A Ponte Carlos em Praga: a mais bonita do mundo?

Ponte Carlos em Praga

Em 2012 eu estava planejando uma viagem a Londres quando li um post em um blog gringo sobre as cidades mais bonitas do mundo e Praga estava entre elas. O post ia além e falava da Ponte Carlos em Praga como um dos lugares para ver antes de morrer.

Eu não tinha tempo para incluir Praga no meu roteiro, mas corri em uma livraria e comprei um Guia de Praga do Lonely Planet. Em todas as minhas andanças pela Europa eu tentava incluir a cidade no meu roteiro, o que eu só consegui em 2017.

Eu cheguei em Praga no meio da tarde, deixei mala no hotel e saí caminhando pela margem do Rio Moldava em direção a Ponte Carlos. Eu tinha urgência para pagar a minha dívida de 5 anos. E ela estava lá, linda! 

Ponte Carlos e o Castelo de Praga ao fundo

Momento raro com a ponte “menos” cheia

A Ponte Carlos – Karlův Most ou Charles Bridge –  é a ponte mais antiga da República Tcheca, foi construída pelo rei Rei Carlos IV há quase 700 anos. Para quem vem da cidade antiga, a imagem da Ponte com o Castelo de Praga nas colinas do outro lado do rio é a visão mais festejada pelos visitantes e a mais famosa do país.

A construção da ponte começou no dia 9 de julho de 1357 às 5h31 da manhã. Quer saber o porquê? É que o rei era extremamente supersticioso e escolheu esse momento pois os números formam uma sequência de números ímpares que podem ser lidos em qualquer sentido: 135797531. De frente para trás e de trás para frente. Louco né?

A torre que fica do lado da Cidade Antiga e a estátua do Rei Carlos ao lado

Mas nem o rei, nem o arquiteto Petr Parléř viram a ponte finalizada, a obra demorou nada menos que 45 anos para ficar pronta, sem as estátuas. Séculos depois a gente pode atravessar a obra excêntrica do Rei Carlos IV, que é considerada uma das pontes mais bonitas do mundo. Inclusive muitos veículos de imprensa já a elegeram como a ponte mais bonita do mundo. Bom, eu não concordo mas é o meu gosto.

Uma das torres góticas da Ponte Carlos em Praga

Santo Agostinho, estátua de 1708

A ponte de 516 metros tem duas torres góticas nas suas extremidades, em cada uma delas funcionam mirantes de onde a gente tem uma visão privilegiada da ponte, a cidade antiga, Castelo de Praga ao fundo e da Malá Strana. Vale muito enfrentar as escadas estreitas, os degraus e mais degraus para curtir o visual. E lá de cima a gente percebe o formato irregular da ponte, algo que a gente só vê do alto.

Ponte Carlos

A vista de uma das torres da Ponte Carlos em Praga

A ponte e a Malá Strana ao fundo

A cidade antiga vista de uma das torres da Ponte Carlos em Praga

Caminhando pela ponte, a gente tem a sensação que a metade do mundo está ali, tamanho é a quantidade de turistas em qualquer hora do dia ou época do ano. Se hoje a gente vê essa multidão de visitantes, nos anos anteriores a ponte viu o vigário-geral do arcebispo de Praga, João Nepomuceno (sim, o santo) ser jogado da ponte, a colocação das 30 estátuas que adornam a ponte, bondes passando por ela e até desfiles nazistas, de quando o país foi invadido pela Alemanha de Adolf Hitler.

É muita história para um lugar só.


Como visitar a Ponte Carlos em Praga


Partindo da Cidade Antiga, ou da Malá Strana, é muito fácil chegar a Ponte Carlos, basta seguir as placas “Karlův Most ou Charles Bridge” pelo caminho.

Tem duas estações de metrô perto dela, ambas são da Linha Verde, a mais próxima é a Staroměstská que fica na Cidade Antiga e a outra é a Malostranská, na Malá Strana. Além disso, tem várias linhas de bondes que circulam de ambos os lados do rio.

Para visitar a ponte a gente não paga nada, só para subir nas torres, 3 euros cada uma.


Dicas de hospedagem barata em Praga


Confira nosso post com todas as dicas de hospedagem em Praga (clique aqui). Recomendo muito ler esse post antes de se decidir onde ficar.


Booking.com


Compre aqui seus passeios em Praga



Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar