Onde ficar em Moscou: como escolher onde se hospedar na cidade

Onde ficar em Moscou

Escolher onde ficar em Moscou foi uma das tarefas mais complicadas no planejamento da minha viagem pela Rússia. Moscou é um cidade grande e que intimida, o transporte público é imenso, mas também grande na dificuldade e para variar, eu chegaria de madrugada na Rússia.

Nesse post eu vou explicar onde ficar em Moscou e dicas para não cair em algumas pegadinhas bem manjadas aqui, mas que para a gente, é tudo bem novo.


Onde ficar em Moscou


Moscou é uma cidade gigantesca e o metrô deles chega em todas as partes da cidade, o que facilita muito para quem decidir se hospedar em uma zona mais afastada e usar o transporte público. Mas o metrô não é muito fácil de usar pela primeira vez, mas depois que você pega o jeito a coisa funciona.

Mas antes de falar sobre onde ficar em Moscou, vamos entender um detalhe muito importante. A rede hoteleira da cidade é bem antiga, muitos hotéis centrais tem o padrão da época da União Soviética. O hotel que eu fiquei era um 4 estrelas, mas o padrão de um 4 estrelas na Rússia é muito diferente do mesmo padrão em outro lugar da Europa.

Claro, existem hotéis centrais novíssimos ou que foram modernizados, mas os preços são altos, pois eles se destacam da oferta ao redor.

A melhor região para se hospedar em Moscou é nessa área demarcada abaixo, o centro da cidade.

Onde ficar em Moscou

Dentro desse círculo ficam a Praça Vermelha e as principais atrações da cidade, é definitivamente a melhor área se você quiser fazer tudo a pé e não depender de transporte.

Se você pode investir em um bom hotel e quer ficar nessa região, recomendo o Four Season da Praça Vermelha. É um hotel incrível e no melhor ponto da cidade.

Onde ficar em Moscou: Four Season da Praça Vermelha

 

Eu ia me hospedar no Hotel Nikolsky também na Praça Vermelha. O hotel é super simpático e tem recomendações ótimas, mas acabei optando por outro que facilitaria a minha chegada e saída da cidade, explico melhor mais embaixo.

Onde ficar em Moscou: Hotel Nikolsky (imagem: Booking.com)

Nessa região tem outro que eu gostei muito, o Veliy Hotel Mokhovaya Moscow. Eles funcionam em uma antiga mansão do século XIX que foi transformada em hotel.

Veja todos os hotéis dessa região aqui

Arbat é outra área super bacana de Moscou, é o antigo bairro dos artistas russos. Tem muitos casarões que foram reformados e viraram hotéis charmosos.

Veja a lista de hotéis nessa região aqui

Outra região bem bacana é Tverskoy, eu passei por ele algumas vezes quando fui a pé do meu hotel até a Praça Vermelha. O bairro é legal, tem muito comércio, parques (inclusive onde eu fiz a foto abaixo) e muitos teatros, o Bolshoi não fica longe dali.

Ainda é Natal em Moscou

A post shared by Fabricio Moura | Vou na Janela (@fabriciomoura) on

Veja a lista de hotéis nessa região.

Mas se você não se importa em se hospedar mais afastado do centro, um bom bairro é o Izmailovo, eu fui lá visitar o Kremlin de Izmailovo e aproveitar para conhecer a região. O bairro tem parques lindos, lagos e hotéis novos e com preços excelentes. Destaque para o Izmailovo Alfa Hotel, novinho, moderno e bem barato.

Onde ficar em Moscou: Izmailovo Alfa Hotel (imagem: Booking.com)

E em termos de locomoção, de lá até a Praça Vermelha é só pegar a Linha Azul do metrô e em 30 minutos você terá chegado do centro da cidade.

Veja mais hotéis nessa região aqui


O que eu fiz


Eu me hospedei no Ampir Belorusskaya Hotel, pois eu chegaria em Moscou às 3h da madrugada e o hotel é pertíssimo da estação Belorusskaya, de onde chegam os trens que vem do Aeroporto Sheremetyevo. Mesmo tendo hotéis mais atraentes e baratos como os que eu destaquei acima, escolhi esse pela facilidade de chegada e saída. Não queria ficar perdido na madrugada de Moscou com temperatura de -15 graus.

O hotel é confortável, tem um bom café da manhã, a internet não era das melhores mas no geral, não deixou a desejar. O quarto era amplo e confortável e me atendeu muito bem. Os funcionários são super gentis, algo que conta muito na Rússia. Tem cara de antigo, com muitos móveis clássicos e um piano no hall de entrada de alguns andares, isso era muito bacana. E eles fornecem água mineral e os quartos tinham ótima calefação, TV, frigobar, ameninties no banheiro e até pantufas.

Antes de decidir onde ficar em Moscou, leia os comentários dos hóspedes no Booking e no TripAdvisor, pois algo que eu percebi, e que em Moscou os hotéis tendem a enganar mais do que em outros lugares, usando imagens que não são dos verdadeiros hotéis.


Veja outros hotéis em Moscou


Confira aqui a nossa lista completa de sugestões de hospedagem em Moscou: clique aqui



Booking.com


Compre aqui seus passeios em Moscou



Leia mais


Chegando na Rússia: imigração em Moscou e transporte até a cidade
Como usar o metrô de Moscou


Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar