Conheça a Fortaleza de São José de Macapá na capital do Amapá

Fortaleza de São José de Macapá

Macapá, a capital do Amapá tem algumas peculiaridades. É a única capital brasileira cortada pela linha do Equador e também a única banhada pelo Rio Amazonas. A título de curiosidade, Manaus é banhada pelo Rio Negro. Contudo, a Fortaleza de São José de Macapá é a grande atração turística da cidade e que tem uma história bem curiosa.

***

A Fortaleza de São José de Macapá foi construída muito antes do estado do Amapá existir. Na época, o território às margens do Rio Amazonas pertencia ao estado do Pará. E por conta de sua posição estratégica e às margens do Rio Amazonas, os portugueses temendo por uma possível invasão francesa, decidiram construir ali uma fortaleza.

Basta olhar no mapa para ver que a proximidade do local com a Guiana Francesa – que até hoje é um território francês na América do Sul – era motivo suficiente para que os portugueses levantassem aquela que seria a maior construção do gênero em território brasileiro e uma das maiores construções portuguesas no mundo.

Parte externa da fortaleza

Ocupando uma área de 30 mil metros quadrados, a Fortaleza de São José de Macapá foi construída na margem esquerda do Rio Amazonas, na então Província dos Tucujus. A qual daria origem a cidade de Macapá. 

A Fortaleza de São José de Macapá fazia parte de um projeto do Marquês de Pombal para defesa da Amazônia e contava também com outra enorme fortaleza em Rondônia, a Fortaleza do Príncipe da Beira.

Entrada da fortaleza
O projeto foi finalizado em 1782

A parte interna da fortaleza ficou pronta em 1771 e todo o projeto foi finalizado em 1782. Com muralhas de 8 metros de altura, a fortaleza era uma verdadeira máquina de guerra, podendo disparar balas de canhão em qualquer direção, fazendo uma cobertura do terreno em 360 graus.

A parte interna ficou pronta em 1771
Detalhe da capela da fortaleza

E depois de pronta, os portugueses se armaram até os dentes esperando os franceses, que nunca vieram. Ou seja, a temida invasão francesa nunca aconteceu e a Fortaleza de São José de Macapá nunca foi usada. Exceto por eventuais treinamentos, ela nunca disparou um tiro de canhão contra os inimigos.

E esta é exatamente a razão pela qual a Fortaleza de São José de Macapá é tão preservada, pois ela nunca foi de fato usada.

Área dos calabouços

Em 1950 o conjunto foi tombado pelo Instituto de Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) e elevado à categoria de museu em 2007.


Mas a Fortaleza de São José de Macapá está abandonada


Em 1998 a fortaleza passou por um grande processo de restauro e em seu entorno várias obras foram feitas. Como um conjunto de fontes que projetavam água rodeando um espaço de eventos, semelhante a um anfiteatro.

Com o passar dos anos, tudo começou a ser abandonado e tomado pelo mato. No canal do Vou na Janela no Youtube eu mostro em detalhes o abandono no entorno da fortaleza.

Hoje a Fortaleza de São José de Macapá está fechada por conta da pandemia, ou ainda usam a pandemia como desculpa para manter o local fechado já que os investimentos em conservação e manutenção estão passando bem longe do local.

Letreiro sem manutenção. Já perdeu o “J”

Três seguranças se revezam e fazem o que podem para manter ao menos a parte interna minimamente limpa. Eu consegui entrar na fortaleza e mostro em detalhes no vídeo que eu citei acima. Contudo, do lado de fora o mato e o lixo tomam conta do belo entorno da Fortaleza de São José de Macapá. Realmente é uma pena, mas o descaso com a fortaleza é somente um reflexo de um estado que não investe em seu potencial turístico. Quando eu estive em Macapá e falava que estava lá a turismo as pessoas até se espantavam, já que não é muito comum o estado receber visitantes unicamente a turismo.

Interior mal cuidado

Como visitar a Fortaleza de São José de Macapá


Como disse, ela segue fechada para visitação. Mesmo com todos os museus e lugares turísticos do Brasil reabertos. Espero que a fortaleza seja reaberta e que o principal ponto turístico de Macapá tenha o cuidado e a atenção que merece.

***

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.