Conexão no aeroporto de Lisboa, Portugal: passo a passo

Conexão no aeroporto de Lisboa

Uma das principais portas de entrada de brasileiros na Europa, o Aeroporto Internacional de Lisboa recebe dezenas de voos diários vindos do Brasil operados principalmente pela TAP Portugal, mas também pela Azul e Latam. E uma das maiores dúvidas dos passageiros é a respeito da conexão no aeroporto de Lisboa, seja para quem vai desembarcar em Portugal ou para quem seguirá viagem para outro destino na Europa ou em outra parte do mundo.

Neste post eu vou focar no passo a passo para quem vai fazer a conexão no aeroporto de Lisboa e em quais situações será necessário fazer a imigração em Lisboa ou não. Falando em imigracão, eu já escrevi um post onde falo sobre como é passar pela imigração na capital portuguesa. Recomendo a leitura

Entretanto, antes de entrar no passa a passo sobre a conexão no aeroporto de Lisboa, é preciso entender algumas regras sobre o Espaço Schengen.

Leia mais:
Dicas para passar pela imigração na Europa sem medo
Como ficar mais de 90 dias na Europa sem ser deportado
Onde vou fazer a imigração na Europa

Conexão no aeroporto de Lisboa
Conexão no aeroporto de Lisboa: passo a passo

O que é o Espaço Schengen?


Trata-se de um conjunto de países europeus que aboliram o controle de fronteira entre si. Dessa forma, os habitantes e também os visitantes podem transitar livremente entre os países sem precisar se submeter ao controle de documentos nas fronteiras. Trazendo para o nosso universo, é como viajar entre estados aqui no Brasil, você muda de um estado para o outro sem a necessidade de qualquer procedimento.

O Espaço Schengen surgiu de um tratado assinado em 1985 na pequena vila de Schengen em Luxemburgo na esteira da criação da União Europeia. Na época, 5 países assinaram o tratado que só passou a valer de fato em 1995. 

Com o passar dos anos, mais países foram aderindo ao tratado e abrindo as suas fronteiras para os países membros. Atualmente 26 países fazem parte do acordo, são eles:

Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia, e Suíça.

Quando viajamos para a Europa e desembarcamos em um país membro do Espaço Schengen, o controle de imigração é feito no primeiro país em que chegamos. Assim como o controle de saída será feito no último país do Espaço Schengen no qual iremos transitar, mesmo que seja apenas uma conexão no aeroporto.

Depois de passar pela imigração uma vez, todos os trechos seguintes nos outros países membros são considerados trechos domésticos.


Conexão no aeroporto de Lisboa


Se o destino final da sua viagem for Portugal ou qualquer um dos países acima mencionados, você obrigatoriamente fará a sua imigração em Lisboa. Ao sair do avião, basta seguir as placas indicando o desembarque ou controle de passaporte. Algumas placas estão como controle imigratório.

Ao chegar no setor de imigração, você verá várias filas e ao fundo os balcões onde ficam os oficiais de imigração. Quem possui passaporte europeu, basta seguir para a fila correspondente do lado direito, em um grande portal azul.


Vou desembarcar em Lisboa

Caso o seu destino final seja Lisboa, após passar pela imigração você seguirá reto para a área de restituição de bagagens. Observe que ao lado direito vai ter um controle de raio-x, não passe por ele, siga em frente. Ao fim do corredor você vai descer pelas escadas rolantes e caso tenha despachado malas, já vai encontrar a área das esteiras. 

Depois é só procurar a saída, existem duas: uma para bens a declarar (sinalizada na cor vermelha) e outra para nada a declarar (sinalizada na cor verde). Normalmente a sua saída será a verde, a não ser que você tenha na mala bens e valores que precisam ser declarados. Pode ser que neste momento a polícia portuguesa escolha algumas pessoas para uma vistoria padrão nas malas. Contudo, na maioria das vezes, o passageiro segue direto para a saída.


Vou seguir para outro país europeu ou outra cidade portuguesa

Caso o seu destino final seja outra cidade portuguesa ou um daqueles países que eu coloquei na lista lá em cima, você fará a sua imigração em Lisboa. Após fazer a imigração, você precisa voltar para a sala de embarque para pegar o seu próximo voo. Logo após a imiggração, basta seguir as placas indicando conexões. Você vai precisar passar pelo raio-x que fica um pouco à frente dos balcões de imigração e do lado direito.

Após o raio-x, você está na sala de embarque de Lisboa. Não precisa retirar as malas, caso tenha despachado, elas seguirão até o seu destino final.

Se você tem uma conexão longa em Lisboa, vale a pena sair do aeroporto para conhecer um pouco da cidade e depois retornar para seguir viagem. Eu já escrevi um post onde dou dicas do que fazer em Lisboa em uma conexão, recomendo a leitura.


Vou seguir para um país não Schengen

Entretanto, caso o seu destino final seja um país que não faz parte daquela lista lá de cima, a regra muda bastante. Vou citar aqui as conexões mais comuns em Lisboa:

Reino Unido, Irlanda, Rússia, Roménia, Bulgária, Croácia, Chipre, Bósnia e Herzegovina, Sérvia, Albânia, Moldávia, Ucrânia, Bielorrússia, Macedónia, Montenegro, Kosovo, Turquia, Israel, todos os países do continente africano, Estados Unidos e Canadá.

Neste caso, você não fará a sua imigração em Lisboa. Ao sair do avião, basta seguir para a área de trânsito não schengen (existem várias placas indicando), contudo, vários funcionários do aeroporto ficam espalhados prestando informações.

Dessa forma, você continuará na área internacional do terminal do aeroporto de Lisboa aguardando o seu próximo voo. As malas seguirão até o seu destino final e a imigração será feita no seu país de destino.

***


Confira o nosso post super detalhado explicando as melhores áreas para se hospedar em Lisboa e também lugares para serem evitados, clique aqui.

Eu acho que a melhor região para ficar em Lisboa é nas proximidades da Avenida Liberdade. Nessa região eu me hospedei no Hotel Dom Carlos Park e no Ever City Center. Ambos são ótimos e com bom café da manhã. Ficam pertinho do centro e com fácil acesso ao metrô e trem.

Não distante dali eu já fiquei também no Ibis Saldanha, pois Ibis não tem muito o que errar né? Falando nessa rede, eu também me hospedei duas vezes no Ibis Jose Malhoa. Tem metrô na porta e fácil acesso ao aeroporto.

E para finalizar, também já me hospedei no Hotel Miraparque, em frente ao Parque Eduardo VII, recomendo muito.

Veja também a minha lista com 10 hostels em Lisboa.


Como é passar pela imigração em Lisboa
Como usar o transporte público de Lisboa
Como usar os bondes de Lisboa
Dicas de Portugal para a sua primeira viagem
Quanto custa viajar para Portugal


O que fazer em Lisboa
O que fazer em Lisboa em uma conexão
Belém: como chegar e o que fazer
Bate volta de 1 dia até Sintra
Roteiro em Portugal: do Porto a Lisboa


Reserve um passeio em Lisboa











Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.

Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.