O que fazer no Arquipélago dos Açores em Portugal

Sete Cidades O que fazer nos Açores

O Arquipélago dos Açores certamente é um dos lugares mais especiais em que eu já tive a oportunidade de visitar. Encravado no Atlântico Norte, o conjunto de ilhas portuguesas revela uma coleção de belezas naturais únicas no mundo. Neste post eu conto para vocês o que fazer no Arquipélago dos Açores em Portugal.

***

Rodeado de um mar azul celeste, a mais de mil quilômetros da costa Européia, o Arquipélago dos Açores é uma das joias mais bem guardadas desse mundo. Um dos lugares mais belos e intocados, que reúne em 9 ilhas uma coleção de vulcões, montanhas, lagos, cachoeiras, fauna, flora, cidades desenvolvidas e um povo amável e de sorriso fácil.

A vida simples e cativante no meio do Oceano Atlântico nos transporta para um outro mundo, rodeado de cenários que mais parecem ter saído da ficção, mas que são reais, originais e únicos.


O que fazer nos Açores


  • Admirar os vulcões das Sete Cidades
  • Vista do Rei
  • Conhecer a pequena Freguesia das Sete Cidades
  • Tomar um banho nas piscinas naturais da Ponta da Ferraria
  • Lagoa do Fogo
  • Fábrica de chá Porto Formoso
  • Pico do Ferro
  • Freguesia de Furnas
  • Comer o tradicional Cozido de Furnas
  • Banhos termais
  • Admirar a Freguesia de Caloura de cima
  • Vila Franca do Campo
  • Parque Natural Ribeira dos Caldeirões
  • Trilha da cachoeira do Salto do Prego
  • Conhecer Ponta Delgada
O que fazer nos Açores
Lagoa das Sete Cidades

Onde fica


O Arquipélago dos Açores fica no Oceano Atlântico Norte, entre a Europa e os Estados Unidos. São 2 horas de voo desde Portugal continental ou 4h30 de voo desde os Estados Unidos, existem voos que ligam Boston a Ponta Delgada.

Ao todo o arquipélago é formado por nove ilhas: São Miguel, Santa Maria, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo.


Como chegar


A ilha de São Miguel é a porta de entrada para os Açores e a cidade de Ponta Delgada é onde fica o principal aeroporto das ilhas. As outras ilhas também possuem aeroportos que recebem voos diários vindos de Lisboa, como Santa Maria, Lajes e Pico. Mas a oferta de voos é menor que em Ponta Delgada.

Quem estiver planejando viajar para os Açores, eu recomendo começar por São Miguel e depois explorar as outras ilhas. A melhor maneira de chegar a São Miguel é via Lisboa, são vários voos diários operados pela TAP, SATA, Easyjet e Ryanair.

Também existem voos vindos do Porto que são operados pela SATA, TAP e Ryanair. Ponta Delgada também recebe voos vindos de outras cidades, como Frankfurt e Boston operados pela SATA.

Geralmente os preços da TAP são mais salgados, por sorte, existem as low cost como boas opções para chegar aos Açores.


Qual ilha visitar nos Açores


Com tantas ilhas, é normal que apareçam dúvidas sobre qual ilha visitar. Se você tem pouco tempo, escolha a Ilha de São Miguel, onde fica a cidade de Ponta Delgada. São belíssimos lagos, vulcões com atividade secundária, trilhas, cachoeiras e cidades lindas.

Eu acho que a Ilha de São Miguel é um pacote completo para você ter a melhor experiência nos Açores. 

O que fazer nos Açores
São Miguel

O que fazer nos Açores (ilha de São Miguel)


Lagoas das Sete Cidades

Sabe aquela imagem famosa do Arquipélago dos Açores com duas lagoas de água verde e azul na imensa cratera de um vulcão? É a mesma foto de capa deste post. Aquela é Sete Cidades, uma das paisagens naturais mais espetaculares que eu já vi. E esta vista sensacional nós temos depois de uma trilha até a o mirante da Grota do Inferno

Eu já tinha visto várias imagens desse mirante durante as minhas pesquisas, mas estar lá, na borda do vulcão, vendo as lagoas abaixo, é realmente um privilégio e algo inesquecível.

Além das Lagoas Azul e Verde, vemos também a Lagoa Rasa e a de Santiago. Também vemos Sete Cidades logo abaixo ao lado das lagoas.

Como chegar ao Arquipélago dos Açores O que fazer nos Açores
Lagoa das Sete Cidades
O que fazer nos Açores
Lagoa das Sete Cidades

Vista do Rei

O mirante da Vista do Rei fica perto do mirante das Sete Lagoas. Uma curiosidade é que a Vista do Rei tem esse nome pois o rei de Portugal D.Carlos I quando visitou a ilha afirmou que a vista era digna de um rei.

As lagoas tem mais de 4,0 km de comprimento e 2,0 km de largura. A profundidade máxima é de 33 metros. Apesar de estarem unidas, a diferença das cores se devem em razão da profundidade e a concentração de algas que acabam por refletir o céu ou revelar a cor das algas.

O que fazer nos Açores
Vista do Rei

Freguesia das Sete Cidades

Atravessamos a ponte que separa as lagoas e entramos na pequena cidade. A Freguesia das Sete Cidades fica em torno das lagoas, bem no centro da cratera do vulcão adormecido, é uma sensação incrível estar no centro da cratera de um vulcão adormecido.

A cidade tem bons restaurantes e um centrinho super bonito e bem cuidado. 

O que fazer nos Açores
Freguesia das Sete Cidades

Piscinas naturais da Ponta da Ferraria

Descendo por uma estrada íngreme junto a uma das paredes do vulcão, conseguimos chegar a Ponta da Ferraria. Nos pés do Vulcão de Sete Cidades, o cenário é outro. Sai a vegetação exuberante e entram as rochas vulcânicas. Mas o que faz as pessoas irem até a Ponta da Ferraria são as piscinas naturais aquecidas pelas águas do vulcão das Sete Cidades.

O lugar tem uma boa estrutura para turismo, como um restaurante e uma área com vestiários e para entrar na água, não paga nada.

O que fazer nos Açores
Piscinas naturais da Ponta da Ferraria

Lagoa do Fogo

No lado oposto ao Vulcão das Sete Cidades fica a Lagoa do Fogo. Subimos até o Pico da Barrosa, um dos pontos mais altos da ilha de São Miguel e tivemos uma vista incrível da Lagoa do Fogo. Nesse ponto o clima na ilha já era outro, se lá atrás na Ponta da Ferraria fazia calor, na Lagoa do Fogo fazia bastante frio. Essa é uma das característica dos Açores, o clima e a vegetação muda consideravelmente de região para região. Bastam alguns quilômetros para tudo mudar.

Lá de cima temos uma excelente vista de vários pontos da Ilha de São Miguel, é imperdível.

Depois descemos um pouco até o mirante da Lagoa do Fogo. Devido a dificuldade de acesso e pela sua importância como abastecimento de água potável, ela é a lagoa mais intocada da ilha e mais um cartão postal encantador.

visitar os Açores O que fazer nos Açores

Fábrica de chá Porto Formoso

Existem duas fábricas de chás no Arquipélago dos Açores, a Porto Formoso que ao lado da Gorreana são as únicas produtoras de chá da Europa, que cultivam e produzem o chá. Para quem não sabe, todo o chá vendido na Europa e em boa parte do mundo é cultivado na Ásia.

A visita é bacana, a fábrica é linda e super antiga, foi fundada nos anos 1920, funcionou até os anos 80 e depois reabriu no final dos anos 90. Dá para fazer degustação e comprar o chá por um preço bem baixinho, 2.50 euros a caixinha.

O que fazer nos Açores
Plantação de chá

Pico do Ferro

A caminho de Furnas, vale uma passadinha do mirante do Pico do Ferro. Um ponto onde podemos ver toda a cratera da região de Furnas, a imensa lagoa verde, a Freguesia de Furnas lá embaixo e daqui já conseguimos ver também as primeiras manifestações vulcânicas.

No entorno do Pico do Ferro passamos por mais campos incrivelmente verdes que parecem aquela clássica imagem do Windows XP e muitas, mas muitas hortênsias, mas não estavam mais floridas como no verão.

De um lado ou de outro as sempre presentes vaquinhas. Quer uma curiosidade? A ilha produz cerca de 40% de todo o leite que é consumido em Portugal inteiro, é muita coisa tendo em conta que os Açores cobrem apenas 2,5% do território Português.

O que fazer nos Açores
Pico do Ferro

Freguesia de Furnas

A Freguesia de Furnas é um dos lugares mais interessantes da Ilha de São Miguel. É a região com maior manifestação vulcânica da ilha e contém a maior hidrópole em todo mundo. São várias caldeiras com água borbulhando, muita fumaça e o forte cheiro de enxofre por todos os lados.

Diz a história que quando os primeiros exploradores chegaram aqui e testemunharam a fumaça saindo das cavernas, ficaram assustados achando que tinham descoberto a porta do inferno. Especialmente na Caldeira de Pero Botelho, que ainda emite um som bem particular, parece um zumbido ou talvez um coração batendo.

Nas fotos vocês conseguem ver que são várias caldeiras e como é uma área vulcânica bem dinâmica, as manifestações podem aparecer em qualquer lugar, dizem que já começou sair fumaça até dentro de uma casa. Perto das caldeiras também tem algumas fontes de água, algumas de água escaldante, outra de água gasosa e rica em ferro.

O que fazer nos Açores
Manifestação vulcânica

Cozido de Furnas

O Cozido de Furnas é o prato mais tradicional dos Açores e um dos mais curiosos também. A iguaria é preparada pelos restaurantes e enterrada na cratera de um vulcão, onde é cozido naturalmente no vapor por 7 horas.

Funciona assim: bem cedo os vários restaurantes de Furnas levam grandes panelas até essa região com atividade vulcânica e enterram as panelas na terra. Por volta do meio dia, a hora mais esperada. Os responsáveis pelos restaurantes vão até lá desenterrar as panelas e levar até os estabelecimentos que irão servir a comida.

A imagem é bem curiosa e diferente para a quem não mora nos Açores, prova disso é a quantidade de turistas no lugar.

Na panela tem carne de boi, porco, frango, batatas, cenouras, inhame, chouriço e morcelas, que é o chouriço de sangue como é chamado em Portugal. Antes que você me pergunte, a comida não fica com sabor ou cheiro do enxofre.

Fomos comer a iguaria no Restaurante Banhos Férreos, que funciona onde até pouco tempo existia uma casa de banhos termais e hoje funciona como um agradável restaurante.

De entrada tinham um mix queijos tradicionais, como o de São Jorge o novíssimo Queijo de Furnas, eu amei.

O cozido é muito bom, superou as minhas expectativas. Não é a comida mais bonita do mundo, mas é muito bom. Como sobremesa não deixe de pedir uma fatia generosa de ananás ou uma das tradicionais queijadas da ilha, como a queijada de Vila Franca do Campo. Preço do almoço: 12,5 euros com bebidas (duas cervejas) e sobremesa.

O que fazer nos Açores
Panela sendo retirada do solo

Banhos termais

A região de Furnas também é conhecida por seus banhos termais. São dois lugares para o banho, um fica no Parque Terra Nostra e a Poça da Dona Beija, que tem esse nome por causa de uma novela brasileira.

A Poça da Dona Beija tem 5 piscinas de água corrente, a temperatura vai de 39 graus na piscina mais quente a 28 graus na mais fria. A entrada custa 4 euros, tem uma área para troca de roupa e depois é só aproveitar as piscinas.

A água é muuuito quente, demora até um pouco pro corpo se acostumar, mas depois, é uma das sensações mais relaxantes que você irá sentir.

A água contém muito ferro, então não use roupas brancas. A concentração de ferro é tão grande que as bordas, o fundo das piscinas e o riacho por onde escoa a água é laranja.

Uma dica importante para quem tem hipertensão é fazer intervalos de alguns minutos entre um banho e outro.

O que fazer nos Açores
Banhos termais

Caloura

Caloura, o ponto mais ao sul da Ilha de São Miguel e a uma das regiões mais caras da ilha. O lugar é cheio de mansões e propriedades lindas. Do alto dos montes que circundam a freguesia, temos uma das vistas mais bonitas da região.

O que fazer nos Açores
Caloura

Vila Franca do Campo

Pertinho da Freguesia de Caloura fica a Vila Franca do Campo, a cidade que já foi o principal povoado da ilha, tem belíssimas igrejas, ruas calmas e uma capela linda. A Ermida de Nossa Senhora da Paz parece flutuar no alto da montanha, a capela foi construída em 1764, em substituição a um templo mais primitivo, provavelmente do século XVI e conta a história, era o local onde um pastor teria encontrado uma imagem da Virgem numa gruta que servia de abrigo. Lá de cima, a gente tem uma vista incrível dessa parte da ilha e do Ilhéu da Vila.

O que fazer nos Açores
Ermida de Nossa Senhora da Paz

Parque Natural Ribeira dos Caldeirões

Um parque recente, criado em 2005 reconstruindo uma área ocupada por moinhos de água abandonados. O parque tem uma tem uma belíssima cachoeira, ribeiras e aquela beleza natural que a gente só encontra nos Açores.

O que fazer nos Açores
Parque Natural Ribeira dos Caldeirões

Trilha da cachoeira do Salto do Prego

Uma das trilhas mais bacanas para fazer nos Açores, ela começa em Faial da Terra e vai até a Cachoeira do Salto do Prego no interior da ilha, um total de 6 quilômetros ida e volta.

No caminho, a trilha passa por uma vila que foi abandonado quatro décadas atrás, o vilarejo de Sanguinho. Uma pequena vila de arquitetura típica açoriana e que depois de anos de abandono está sendo repovoada.

Apesar de ser uma trilha rústica, existe uma boa sinalização para quem decide fazer o caminho sem um guia. Mas, alguns passeios eu recomendo sempre o guia, pois só ele conhece os pontos perigosos e de maior atenção.

Alguns minutos depois chegamos a cachoeira do Salto do Prego, e ela é linda. Com uma energia incrível, um lugar realmente especial. Existe um pequeno caminho que possibilita uma vista por cima da queda d’agua, recomendo muito seguir até lá. 

Faial da Terra O que fazer nos Açores
Cachoeira do Salto do Prego

Ponta Delgada

A cidade de Ponta Delgada na Ilha de São Miguel no Arquipélago dos Açores é o ponto de partida para quem deseja se aventurar pelo arquipélago. É como se fosse a capital, também é a maior cidade e com melhor infra estrutura para receber o turismo.

Apesar de funcionar como ponto de partida e base para percorrer a ilha, Ponta Delgada tem alguns lugares bem legais para visitar e dá para fazer praticamente tudo em um dia. Dependendo da hora da chegada do seu voo, dá para aproveitar o restante do dia para conhecer a cidade.

Veja aqui o que fazer em Ponta Delgada

O que fazer nos Açores
Ponta Delgada

Como fazer os passeios nos Açores


A forma ideal de fazer os seus passeios nos Açores é contratando um passeio. Eu fiz todos os meus passeios nos Açores com o pessoal da FUNtastic Azores e recomendo o trabalho deles.

Mas vocês podem reservar os seus passeios através dos links aqui embaixo com toda comodidade e economia.

O que fazer nos Açores
Lagoa do Fogo

Onde ficar nos Açores


Eu me hospedei no Hotel Vila Nova, um hotel bem localizado e com excelente custo benefício. O Hotel é super confortável e com um excelente café da manhã. Do Hotel Vila Nova fica bem na orla de Ponta Delgada, pertinho do Forte de São Brás e tem uma excelente vista da cidade.

Alguns quartos do Hotel Vila Nova dispõem uma pequena varanda, TV a cabo, telefone, cofre, ar-condicionado, mesa de trabalho, uma área de estar enorme com sofás mesas, aquecimento, armário de roupas. Além de banheira, secador de cabelo, e amenities. A internet no Vila Nova funcionou muito bem em todas as partes do hotel. Os funcionários são super gentis e prestativos.

O Hotel Canadiano é um três estrelas que fica no centro Histórico de Ponta Delgada, em uma região super tranquila a apenas 10 minutos de caminhada até a orla. É um hotel antigo, foi um dos primeiros de Ponta Delgada, mas é super conservado confortável.

Os quartos do Hotel Canadiano são enormes, bem maiores que a maioria dos hotéis de hoje em dia. Tem uma pequena varanda, TV a cabo, telefone, cofre, ar-condicionado, mesa de trabalho, uma pequena área de estar com sofá, aquecimento, armário de roupas. Além de banheira, secador de cabelo, e amenities tipo dispenser no banheiro.

A internet era boa, mas na ocasião oscilou um pouco. Em um dos dias não estava funcionando, mas eu falei com o pessoal do balcão e eles resolveram rapidinho. Falando nisso, todos os funcionários são super gentis e prestativos.

Mas se você quer ficar ainda melhor localizado, recomendo o Grand Hotel Açores Atlântico. O hotel fica no coração de Ponta Delgada, tem quartos super confortáveis e um excelente custo benefício.
Já o Atlantic Home Azores fica na mesma localização, mas ganha no preço e tem uma vista ainda melhor. Da dúvida, é uma excelente opção de hospedagem em Ponta Delgada.


Reserve seus passeios nos Açores











Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.



mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.