Cerro Santa Lucía em Santiago: para ver a cidade de cima

Cerro Santa Lucía Onde ficar em Santiago

Existem três lugares excelentes para ver Santiago de cima, dois deles já figuraram aqui no blog: o Cerro San Cristóbal e o Sky Costanera, o edifício mais alto da América do Sul. Mas um lugar que eu também adoro é o Cerro Santa Lucía.

Cerro em espanhol quer dizer “morro”, e o Cerro Santa Lucía é um morro tamanho médio localizado bem no centro de Santiago, tem 69 metros de altura e oferece uma vista de 360 graus da cidade.

O cerro tem várias entradas, mas eu gosto da principal que  fica na Avenida Libertador Bernardo O’Higgins, de onde começa uma escadaria que leva até a Fuente Neptuno, uma fonte lindíssima de onde saem duas escadas paralelas que levam ao Cerro Santa Lucía.

O primeiro mirante, ainda bem baixinho

O primeiro mirante, ainda bem baixinho

F4

Entrada

Fuente Neptuno

Fuente Neptuno

Preparem as pernas

Preparem as pernas

Fuente Neptuno

Fuente Neptuno

A subida é um pouco cansativa, são muitas e muitas escadas intercaladas com pequenos e grandes mirantes e passarelas. Não é o tipo de passeio para quem tem dificuldade de mobilidade, o que é uma pena pois as vistas são incríveis.

A dica é pegar leve na subida, pois é bem puxado. Vai com calma, parando e observando os diversos ângulos da cidade. Lugares para se sentar embaixo de uma sombra também não faltam.

São vários mirantes, pontes, escadas, passagens, grutas e até uma queda d’água. O Cerro Santa Lucía é um lugar para ir explorando com calma e quando a gente acha que acabou, no topo tem uma torre com incrível vista da cidade e da Cordilheira dos Andes, a foto de capa desse post.

F11

Cerro Santa Lucía

Um dos portais que dão acesso ao mirante intermediário

Um dos portais que dão acesso ao mirante intermediário

Vista de outro mirante intermediário

Vista de outro mirante intermediário

Torre mais alta

Torre mais alta

Ponto mais alto, parece um castelinho

Ponto mais alto, parece um castelinho

Vista de um mirante intermediário

Vista de um mirante intermediário


Como chegar ao Cerro Santa Lucía


Ele fica no centro de Santiago, pertinho do Museu Nacional de Bellas Artes e do Parque Florestal. A melhor maneira de chegar é pela Avenida Libertador Bernardo O’Higgins.

O cerro fica entre duas estações de metrô, a Santa Lucía – que é ligeiramente mais perto – e a Estação Universidad Catolica.

E a boa notícia é que para entrar não paga nada.

***


Aqui no blog tem um post super completo com dicas de onde se hospedar e onde não se hospedar em Santiago: Leia aqui. Mas vou deixar algumas dicas aqui embaixo.

Para mim, a Providencia é o melhor bairro para ficar em Santiago. No bairro temos fácil acesso a maioria das atrações da cidade.

Na minha primeira viagem eu fiquei no Hotel Boutique Tremo e foi uma excelente escolha. Era um hotel pequeno, com tudo novinho, confortável, com bom café da manhã e uma bela banheira de hidromassagem no quarto.

Na segunda viagem eu fiquei em um outro hotel ali pertinho, o Mito Casa Hotel Boutique, que também foi uma ótima escolha. Na terceira vez que eu estive em Santiago, eu me hospedei no NH Ciudad de Santiago, que por ser um bom hotel de rede, não tem muito como errar e eu recomendo muito.

Outro bairro muito procurado é a Bella Vista, eu tenho amigos que ficaram no The Aubrey Boutique Hotel e amaram. Em uma próxima ocasião eu tentaria me hospedar nele.


Como é passar pela imigração em Santiago
Como chegar a Valparaíso e Viña de Mar
Onde ficar em Santiago
Transfer para Brasileiros do aeroporto até o centro da cidade
10 dicas grátis em Santiago


O que fazer em Santiago
Cerro Santa Lucía
Cerro San Cristóbal
Sky Costanera
Parque Quinta Normal e seus museus
Valle Nevado em temporada de inverno
Termas Colina e Embalse El Yeso
Valparaíso e Viña del Mar
Vinícola Emiliana
Casa de Pablo Neruda em Isla Negra


O seguro viagem não é obrigatório para visitar o Chile, no entanto, é recomendável que você tenha essa proteção. Faça aqui o seu seguro com descontos especiais. Use o cupom de desconto de 5% para os leitores: VOUNAJANELA5.










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.