Como usar o metrô de Moscou: passo a passo simplificado

Como usar o metrô de Moscou

Preciso confessar que a minha segunda preocupação na viagem pela Rússia era como usar o metrô de Moscou. A primeira, era como passar pela imigração e vocês podem ler como foi aqui. Eu li diversos relatos de que era difícil e confuso, especialmente por conta da maioria das informações estarem escritas em alfabeto russo ou alfabeto cirílico. Algo muito diferente e difícil para nós.

Para reduzir as suas preocupações, não vou dizer que é super fácil usar o metrô de Moscou, mas foi bem menos complicado do que eu imaginava e eu desenvolvi um método meu para conseguir me virar, que eu vou explicar melhor ao longo desse post e certamente vai te ajudar muito.


Sobre o metrô de Moscou


Andar de metrô em Moscou é uma atração turística, isso porque as estações são consideradas as mais bonitas do mundo. Elas se parecem mais com museus ou galerias de arte do que estações de metrô. Tanto que ele é conhecido como Palácio Subterrâneo.

O metrô de Moscou (em Russo: Московский Mетрополитен) foi inaugurado na Era Stalin em 1935, na época tinha uma linha, mas hoje já são 12 linhas que cortam a cidade ponta a ponta, além de um monotrilho, trams e da Moscow Central Circle.

Como usar o metrô de Moscou: um verdadeiro palácio

O metrô de Moscou é sempre cheio, é o mais mais movimentado do mundo, são mais de 9 milhões de pessoas transportadas por dia. Mas nunca peguei os trens absurdamente cheios, acho que por conta do número de linhas e estações, essa massa de pessoas acaba sendo bem distribuída. Outro detalhe é que os trens passam de minuto em minuto, o que certamente contribui para o bom fluxo de passageiros.


Como usar o metrô de Moscou


Compra das passagens

Essa foi a parte mais fácil de toda a experiência no Metrô de Moscou, o processo de compra é muito simples e intuitivo. A venda é feita em máquinas que tem dois idiomas: russo e inglês.

Como usar o metrô de Moscou: compra da passagem

Primeiro, claro, você vai escolher o idioma e em seguida aparecerão 3 opções: 1 Pass, 2 Passes ou Recharge. A opção de recarga é para quem tem o Troika Card, que você pode comprar nas bilheterias com os atendentes por 35 Rublos, mas olha, se prepare pois eles não falam inglês. Por isso eu comprava os passes para 1 ou 2 viagens antes de embarcar.  O passe vale por 90 minutos e conexões ilimitadas após a validação nas catracas e custa 55 Rublos (aproximadamente 3 reais).

Escolhido a opção, é hora de fazer o pagamento. A maioria das máquinas só aceitam moedas e notas. As máquinas mais novas aceitam o pagamento em cartão de crédito. A máquina emite o cartão e devolve o troco, caso tenha.

Como usar o metrô de Moscou: o cartão para 1 ou 2 viagens

Como usar o metrô de Moscou: catracas

Chegando na catraca é só passar o cartão para que ela se abra e no visor vai aparecer o número de viagens que restam no seu cartão.

Usando o metrô de Moscou

Primeiro você vai precisar de um mapa do metrô. Eu peguei o meu no Guia de Moscou que é distribuído no aeroporto, nele os nomes das estações estão em alfabeto latino, mas pegue o mapa que tem os dois alfabetos para você se localizar melhor. Todos os hotéis também tem esses mapas. Veja o mapa aqui.

Como usar o metrô de Moscou: Sinalização nas estações

Agora vem a parte mais complicada, mas não se assuste, ok? Algumas estações só tem uma linha, outras tem até 3 linhas. O problema é que para cada linha, a estação tem um nome diferente.

Por exemplo, a estação da linha vermelha que chega ao lado Kremlin se chama Okhotny Riad (Охотный ряд) e ela é integrada com as linhas verde e azul. Na verde ela se chama Teatralnaya (Театральная) e na azul Ploschad Revolyutsii (Площадь Революции). Por que isso? Pois realmente são 3 estações distintas e que são interligadas por túneis subterrâneos, por isso cada uma tem um nome diferente.

Como usar o metrô de Moscou: identifique o destino final de cada sentido

As linhas são nomeadas por números, cores e pelos seus nomes. Como se localizar pelos nomes é mais complicado, vale se orientar pelos números das linhas e suas cores. Aí é só seguir as placas até achar a sua linha. As placas das estações estão todas em russo, para saber em qual direção ir, eu identificava o destino final daquele sentido, e já sabendo que a estação que eu queria descer estava naquela direção, era só embarcar. E dava certo, eu não me perdi nenhuma vez no metrô.

Dentro dos vagões o nome das estações nos dois alfabetos

Dentro dos trens, o mapa das estações daquela linha estão nos dois alfabetos, aí ficava fácil achar a minha parada.

Dessa forma eu consegui usar muito o metrô de Moscou. Para todos os lugares que eu fui, usei o metrô, até mesmo para Izmailovo, um bairro afastado visitar o Kremlin deles. Ainda fiz um tour pelas estações mais bonitas saltando de linha em linha.

Sempre assim, identificando o destino final do trem que ia naquele sentido e sabendo que a minha estação ficava naquela direção, não tinha erro.

Interior dos vagões


Algumas informações


– Antes de entrar nas estações vai ter um controle de segurança com detector de metais e algumas vezes revista de bolsas e mochilas, mas é tranquilo.

– Sempre dê lugar aos idosos, grávidas ou pessoas com deficiência, especialmente as babuskas, as senhoras russas que vão te xingar muito se não ceder o seu lugar para elas.

– Fique atento as bolsas e carteiras, apesar de Moscou ser uma cidade segura, não dá para baixar a guarda em lugar nenhum.

– Nunca encare os guardas ou seguranças, eles não gostam e você pode ter problemas com eles.

– No metrô os russos são super ordeiros, sempre do lado direito nas longas escadas rolantes e sempre esperam todos os passageiros saírem dos vagões antes de embarcar.

– As estações são verdadeiros labirintos, para achar a saída, siga as placas: Выход.

– Horário de funcionamento é das 6h à 1h da manhã.

Site oficial: http://transport.mos.ru/en/


Compre aqui seus passeios em Moscou



Procurando hospedagem em Moscou


Eu escrevi um post explicando os melhores lugares para se hospedar em Moscou e também onde evitar. Leia o post aqui.

Confira aqui a nossa lista de sugestões de hospedagem em Moscou: clique aqui



Booking.com


Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.