Viajar de ônibus na Europa é uma boa ideia? Vale a pena?

Viajar de ônibus na Europa

Eu começo esse post reproduzindo a pergunta que um leitor me fez na semana passada: “Fabricio, viajar de ônibus na Europa é uma boa ideia?”. Em um continente tão grande como o europeu, a oferta de transporte é muito boa. Você pode optar pelo avião, todas as grandes, médias e até várias pequenas cidades possuem aeroportos. Você pode escolher o trem, favorito da maioria e que chega em todos os cantos. Ou você pode viajar de ônibus na Europa.

A maioria das pessoas quando planeja uma viagem para a Europa sempre considera o trem em primeiro lugar, em segundo lugar, o avião. Mas nunca consideram o bom e velho busão.

Nesse post eu vou falar da minha experiência em viajar de ônibus na Europa e relacionar as empresas que você pode confiar e como pesquisar preços e comprar as passagens.

viajar entre os Países Bálticos

Ônibus da Lux Express


Viajar de ônibus na Europa vale a pena?


Há alguns anos o transporte rodoviário dentro do continente europeu era péssimo. Os ônibus apertados, desconfortáveis e não existia uma malha bem definida e padronização dos serviços. Muito diferente do que a gente encontra aqui no Brasil. Acredite, nós estávamos a anos luz na frente dos europeus nesse sentido.

Mas isso mudou, hoje as empresas de ônibus do velho continente tem se modernizado e oferecido um serviço melhor, com muitas amenidades e infinitamente mais barato que o trem e o avião.

Eu já viajei de ônibus na Alemanha, Letônia, Estônia, Polônia, República Tcheca e Hungria. Todas as minhas experiências foram ótimas.

A minha viagem de ônibus de Riga na Letônia até Tallinn na Estônia eu contei em um post (leia aqui). As companhias européias têm oferecido sistema de entretenimento de bordo individual (como nos aviões), ar condicionado, aquecedor, tomada elétrica, porta USB, internet wi-fi, revista, água e até máquinas de café. Algumas tem até uma rodomoça(o) que atende os passageiros e serve bebidas.

E tem sistema de entretenimento individual. Melhor que muita companhia aérea cara

O espaço entre as poltronas é excelente

Um serviço muito superior ao trem e até mesmo ao que é oferecido pelas companhias aéreas regulares, isso para não falar das low-cost que nem água dão para o pobre passageiro.

Para falar de duas viagens recentes, nesta de Riga até Tallinn eu paguei apenas 5 Euros na passagem, incrível né? Já a última viagem que eu fiz de Praga a Budapeste eu paguei 14 Euros, nada mal também.

Viajar de ônibus na Europa: Regiojet

A desvantagem do ônibus, claro, é o tempo da viagem. Mas olha, só porque é trem, não quer dizer que seja tão rápido assim. Nesta viagem de Praga até Budapeste, o trem custava 60 euros e a viagem durava 6h30. Já a viagem de ônibus durou 7h. Ou seja, uma diferença enorme em dinheiro (46 euros) para apenas 30 minutos de diferença e um serviço inferior.

Cafés a vontade

Na hora de decidir qual meio de transporte usar dentro da Europa, compare os valores do avião, trem e ônibus. Mas sempre leve em consideração o tempo da viagem. Também não se esqueça daquela antecedência que devemos chegar aos aeroportos.


Como comprar passagens de ônibus na Europa


Um site excelente para comparar os preços de ônibus, trem e avião é o Go Euro, o site faz uma busca super completa e mostra quais empresas atendem a localidade desejada. Outro site interessante é o BusRadar, ele faz a busca das passagens e compara os valores entre as empresas.

Depois de descobrir o melhor preço nesses sites, vale a pena consultar direto no site da empresa de ônibus para ver onde estará mais barato. E para comprar é muito simples e o pagamento é feito pela maioria dos cartões de crédito.

Algumas empresas que eu conheço e recomendo

  • Lux Express:
    Países atendidos: Bielorrússia, Estônia, Finlândia, Letônia, Lituânia, Rússia e Polônia.
    Site
  • Regiojet / Student Agency:
    Países atendidos: Alemanha, Áustria, Bélgica, Croácia, Eslováquia, França, Holanda, Hungria, Inglaterra, Itália, República Tcheca, Romênia, Suíça
    Site
  • Flexibus:
    Países atendidos: todos os países (exceto Estônia, Finlândia, Irlanda, Letônia, Lituânia, Rússia)
    Site
  • Eurolines:
    Países atendidos: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bósnia, Bulgária, Croácia, Espanha, Eslováquia, Eslovênia, França, Inglaterra, Hungria, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Holanda, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Sérvia, Suíça e Ucrânia.
    Site

Praticamente todos os ônibus da Lux Express e Regiojet oferecem todas aquelas comodidades que eu já falei anteriormente. Os Flexibus e Eurolines são mais simples, mas a maioria tem um bom espaço entre as poltronas e muitos já estão com internet wi-fi a bordo. A Eurolines ainda tem alguns ônibus antigos, mas esse é o tipo de coisa que a gente não consegue prever.


Outras informações que você precisa saber


  • A maioria das empresas de ônibus não tem regras para o transporte de malas, de modo que você não precisa se preocupar com o peso da mala ou excesso de bagagem.
  • Diferente do Brasil, nem todas as cidades européias tem rodoviárias, os ônibus partem e chegam às vezes de pontos de vendas, garagens e estacionamentos. Mas nos sites tem os endereços certinho e a maioria dos pontos de embarque e desembarque são bem localizados. Algumas empresas tem a sua própria rodoviária.
  • Diferente do Brasil, os ônibus não fazem paradas para lanche ao longo da viagem. É bom forrar o estômago antes de viajar ou leve alguma coisa na bolsa. Algumas empresas oferecem a venda de snacks em rotas longas, mas é só alguma coisinha pra beliscar.
  • Algumas empresas pedem o voucher da passagem impresso para a conferência no embarque. Outras aceitam a versão digital no celular. Fique atento a estas regras.

Imagem de capa: Regiojet


Encontre hospedagem econômica na Europa




Booking.com


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar