Transportes em Buenos Aires: metrô, ônibus ou taxi?

Transportes em Buenos Aires

A melhor maneira de andar por Buenos Aires é caminhando, só assim conhecemos melhor a cidade e essa sempre será a minha primeira escolha independente do país. Mas se mesmo assim você optar por usar o transporte público, aqui algumas dicas de usar os meios de transportes em Buenos Aires:

Metro

O Subte, como é conhecido o metrô da cidade, tem uma boa rede com 6 linhas, todas identificadas com cores e letras e que cobrem boa parte dos pontos turísticos. Além disso, eles tem duas linhas o chamado “Premetro”, que são como os Trams e circulam na superfície.

BA-3

Uma das estações do Subte

Usar o Subte não tem mistério, ele funciona como a maioria das redes metroviárias de outros lugares, com uma única tarifa para toda a rede.

O bilhete individual custa 5 pesos e permite a integração entre todas as linhas (menos o Premetro). Você pode comprar os cartões Sube e Monedero, com eles a gente tem descontos progressivos para um número maior de viagens. Por exemplo, se você recarrega seu bilhete para fazer de 1 a 20 viagens, um trajeto sai por 4,50 pesos. Para 41 viagens ou mais, o preço cai para 2,70 pesos. Bem vantajoso.

subte-mapa-esquematico-2014

Mapa do Subte

Os trens começam a circular as 5h da manhã e a notícia ruim é que eles começam a parar a partir das 22h.

Mais informações no site do Subte.


Ônibus

Os Colectivos de Buenos Aires circulam por toda a cidade e região metropolitana. No começo parece um pouco confuso, já que as empresas não seguem um padrão visual de pintura, cada ônibus é de um jeito diferente. Mas a única coisa que você precisa se preocupar é com o número da linha. Para saber que ônibus você deve pegar, no Mapa Interactivo de Buenos Aires você faz uma simulação de qual trajeto pretende fazer e ele indica o número do coletivo e as paradas.

Colectivos de Buenos Aires

Colectivos de Buenos Aires

As tarifas são de acordo com a distância que você irá percorrer, os ônibus não tem cobradores e você deve informar ao motorista qual seu destino, ele calcula o custo e você paga só o trecho que vai andar. O ruim desse sistema são as filas enormes que costumam se formar. Olha a foto abaixo.

E tem filas longas

E tem filas longas

Outro ponto ruim é que a gente nunca sabe exatamente quando um ônibus vai passar. Podendo demorar até 30 minutos ou mais.

 

Taxi

Os taxis já foram bem baratinhos, mas agora com a inflação e desvalorização do Real, os preços já não são tão atraentes como antes, mas ainda é melhor do que pagamos aqui em São Paulo.

A bandeirada inicial custa 9,80 pesos e a cada 200 metros é cobrado 0,98 centavos.

O problema dos taxistas portenhos, é que alguns motoristas “espertinhos” aplicam golpes nos turistas mais desavisados. Algumas casas de câmbio aqui do Brasil fornecem um folheto com algumas dicas para quem vai a Buenos Aires e um deles é ter cuidado com os taxistas que costuma dar troco com notas falsificadas.

Uma observação importante: como a inflação na Argentina é bem galopante, esses valores que eu mencionei acima podem mudar de um dia para o outro.


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar