Sem companhia para viajar? Vamos falar sobre isso?

Sem companhia para viajar

Sem companhia para viajar? Sabia que praticamente todas as minhas viagens eu faço sozinho? E muitas pessoas me perguntam como é viajar sozinho? Se não bate um medo do desconhecido, de me perder, de ficar doente e muitas outras preocupações.

No começo, sair da tão falada zona de conforto não é realmente fácil e pode assustar. O fato é que quando você quebra a casca do ovo e encara o desconhecido, existe algo bem maior acontecendo por trás disso.

Estou falando do seu crescimento pessoal, da capacidade de contornar situações complicadas. Em uma escala menor, é como deixar a barra da saia da mãe pela primeira vez. Se lembra da sensação de liberdade que você teve a primeira vez que saiu sozinho para ir uma festinha na casa dos amigos do colégio? Não foi bom? Você não se sentiu dono do próprio nariz? Viajar sozinho é semelhante, mas em uma escala muito maior.

No fim do mundo

Feliz da vida no fim do mundo

Quando eu comecei a planejar a minha primeira viagem internacional foi assustador. Meu inglês era péssimo, tinha medo da imigração, medo de não saber chegar ao hotel, medo de não saber pedir um podrão no McDonalds. Parece besteira? Não para quem passa por isso pela primeira vez.

Uma coisa que sempre me ajudou a me sentir um pouco mais seguro, foi pesquisar muito sobre o lugar. Hábitos, costumes, como usar os transportes públicos, onde comer, como chegar aos pontos turísticos.

Sempre quando eu vou chegar a alguma cidade desconhecida, eu faço o caminho do metrô até o hotel pela Google Streetview e quando eu chego, já é de certa forma familiar. Aquele medo de não saber para onde ir simplesmente não existe.

Sem companhia para viajar? Sozinho do outro lado do mundo.

Sem companhia para viajar? Sozinho do outro lado do mundo.

Viajando sozinho você é o senhor do seu tempo. Pode acordar mais tarde quando quiser, ou mais cedo conforme for. Pode passar horas apreciando um monumento ou vagando por um museu durante todo dia. Pode simplesmente se dar ao luxo de não fazer nada e ficar o dia todo num parque vendo a vida passar.

Bate uma saudade dos amigos, do namorado, da família? Sim, você vai ver a Torre Eiffel na sua frente e vai olhar pro lado e não vai ter um rosto amigo para comentar como ela é linda. Ou ver algo engraçado e rir sozinho, não vai ter com quem compartilhar aquele momento único. Mas veja por outro lado, aquele momento vai ser só para você.

Torrando nos 45 graus do Camboja

Torrando nos 45 graus do Camboja

Mesmo que você compartilhe uma foto no seu Instagram, aquele momento único ainda vai ser só seu e foto nenhuma vai chegar perto do que foi aquela experiência para você. Nunca se sinta sozinho, conheça pessoas e faça amigos. O que você não pode fazer é deixar de viajar por não conseguir conciliar as datas com amigos ou namorado.

Viajar junto é bom? Sim, sem dúvidas, mas viajar sozinho é um outra experiência e todo mundo precisa passar por isso pelo menos uma vez na vida. E quando você quebrar a casca do ovo, vai perceber que foi mais fácil que você imaginava. Vai tomar gosto e não vai parar mais. O mundo é maravilhoso demais para ser visto apenas pela tela do computador.

Leia mais:
Todos os posts sobre viajar sozinho
Todos os posts sobre panejamento de viagens


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar