O que levar na mala de viagem para o inverno europeu

O que levar na mala de viagem para o inverno:

Eu estou nesse momento me preparando para entrar numa fria! Ou numa fria maior ainda! Ok, isso é título de filme, mas ilustra muito bem a minha realidade. Eu vou para a Rússia no meio do inverno – temperatura de -20 graus – para produzir conteúdo para o Vou na Janela. De quebra ainda vou fazer um giro por outros lugares bem frios na Europa e aí vem a pergunta: o que levar na mala de viagem para o inverno?

Eu não sou marinheiro de primeira viagem, já peguei temperaturas baixas em Ushuaia na Argentina, no rigoroso inverno alemão com neve no meio da canela e recentemente eu peguei temperaturas abaixo de zero e muita neve na Letônia e na Estônia.

Antes de me aprofundar nesse assunto, esse post pode parecer mais para o público masculino, mas são regras que valem tanto para homens, quanto para mulheres, ok?

O que levar na mala de viagem para o inverno europeu


O que levar na mala de viagem para o inverno


Quando viajamos para lugares frios, é natural que a gente sinta bem mais os efeitos das baixas temperaturas que os moradores daquele lugar. Claro, moramos em um país tropical e por mais que tenhamos inverno, em algumas regiões do Brasil é sempre verão e nunca vai despencar toneladas de neve, não é?

Um erro clássico é vestir camadas de roupas e ficar parecendo uma cebola. É incômodo, desconfortável e quando entramos em um ambiente aquecido é aquele ritual de ir tirando as camadas e depois vestir tudo de novo quando for embora.

O que levar na mala de viagem para o inverno europeu

Então, o melhor é ter peças adequadas a essas temperaturas do que ficar improvisando com todas as peças do seu armário. Eu sei que no Brasil não é tão simples assim achar roupa para invernos rigorosos, ainda mais com bom preço, mas não é impossível. Para quem viaja para fora com frequência, consegue comprar na gringa com bom preço.

Casaco

Item de primeira necessidade é um bom casaco, se possível, dois. Um mais formal e outro mais esportivo, é aquele para o dia a dia mesmo. Eu tenho dois, esse azul da foto de capa que eu comprei na Primark em Berlim por apenas 19 euros. Ele tem 3 camadas e esquenta tanto que por mais que faça frio em São Paulo, eu não consigo usar.

Outro que eu tenho é esse preto que eu comprei em uma promoção sensacional na H&M da Champs Elysées em Paris por apenas 50 euros. Sério, só com esses dois eu não preciso de mais nada. Isso que eu chamo de bom investimento e vamos combinar, nem foram caros.

O que levar na mala de viagem para o inverno: Um bom casaco

Segunda pele

É sempre bom ter uns dois pares de segunda pele térmica: camisa e calça. As camisas a gente encontra facinho em lojas de artigos esportivos na faixa de 40 reais e a calça eu comprei no Mercado Livre por 20 reais e com forro flanelado. Depois é só vestir uma calça jeans normal e as suas pernas não vão congelar.

Touca ou aquecedor de orelhas

Eu odeio usar touca de lã, tudo bem que esquenta bastante mas taí algo que não fica bem em mim e tenho que aceitar. Sabe aquele cabeção? É isso! Aí que comprei esses aquecedores de orelhas e olha, não é o acessório mais bonito mas ajuda muito.

Touca ou aquecedor de orelhas

Meia térmica

Eu sou daqueles que morre de frio nos pés, a meia térmica foi algo que mudou completamente a minha vida em temperaturas baixas, por mais que o tênis não seja o mais adequado, ela segunda muito bem a temperatura. As minhas eu comprei em  lojas de artigos esportivos por 30 reais. É legal ter mais de uma e também calçar meias normais por cima, ajuda ainda mais a manter a temperatura dos pés.

Cachecol

Eu odeio cachecol, sempre me dava alergia até que eu encontrei essa espécie de cachecol em Lisboa. Não sei o nome desse negócio, ele é de malha e as pontas são unidas e esquenta muito bem. Depois dele, alergia no pescoço nunca mais. Eu paguei 9 euros na Ale-Hop mas olha, é só comprar um pedaço de malha e você mesmo consegue fazer um, não tem mistério.

O que levar na mala de viagem para o inverno: Cachecol

Luvas

Não me chamem de chato, mas eu odeio luvas e ainda atrapalham na hora de usar o celular. Mas é algo que não pode ficar de fora. Eu tenho um par de lã, revestido de malha por dentro. Mas recomendo luvas de couro (pode ser sintético) mas revestidas de malha ou algum tecido quentinho por dentro, só o couro não esquenta bem. Eu vi algumas luvas em Paris que dava pra usar o touch do celular, não testei, mas todos os chineses usavam.

Calçado

Um bom calçado faz muita diferença, como um sapato ou tênis de couro e com solado de borracha grosso, nem pense em levar o seu amado All-Star pois seus pés irão congelar. Para quem vai fazer trekking na neve, recomendo aquelas botas da Timberland. Não são as mais bonitas do mundo mas atende super bem. Eu usei na geleira em Ushuaia e recomendo.

Esses Adidas de couro aguentam muito bem

Sola grossa + cano alto de couro: ótima combinação

É feio, mas resolve

Suéter

Eu levo sempre uns dois ou três, pois é aquela peça que você vai usar por baixo do casaco e quando entrar em um lugar com aquecedor, você não vai precisar ficar só de camiseta. Não precisa ser de material pesado pois não é lã original, é um material sintético. Eu comprei alguns na Hering há uns anos e paguei na época 59,90 cada e estão durando bem.


O que não levar


Eu já vi alguns blogs recomendado levar itens como capa de chuva e guarda-chuva. Não vale a pena ocupar um espaço precioso na sua mala com essas coisas. Não dá pra ficar pensando coisas do tipo, “vai que chove”, “e se…”? E por mais que o tempo esteja chuvoso ou tenha a possibilidade de chuva, você vai pagar só 3 euros num guarda-chuvas e depois pode até doar, em todos os lugares tem caixinhas de doação.

Não adianta levar também quilos de moletons, casacos que só funcionam no nosso inverno e aquela sua jaquetinha jeans favorita, né? Como eu disse lá em cima, usar camadas e mais camadas de roupas não é uma solução muito adequada. Se a temperatura ficar abaixo de zero, nada disso vai adiantar.


Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder Março 8, 2018

    Pedro Ventura

    Só li verdades!

    Eu praticamente só viajei para outros países no outono e inverno e posso dizer que aprendi a duras penas ano a ano, como se vestir para o frio. A última vez que congelei de frio foi em Varsóvia, em 2016 e quase chorei de tanto frio. Deixei minha mala com um casaco ótimo no locker da estação de trem, achando que um sueter+jaqueta de couro bastavam pra aquela manhã ensolarada. Ledo engado, a temperatura foi de 8ºC para -2ºC em poucas horas….
    Resultado: cheguei no hostel congelado!

    Seu post deixa bem claro a verdade: quer viajar no inverno? então compre roupa de inverno e não menospreze o sr. frio.

    Ansioso pelos novos posts dessa eurotrip/18!

    • mm
      Responder Março 8, 2018

      Fabricio Moura

      Isso mesmo Pedro, não tem como improvisar no inverno rígido. Eu estou agora em Moscou, a temperatura estava em -20 graus na madrugada que eu cheguei. Da estação de trem até o meu hotel eram 5 minutos de caminhada e nesses 5 minutos as orelhas pareciam que iam cair da cabeça hahaha. Mas olha, Moscou é INCRÍVEL e vale muito a pena. Obrigado pela mensagem =)

Deixe uma resposta