Como ficar mais de 90 dias na Europa sem ser deportado

ficar mais de 90 dias na Europa

Uma pergunta recorrente na minha caixa de mensagens aqui do blog é justamente essa, como ficar mais de 90 dias na Europa sem ser deportado?

As razões são as mais diversas e nem cabe a mim falar sobre isso. Vou dizer como funciona a regra e o que você pode fazer para ficar mais de 90 dias na Europa legalmente. Afinal, ninguém quer correr o risco de ser deportado e ficar anos sem poder voltar, não é?


Como a regra funciona


Brasileiros não precisam de visto para entrar na Europa. Quando chegamos no continente, o oficial de imigração concede 90 dias de permanência para turismo. Ou seja, esse visto não vale para fazer trabalho temporário.

Dentro da Europa continental existe o chamado Espaço Schengen, um acordo entre a maioria dos países da Europa Continental com a abertura de fronteiras para facilitar o acesso entre eles. No caso dos estrangeiros, circular por todos os países com um único visto.

O que a maioria das pessoas não sabem, é que essa permissão de 90 dias é válida dentro de um período de 180 dias. Não adianta ficar 90 dias, sair do Espaço Schengen, voltar alguns dias depois para ficar mais 90 dias. Você vai ser “barrado no baile”, amigo.

No Reino Unido, o visto para brasileiros é de 180 dias dentro de um período de 1 ano. Vamos combinar, um visto de 6 meses para turismo é sensacional e essa regra já valia muito antes deles anunciarem a saída da União Europeia.

Também não adianta você ficar 6 meses, sair do Reino Unido e voltar alguns dias depois para tentar ficar mais 6 meses. Também vale dizer que esse visto é válido para turismo, não existe nenhuma proibição para estudos, mas não vale para trabalho.


Como ficar mais de 90 dias na Europa


Visto prolongado

Conseguir um visto de turismo prolongado ou visto de estudo é totalmente possível para quem deseja ficar mais de 90 dias na Europa. O interessado deve procurar o órgão do governo local responsável pelo controle de imigração.

Vai dar a entrada no pedido e explicar muito bem as razões do pedido de visto prolongado.

Os caras são bem rigorosos e você vai ter que comprovar várias coisas. Dizer exatamente quanto tempo a mais precisa ficar, as razões, comprovar que pode se manter financeiramente. Também dizer onde pretende se hospedar, o seguro viagem para o período e comprovar o vínculo com o Brasil.

Se eles concordarem, em uma semana em média o visto prolongado é emitido, por tanto, não adianta pedir faltando um dia para acabar o visto de 90 dias. O visto prolongado só vale para o país em que ele for requisitado, esse é o maior problema.

Entrando e saindo do Espaço Schengen

O que muito viajante faz, é passar os 90 dias no Espaço Schengen, depois mais 90 dias no Reino Unido ou em países do leste europeu que não fazem parte da zona Schengen, em seguida voltar. Ou ficar 180 dias no Reino Unido, 90 dias no Espaço Schengen, mais 90 no leste europeu para depois voltar ao Reino Unido.

Eu sei que muita gente faz isso, não é ilegal, mas os oficiais de imigração podem questionar e decidir se você deve entrar. É um risco que o viajante vai correr.

Países que fazem parte

E se eu for pego ilegalmente

Se você for pego ilegalmente em qualquer país europeu, certamente vai ser deportado. Vai sofrer um processo interno que vai determinar o período em que você estará banido da Europa, que pode variar de 5 a 10 anos sem poder voltar.

Isso vale tanto para quem ficar ilegal depois do período de permanência concedido, quanto para quem usa o visto de turismo para trabalhar.

E o trabalho em troca de hospedagem

Como muitas pessoas fazem com Workaway ou Worldpackers, onde a gente troca trabalho por hospedagem, de acordo com a regra é ilegal. Mas como é tudo muito novo, eu ainda não ouvi relatos de quem tenha sido deportado por trocar trabalho por hospedagem.

No Canadá eu soube que eles barram na imigração quem diz que vai trocar trabalho por hospedagem. Na dúvida, nunca diga que vai fazer isso ao passar pela imigração em qualquer lugar do mundo.

Para entender melhor como funciona o  Espaço Schengen + dicas para passar pela imigração, vale a leitura desse post: Dicas para passar na imigração na Europa sem medo


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar