8 motivos para você viajar só com a bagagem de mão

largar tudo e dar a volta ao mundo

Já pensou em viajar só com a bagagem de mão? Nem pensar, não é mesmo? Ou não? Quando saímos da nossa zona de conforto para uma longa viagem, é compreensível que a gente queira levar um pedacinho da nossa casa na mala. Especialmente para quem não viaja com tanta regularidade e na primeira semana já sente saudade do lar doce lar. Por isso sempre levamos mais roupas do que podemos vestir e pensamos que é importante ter opções. Mais sapatos do que podemos calçar, pois é importante combinar com cada roupa, além de livros, computador, tablet e o do ipod carregado com músicas que poderiam ser tocadas ininterruptamente durante meses.

Se você é assim, você não está sozinho. Na verdade, você sabe que não está sozinho pois a grande maioria das pessoas que conhece são assim. E não estou dizendo o que é certo ou errado, se você é feliz levando uma mala de 20 quilos, legal, isso é o mais importante. Eu era assim.

Porém, eu tenho praticado o desapego e ando tentando levar o mínimo possível nas minhas viagens. Sendo assim,


8 boas razões para você levar apenas a bagagem de mão


1 ) Você não vai precisar despachar a sua mala. Isso é ótimo, pois você poderá fazer o checkin online, chegar no aeroporto mais tarde e no desembarque não precisará esperar até a sua mala aparecer na esteira.

2 ) Se você vai viajar por alguma companhia aérea low coast, praticamente todas cobram pela mala despachada, assim você já economiza uns bons trocados não precisando despachar nada.

3 ) Quem já teve uma mala extraviada ou arrombada sabe o pesadelo que é. Imagine você em um país distante, somente com a roupa do corpo e sem poder se trocar após um merecido banho? Quem viaja com apenas uma mochila ou mala compacta não passará nunca por isso.

4 ) Com pouca bagagem você pode usar o transporte público de e para o aeroporto com mais conforto. Arrastar malas pesadas para cima e para baixo não é a experiência mais agradável no lotado Metrô das grandes cidades. Eu passei por isso em Londres e Lisboa, não foi nada legal.

5 ) Como você levou poucas peças, não vai perder tempo escolhendo entre as muitas opções de roupas para vestir. Vai ganhar tempo e aproveitar mais a sua viagem.

6 ) Tendo consciência de que seu espaço na bagagem é limitado, você vai pensar muitas vezes antes de comprar por impulso dezenas de bugingangas e souvenirs.

7 ) Quando você for deixar o hotel, seja para outro destino, ou para voltar para casa, você não vai gastar horas arrumando aquela mala enorme e constatando que não usou nem a metade das roupas que levou.

8 ) Quando chegar em casa, você não terá uma mala com 20 quilos de roupas sujas para lavar.


Dicas importantes para viajar com a bagagem de mão


1 ) Em viagens internacionais, a sua mala não pode pesar mais de 10 quilos ou 5 quilos para vôos domésticos e estar dentro das medidas estabelecidas pelas companhias aéreas. Lembre-se que a mala precisa caber no bagageiro da aeronave. A dica aqui é escolher a mala ou mochila o mais leve possível. Vai levar o computador? Ele pode ser levado em uma bolsa a parte.

2 ) Você não poderá levar  ítens cortantes ou produtos com mais de 100ml. Compre um daqueles kits de frascos de cosméticos para viagem, todos são compactos e dentro das especificações internacionais. Quer uma dica? Deixe para comprar o shampoo e condicionador quando chegar a seu destino. Quer outra dica que eu adoro? Eu sempre guardo os vidrinhos de shampoo, condicionador e shower gel dos hotéis que sobram de viagens anteriores. O Melhores Destinos tem um post sobre o que pode e o que não pode levar, dá uma olhadinha.

3 ) Viajar com poucas roupas, significa que você vai precisar lavar algumas peças em algum momento. Usar uma roupa mais de uma vez não é pecado, especialmente se você estiver em um lugar frio. Mas quando precisar lavar, use e abuse das lavanderias, é barato e rápido.

4 ) Você precisa ficar atendo ao clima do lugar. Frio ou calor? Seco ou chuvoso? Tudo isso vai determinar o tipo de peças que precisará levar. Se você vai para um lugar muito frio, vale investir em duas mudas de roupas térmicas (calça e camisa) e leve apenas um bom casaco na mão. Leve boas meias, ficar com os pés gelados não é nada agradável.

Ficou tentado a fazer uma comprinhas antes de voltar pra casa? Não é pecado, somos humanos e não resistimos a uma boa oferta. Se você sabe que vai cair na tentação, já leve uma bolsa resistente que possa ser dobrada e acomodada na sua bagagem ou compre uma.  Faça suas compras no fim da viagem e despache na volta.

Se você acha praticamente impossível levar apenas a bagagem de mão, mas gosta de ideia, vá praticando o desapego aos poucos, levando uma mala menor a cada viagem. Pode ter certeza, você vai aproveitar a sua viagem ainda mais.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

4 Comentários

  • Responder dezembro 4, 2015

    Cabeça de Frade

    ei Fabricio, acabei de descobrir teu blog, quanta dica bacana! já está guardado nos favoritos! que pena não ter lido este post antes, pq hoje acabei de escrever sobre isso: https://cabecadefrade.wordpress.com/2015/12/04/minha-viagem-mochilao-seis-dicas-e-um-presente-para-voce-fazer-a-sua. vou escrever sobre travel blogs logo e te citar com certeza! muito legal o conteúdo, parabéns!!!

    • mm
      Responder dezembro 6, 2015

      Fabricio Moura

      Suuuuuuper obrigado!

      Também adorei o seu, também vou divulgar =)

  • Responder abril 22, 2016

    Roberta

    Uma outra sugestão: ao invés de levar uma bolsa extra na mala de mão ou gastar dinheiro contando uma no local, leve apenas um rolo largo de fita adesiva. No destino, é só pedir uma caixa de papelão em qualquer mercado ou loja, encher com suas lembranças e compras, lacrar e despachar 😉

    • mm
      Responder abril 22, 2016

      Fabricio Moura

      Simm, é uma boa

Deixe uma resposta