Como é voar na AeroMéxico em classe econômica (B 737-800)

Como é voar na AeroMéxico

Quando estive no México eu fiz três voos domésticos com o grupo AeroMéxico, sendo um com a AeroMéxico Connect, o braço regional da empresa, e dois com a companhia principal, sendo um em classe executiva e outro em classe econômica e justamente como é voar na AeroMéxico em classe econômica que eu vou falar agora.

A AeroMexico é a principal e maior companhia aérea mexicana, opera uma rede de rotas domésticas e internacionais que liga o México e seu principal hub na Cidade do México a mais de 80 destinos, inclusive voos para o Japão, China e Coréia do Sul. Junto com a Latam Airlines, ela conecta São Paulo (Guarulhos) a Cidade do México diariamente.

Neste dia eu voei de Tijuana até Guadalajara, voo AM775 um trajeto de aproximadamente 3 horas, operados com os Boeings 737-800.

imigração no México

Boeing 737-800 da AeroMéxico


Como é voar na AeroMéxico em classe econômica


Compra da passagem

Eu comprei a passagem direto no site da AeroMéxico e como a empresa tem operação no Brasil, não é cobrado o IOF para operações internacionais no cartão de crédito. A compra foi muito simples e a empresa permite marcar as poltronas e inclui a franquia de bagagem de uma mala de até 25 quilos em seus voos domésticos.

Check-in

Eu cheguei no Aeroporto Internacional de Tijuana faltando 2 horas para a partida e fiz o check-in em um dos totens de autoatendimento. Não sei por qual motivo, mas não consegui fazer o procedimento pelo app da AeroMéxico.

Em seguida eu despachei a mala, o que não demorou mais de 10 minutos e já fui fazer os procedimentos de raio-x para entrar na sala de embarque.

Check-in em Tijuana

Embarque

O voo estava programado para decolar a 00h25 e pousaria por volta das 6 da manhã em Guadalajara, que tem o fuso diferente de Tijuana, por isso essa diferença no tempo de voo. O embarque começou por volta da meia noite e foi extremamente tumultuado, pois em razão do diminuto espaço dos portões do aeroporto de Tijuana, as pessoas se aglomeravam e as filas se misturavam.

A aeronave

A aeronave que cumpre essa rota é um Boeing 737-800 (prefixo XA-ZAM) que voou pela primeira vez em 2007, por tanto, já tem aí mais de uma década de serviços prestados para a AeroMéxico.

O Boeing estava configurado em duas classes de serviços: executiva, a Classe Premier com 16 poltronas no layout 2-2 e a econômica com 144 poltronas no tradicional formato 3-3.

Como é voar na AeroMéxico: Entretenimento individual

As poltronas eram revestidas em couro e tinha um bom espaço entre elas, de acordo com a duração da viagem. Nenhum item de conforto foi oferecido.

Todas as poltronas tem uma tela de LCD de 7 polegadas touch-screen e porta USB. O sistema de entretenimento deles é bem mais ou menos, com poucas opções de filmes e séries, que é o que mais me interessa. 

A tela tinha boa resolução, mas o conteúdo não era dos melhores

Revista da AeroMexico

A aeronave também estava equipada com Wi-Fi, mas eu não cheguei a usar pois estava cansado e só queria tentar dormir um pouco antes de chegar em Guadalajara, de onde eu pegaria um voo para a Cidade do México e depois para São Paulo no mesmo dia.

Como é voar na AeroMéxico: Wi-fi e os valores

Voo e serviço de bordo

Apesar do embarque ter começado com atraso, o avião decolou no tempo certo e logo após atingir a altitude de cruzeiro a tripulação começou o serviço de bordo e aqui vem uma grande decepção.

É que para um voo de três horas, eles serviram um pacotinho com dois cookies e nada mais. Se pelo menos tivesse opções para vender, mas não tinha mais nada. Para beber tinha refrigerante, suco, água e café.

Como é voar na AeroMéxico: Serviço de bordo

O voo seguiu sem transtornos ou turbulências até Guadalajara, onde pousamos pouco antes do nascer do sol.

Conclusão

Considerando o preço cobrado pela companhia, bem maior que o das empresas low-cost como a Interjet, Volaris e Viva Aerobus, achei a entrega deles muito abaixo do aceitável. Honestamente, eu não voltaria a voar com a AeroMéxico nas rotas domésticas, a não ser que eu não tenha outra opção.

Imagem de capa: Divulgação (Boeing 737-8 MAX)

Leia também:

Como é voar com a AeroMéxico Connect, a regional da AeroMéxico
Como é voar na classe executiva da AeroMéxico


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar