Rússia no Inverno? Qual a melhor época para visitar o país

Rússia no Inverno

Eu preciso confessar que estava morrendo de medo de visitar a Rússia no inverno, a razão é clara como a neve: o país é famoso por seu inverno rigoroso, com temperaturas constantemente abaixo de zero e sim, muitas camadas de neve.

Mas como a minha agenda não estava colaborando e a ideia era que eu fosse para a Rússia para produzir conteúdo para ajudar os brasileiros que fossem para a Copa do Mundo de 2018, eu não tinha muita escolha e decidi ir no fim do inverno, em março.

Para aumentar o meu pavor, neste inverno a Rússia sofreu com uma onda de frio das mais rigorosas em muitos anos e estamos falando no país da Sibéria. Mas não tinha jeito e eu fui encarar Rússia no inverno. Começando por Moscou e terminando por São Petersburgo.

Moscou ainda tinha cara de Natal

Eu cheguei em Moscou às 3h da madrugada em um voo vindo de Roma. Da janela do avião eu já via uma imensidão branca que cobria as casas e ruas próximas do aeroporto. A neve caia e fazia -15 graus e nem faço ideia da sensação térmica.

Mas foi na saída da estação de trens e na curta caminhada até o meu hotel que eu senti a parede gelada. O rosto ficou imóvel e as orelhas começaram a doer. Passado o susto inicial eu me abriguei no conforto do quarto do meu hotel e dormi até o fim da manhã.

Gorky Park

Para visitar lugares tão frios, a gente precisa de roupas adequadas. Não dá para improvisar e vestir camadas e mais camadas das roupas de frio que são vendidas aqui no Brasil. Felizmente eu estava preparado e a primeira vez que eu encarei o Moscou e todo aquele frio, eu fiquei feliz por ter vindo no inverno.

Não vou mentir que o frio deixava as mãos e os pés doendo, não vou mentir que o ar gelado parecia queimar os pulmões e que eu demorava longos minutos para me vestir todos os dias. Mas a beleza do cobertor branco sobre os parques, o Rio Moskva congelado, a neve sobre o Kremlin e a Praça Vermelha deixava tudo ainda mais bonito.

São Petersburgo e o Rio Neva congelado

São Petersburgo me mostrou o Rio Neva congelado, transformando o leito do rio, de via de barcos a playground para as crianças. Quem quisesse atravessar de uma margem para a outra não precisava caminhar até a ponte mais próxima, era só atravessar ali mesmo.

Por fim, eu já estava acostumado com o frio e não sofria tanto como antes, mas todo aquele cenário compensava e em nenhum momento eu me arrependi de visitar a Rússia no inverno.


Qual é a melhor época do ano para visitar a Rússia


Eu amei visitar a Rússia no inverno, na primavera ou verão deve ser lindo, mas no inverno é especial, quase mágico. Por tanto, se estiver pesquisando sobre quando visitar a Rússia, não tenha medo do inverno. Vá preparado e se apaixone pela beleza da neve delicadamente cobrindo as cidades.

Mas se você realmente não gosta de frio, os melhores meses são de maio a setembro, a primavera e verão deles. Também é a alta temporada e vai estar tudo mais cheio, mas sendo inverno ou verão, vai estar lindo.


Mais imagens da Rússia no Inverno


Gorky Park

Onde ficar em Moscou

Moscou e o Rio Moskva congelado

Rio Moskva congelado em março

Catedral de São Basílio

Hermitage, São Petersburgo

Campanário de Ivan, Moscou

Jardins do Kremlin

onde ficar em São Petersburgo

São Petersburgo

Rio Moskva


Procurando hospedagem em Moscou


Eu escrevi um post explicando os melhores lugares para se hospedar em Moscou e também onde evitar. Leia o post aqui.

Confira aqui a nossa lista de sugestões de hospedagem em Moscou: clique aqui



Booking.com


Compre aqui seus passeios em Moscou



Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar