As três cidades de Malta: Senglea, Cospicua e Vittoriosa

Três Cidades de Malta

Basta atravessar o braço de mar que envolve Valletta para mergulhar em um universo único e encantador, as Três Cidades de Malta. Senglea, Cospicua e Vittoriosa são três pequenas jóias que fazem parte da história desse diminuto país encravado no Mar Mediterrâneo.

***

As Três Cidades de Malta foram fundadas pelos Cavaleiros da Ordem de Malta, que na história também são chamados de Cavaleiros de São João ou Cavaleiros Hospitalários. Uma ordem criada em Jerusalém em 1050, que em 1530 ocuparam o atual território maltês para defender a ilha dos ataques otomanos.

Os cavaleiros se instalaram no que hoje são as Três Cidades de Malta e lá construíram imponentes fortificações para defesa do território. E foi assim que Senglea, Cospicua e Vittoriosa surgiram, como fortificações e no entorno desses fortes, as pequenas cidades se desenvolveram.

As três cidades de Malta
A vista das Três Cidades de Malta a partir de Valletta

O barco que faz a travessia atraca em Cospicua, a mais nova das Três Cidades de Malta. Bela e bem cuidada – assim como todas as suas irmãs – a cidade já encanta a primeira vista. Mas não se prenda a Conspícua, atravesse a pequena ponte sobre a marina e chegue em Vittoriosa, que é chamada de Birgu pelos malteses.

As três cidades de Malta
Senglea

A mais bela das Três Cidades de Malta, Vittoriosa abriga o imponente Forte de Santo Ângelo na extremidade de sua península. O forte é gigantesco, era o mais importante do bastião defensivo das Três Cidades de Malta. 

As três cidades de Malta
Forte de Santo Ângelo
As três cidades de Malta
Forte de Santo Ângelo

Considerado o mais bonito de Malta, conseguimos visitar inúmeros pátios e partes fechadas dentro das muralhas e da estrutura da fortificação. Instalações interativas contam a história do lugar e da sua importância para Malta.

Do forte temos uma das mais belas vistas de Valletta, especialmente no fim do dia quando a luz quente banha a cidade deixando seus prédios cor de ocre ainda mais dourados.

As três cidades de Malta
Vista do forte
As três cidades de Malta
Uma das áreas internas do forte
As três cidades de Malta
Pátio e capela bem no centro do forte

A entrada custa 10 euros, vale a pena cada centavo. Contudo, se você não quiser visitar o forte e mesmo assim ter uma bela vista da cidade, eu tenho uma dica. Basta seguir por um caminho ao lado das muralhas, subir uma escadinha e seguir por uma passarela até as pedras em frente ao forte. Mas atenção, só vá se a maré estiver baixa. A vista é igualmente linda.

As três cidades de Malta
A vista sem pagar os 10 euros para entrar no forte

Depois de visitar o Forte de Santo Ângelo eu me enfiei nas ruazinhas da pequena Vittoriosa e descobri algumas preciosidades. Como a magnífica Igreja de St. Lawrence, construída em estilo barroco em 1697, considerada uma das mais bonitas das Três Cidades de Malta.

As três cidades de Malta
Igreja de St. Lawrence
As três cidades de Malta
Igreja de St. Lawrence

Subindo por escadinhas, vielas e atravessando pátios, entramos nas ruazinhas. Casinhas bem charmosas, com balcões coloridos e bem cuidados. Vasos de flores por todos os lados e o silêncio absoluto, que só é rompido pelas conversas dos moradores dentro de suas casas. 

As três cidades de Malta
Ruazinhas de Vittoriosa
As três cidades de Malta
Ruazinhas de Vittoriosa

Ruas que parecem cenários, montados meticulosamente para aparecer bem nas fotos e nos vídeos. Depois do burburinho de Valletta, parecia que eu estava em uma cidade muito distante, sem turistas e totalmente original e fiel às suas origens. Um verdadeiro presente, posso dizer que esse momento foi mágico.

As três cidades de Malta
Ruazinhas de Vittoriosa

Eu saí dali com as energias renovadas, atravessei algumas vielas e cheguei em Senglea, que assim como sua irmã, tem uma grande fortificação, o Forte de São Miguel. Como um porta aviões, ele se projeto rumo ao mar azul turquesa de Malta. Tão belo que já foi cenário da série de televisão Game Of Thrones.

As três cidades de Malta
Valletta vista de um dos cantinhos de Vittoriosa
As três cidades de Malta
Villa Bighi em Kalkara, ao lado das Três Cidades

A caminhada de volta ao píer em Cospicua que me levaria de volta a Valletta foi especial. A luz dourada do fim de tarde deixava tudo ainda mais bonito nas Três Cidades de Malta, verdadeiras jóias. Para mim, um dos pontos altos da viagem a Malta.


Como visitar as Três Cidades de Malta


Existem duas maneiras, de ônibus ou barco saindo de Valletta. Se você optar pelo ônibus, basta pegar a linha 1 no terminal de Valleta até Senglea. O preço da passagem varia de acordo com o horário e vai de 1.50 euro a 3 euros.

Contudo, caso você fique mais de 3 dias, vale investir no Explore Card 21, um cartão que permite viagens ilimitadas em todo o país por 7 dias e que custa 21 euros. O cartão pode ser comprado no aeroporto na loja da Malta Public Transport ou nos totens que ficam na porta da loja. 

As três cidades de Malta
Barco que faz a travessia

Mas a maneira mais bacana é fazer a travessia do mar de barco. Vá até o Upper Barrakka Gardens e desça pelo elevador até a parte baixa de Valletta. A descida não é cobrada, mas para subir custa 1 euro para quem não fez a travessia no Ferry. Lá embaixo é só seguir as placas indicando o Ferry. 

Os barcos saem a cada 30 minutos e a travessia leva pouco mais de 10 minutos. As passagens são compradas direto nos barcos e custa 1.50 euro o trecho ou 2.50 ida e volta. Crianças pagam 0.50 euro o trecho ou 0.90 ida e volta.

Guarde o bilhete, pois na volta você pode subir pelo elevador sem pagar a tarifa de subida de 1 euro.


Dicas para visitar as Três Cidades


Chegue por volta das 10h e dedique o dia a conhecer as cidades. Eu visitei Malta no inverno, na baixa temporada. Mas me disseram que mesmo na alta temporada as cidades não ficam cheias. Diferente de Valletta que fica abarrotada de turistas.

Apesar de serem três cidades, elas são pequenas. Cospicua é bonita, porém, é a menos interessante. Vale dedicar seu tempo a Vittoriosa em primeiro lugar e depois a Senglea. Vittoriosa (Birgu para eles) é a mais linda, só por ela já valeu a viagem toda.

As três cidades de Malta
Villa Bighi em Kalkara

Senglea tem ótimos restaurantes a beira mar, assim como a rua ao lado da marina que vai até o Forte de Santo Ângelo. Ambos os lugares são bons para almoçar ou tomar um café. 

Eu almocei no Restaurante Don Berto, e gostei. Comida boa e ótimo custo. No fim da tarde eu passei no Waffle Master, comi um dos famosos waffles deles com um belo café. Recomendo ambos!

As três cidades de Malta
Marina de Vittoriosa


Eu escrevi um post super detalhado com dicas de onde ficar em Malta, onde eu explico onde ficar em Valletta e quais cidades ficar nos arredores da capital. Recomendo a leitura.

Quando eu estive em Malta, optei por ficar em Sliema. Eu me hospedei no Sliema Hotel by ST Hotels. O hotel tem um bom custo benefício, uma vista sensacional do quarto, o que para mim foi o ponto alto do hotel, assim como a cordialidade dos funcionários. 

Nesta mesma região, com as mesmas facilidades de acesso e ótima vista, fica o The Waterfront Hotel. É uma acomodação padrão 4 estrelas com ótimo custo benefício. Ao lado dele e com preço mais em conta fica o Hotel Kennedy Nova em Gzira.

Se você quer ficar no coração de Valletta e com estilo e conforto, recomendo o Palazzo Prince d’Orange. Um verdadeiro palácio do século 17. Outro “pallazo” e com preço excelente é o Palazzo Paolina Boutique Hotel, bem no coração de Valletta.

Ainda em Valletta, outras opções que você pode confiar são a belíssima Casa Ellul, o Ursulino Valletta que tem uma belíssima vista para as Três Cidades e o Grand Hotel Excelsior, outro hotel que não tem como errar.


Dicas para organizar a sua viagem
Como ir do aeroporto de Malta até o centro da cidade
Como andar em Malta usando o transporte público


Dicas e Roteiro em Malta
Valletta, a menor capital europeia
As três cidades de Malta
Mdina, a cidade silenciosa de Malta
Marsaxlokk e St.Peter’s Poll










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.

 


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

10 Comentários

  • Responder março 3, 2020

    Gisele Rocha

    Qual é a melhor forma de chegar saindo do Brasil? Para baratear o voo, é melhor ir para a Itália e de lá pra Malta?

    • mm
      Responder março 4, 2020

      Fabricio Moura

      Oi Gisele, tudo bem? Via algum destino da parte mais ao sul da Europa. Itália, Portugal ou Espanha são boas opções. E a maioria das low costs voam para Malta, eu paguei 16EUR na passagem do Porto (Portugal) até Malta na Ryanair

  • Responder março 5, 2020

    Deisy Rodrigues

    Amei as três cidades e rodas as dicas, já entrou na minha lista de viagem.

    • mm
      Responder março 5, 2020

      Fabricio Moura

      Obrigado, Deisy! Coloque Malta inteira na sua lista =)

  • Responder março 5, 2020

    ana paula

    Fiquei encantada com Malta e suas cidades parecem mesmo cenário de filmes.

    • mm
      Responder março 5, 2020

      Fabricio Moura

      Um dos cenários de Game of Thrones =)

  • Responder março 6, 2020

    Fernanda Scafi

    Não conheço nada de Malta, muito bom ver posts assim para conhecer as belezas de lá e ficar morrendo de vontade de viajar hehehe.

    • mm
      Responder março 10, 2020

      Fabricio Moura

      Malta é muito bacana, além de barato! Quer coisa melhor? hehehe

  • Responder março 10, 2020

    Angela C S Anna

    guri do ceu que fotos lindas e super bem iluminadas e cheia de cores! me interessei muito por Vittoriosa e o Forte de Santo Ângelo. Nós pensamos de dar um pulinho em Malta lá por setembro! Gostaria de ver alguns cenarios de GOT tb ahaheha

    • mm
      Responder março 10, 2020

      Fabricio Moura

      Bah, pega um voo aí e vai! Malta é muito a sua cara!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.