Como viajar com segurança durante a pandemia do Covid-19

Viajar com segurança

A pandemia do Covid-19 chegou e nos atingiu em cheio. O mundo parou quase por completo, as viagens foram desaconselhadas ou simplesmente proibidas, e nos trancamos nas nossas casas. Depois mais de 6 meses, o desejo de viajar se torna cada vez mais forte. Ainda vai demorar muito para viajar como antes e com segurança, entretanto eu sei que todo mundo está cansado de ficar dentro de casa. Eu estou há 6 meses no meu apartamento em São Paulo levando uma rotina de reclusão. Agora eu me preparo para a minha primeira viagem desde então e o desafio é viajar com segurança e responsabilidade. 

Foram alguns meses de planejamento e muitas dúvidas: estou fazendo o certo ou errado? Devo continuar em casa até que tenhamos uma vacina? Para onde viajar neste momento quando viagens não deveriam ser uma prioridade?

Até hoje eu não fui a bares, restaurantes, lojas de shopping ou usei o transporte público e tenho plena consciência do quanto eu sou privilegiado e que eu posso simplesmente não sair de casa se eu quiser. E por tantas pessoas que tinham que ir pra lida durante essa pandemia, eu fiz a minha parte e me tranquei por longos 6 meses.

Aqui eu quero compartilhar com vocês tudo o que eu fiz para planejar uma viagem durante a pandemia e claro, viajar com segurança e responsabilidade.

Lei mais:
O que muda nas viagens aéreas depois da pandemia?
Coronavírus: quando será seguro viajar novamente?


Como viajar com segurança durante a pandemia


A escolha do destino

Primeiramente, devemos escolher o destino da nossa viagem. O ideal neste momento é fazer viagens curtas, que não exijam grandes deslocamentos e que possam ser feitos preferencialmente de carro. Lugares ao ar livre como parques, com amplas áreas abertas e que não tenham aglomeração de pessoas. Falando nisso, o princípio básico para viajar com segurança neste momento é evitar aglomerações. 


Se informe sobre o destino

É muito importante que você leia o máximo de informações sobre o destino da sua viagem. Como estão os números de casos, restrições de circulação e funcionamento de estabelecimentos comerciais. Se lugares como praias, trilhas e parques estão abertos ou fechados? Com ou sem restrições para a entrada de visitantes?


O meio de transporte

Como já sinalizei acima, o ideal é que a sua viagem seja feita de carro. Assim, o risco de contágio quando comparamos com uma viagem de ônibus ou avião é praticamente zero. Claro, desde que o carro esteja higienizado e você siga o protocolo de higiene e limpeza.


O tipo de hospedagem

Muitos hotéis estão seguindo protocolos internacionais de limpeza e higienização dos seus estabelecimentos. Mas sabemos que quanto maior for o hotel, mais áreas de circulação ele terá e isso é perigoso. Muitos hotéis têm fechado áreas comuns como piscinas, academias e restaurantes para reduzir a circulação dos hóspedes, além da exigência de uso de máscaras e face-shield. Mas no fim do dia, você vai ter que confiar se a equipe do hotel realmente seguiu corretamente os protocolos de higienização das dependências.

Neste momento – claramente dentro das possibilidades de cada um – o ideal é alugar um imóvel completo pelo Airbnb. Certifique-se de que a casa seja higienizada antes da sua chegada e depois, basta seguir os mesmos cuidados que você teria na sua própria casa.

Na caixa abaixo você consegue pesquisar imóveis perfeitos no Airbnb para fazer a sua viagem com segurança total.


Cuidados pessoais

Contudo, não custa lembrar que, a nossa maior arma contra o Coronavírus são os cuidados pessoais e o distanciamento social. Nunca saia de casa ou do carro sem a máscara, tenha sempre o frasquinho de álcool em gel por perto e deixe sempre os calçados do lado de fora.

Chegando em casa, lave as mãos. Algumas pessoas podem achar exagero, mas eu costumo colocar até a roupa que eu estava na rua direto na máquina de lavar. E tudo que eu trago da rua para casa, é higienizado. Eu sei que é chato e cansativo fazer isso sempre, sobretudo depois de 6 meses, mas é uma medida realmente necessária.

***










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.

Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.