenção. Natural, ninguém “nasce sabendo”, não é?

Pois então, vou explicar aqui o que eu faço para começar a planejar uma viagem usando o exemplo da Indonésia. Assim, vocês poderão usar o meu método para qualquer lugar.

limpeza espiritual

Como começar a planejar uma viagem


Como começar a planejar uma viagem


A gente vive em uma época em que o acesso a informação é muito fácil e olha como isso é maravilhoso. Imagina começar a planejar uma viagem lá nos anos 70, 80, 90 sem a internet?

A verdade é que a internet facilitou muito a nossa vida, se antes a gente ia depender de um agente de viagens para montar um roteiro formatado, hoje fazemos tudo sozinhos.

Mas por outro lado, a gente precisa filtrar essa informação para entender o que é bom e o que não é tão bom assim. Por exemplo? Relatos em sites como TripAdvisor ajudam muito, mas não dá para confiar em tudo que as pessoas dizem.

Primeiros passos

O meu primeiro passo é saber o que visitar naquele lugar? Óbvio, se não for um destino interessante não tem motivo para ir, não é mesmo? E eu faço isso como todo mundo faz, pesquisando o Google usando as palavras mágicas “o que fazer em____?”.

Nesse ponto, sempre vai ter um blog de viagens que já esteve lá e que tem boas dicas com o que fazer e o que visitar. Eu costumo dar uma olhadinha também nos guias online do Lonely Planet, são ótimos e com muito conteúdo grátis.

Sabendo que é um lugar bacana, eu seleciono o que eu quero conhecer e vejo o que as pessoas falam no TripAdvisor e já vou filtrando o que vale a pena. Não se esqueça também de pesquisar sobre os hábitos culturais heim?! Não vai cometer nenhuma gafe e ofender os locais.

Como começar a planejar uma viagem: leia sobre os costumes locais (imagem: Pixabay)

O passo seguinte é da mesma forma que os viajantes planejam suas viagens há séculos: com o bom e velho mapa. Mas calma, nada de mapas empoeirados, mas com o Google Maps.

Localizo e marco no mapa as áreas turísticas, zona hoteleira e distância dela para o aeroporto, estação de trem, rodoviária… enfim, o lugar por onde eu chegarei.

Com os pontos de interesse marcados no mapa, eu começo a procurar por hospedagem. Onde? No Booking.com e se você gosta desse blog, dá uma força e faça as suas reservas usando a caixa de busca aqui na barra lateral. A gente ganha uma comissão que ajuda a manter o blog e você não paga nada a mais por isso.

Eu sempre procuro me hospedar perto da maioria dos lugares que eu quero visitar, para depender o mínimo do transporte público. Falando nisso, eu também pesquiso como me locomover pelos lugares e como chegar a um ponto de interesse? Como? Perguntando ao mestre Google assim “Como chegar _____?”, ou no inglês “How to get _____?”.

Nesse ponto eu já sei o que visitar, onde me hospedar e como me locomover. Posso dizer que uma boa parte do planejamento está pronta.

O que vem agora?

Passo seguinte são as questões mais burocráticas e o que é isso? Passagens aéreas, necessidade de visto, vacinas, moeda e seguro viagem. Como eu pesquiso tudo isso? Let me Google that for you

Nesse ponto eu já sei o que ver, onde ficar, como chegar, como me locomover, se preciso de visto, vacinas e que moeda levar. Seguro obrigatório para mim é sempre fundamental, raramente viajei sem.

Mas a gente precisa saber quanto gastar não é mesmo? Por isso agora é o momento de pesquisar o preço das atrações e quanto custa comer, beber e se locomover naquele lugar.

O site Quanto Custa Viajar ajuda bastante, mas eu também pesquiso no TripAdvisor e em blogs de viagens o que outras pessoas dizem. Só quem já esteve lá vai saber realmente como é.

Como começar a planejar uma viagem: quanto custa ficar nesses lugares? (imagem: Pixabay)

Por fim eu jogo tudo isso em uma planilha, aqui no blog tem uma planilha de planejamento que já foi baixada mais de 300 mil vezes (baixe aqui). Nela, coloque todos os custos de passagens aéreas, hospedagem, passeios e o gasto diário. Ela vai somar tudo e dizer o quanto você vai gastar na sua viagem.

Pronto! Nesse ponto você já sabe tudo que precisaria saber para poder viajar e o seu planejamento está pronto! Viu como nem foi tão complicado assim?


Aqui no blog tem um guia completo de planejamento (clique aqui) e se você quiser ser o ninja do planejamento, baixe o meu ebook Como planejar a viagem perfeita (clique aqui).

Mais posts sobre planejamento você encontra aqui.


Postado em:
3 de agosto de 2017


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar