Como é se hospedar em um tradicional riad em Marrakech

riad em Marrakech

Na minha viagem pelo Marrocos eu fiz questão de me hospedar em um riad em Marrakech, pois eu queria que a experiência fosse o mais autêntica possível. Mas antes de me aprofundar nesse assunto, deixe-me explicar o que é um riad.

Um riad é uma típica residência marroquina, podendo ser uma casa modesta e até mesmo um palácio, sempre dentro da medina. Hoje, muitas dessas casas funcionam como hospedarias, geralmente são administradas por famílias e tem poucos quartos.

Na minha viagem eu pude contar com o apoio do MonRiad, um riad administrado por uma família italiana no meio da medina em Marrakech.

MonRiad

MonRiad

A planta dos riads são todas muito semelhantes: um pátio central que pode ter uma fonte ou até uma piscina, com as áreas comuns no entorno e os quartos distribuídos pelos pisos superiores.

A primeira coisa que encanta num riad é a arquitetura, mas com certeza, a hospitalidade é a melhor lembrança que a gente leva de um lugar como esse. O tratamento é praticamente personalizado, as pessoas são muito amáveis. Fazem de tudo para que o hóspede se sinta em casa.

O MonRiad fica no final de um dos becos da medina, numa localização excelente: perto da Praça Jamaa el-Fnaa e perto também de um dos pontos onde carros consegue passar, de modo que a caminhada para quem chega ou sai da medina é bem curta.

MonRiad

Riad em Marrakech: MonRiad

O MonRiad e bonito e simples, tem algumas salas de estar para uso comum, um pátio com uma pequena piscina onde é servido o café da manhã e refeições durante todo o dia. No entorno do pátio ficam 2 andares de quartos e em cima um terraço com uma ótima vista para a Mesquita Koutoubia e mais ao longe a cadeia de Montanhas Atlas com seus picos nevados.

O tempo em Marrakech estava muito frio, então não aproveitei muito o terraço, mas no verão deve ser muito bom terminar o dia ali.

O quarto que eu fiquei era simples, como esse tipo de acomodação e o maior luxo que o quarto tinha era o ar condicionado, que eu não usei pois como comentei acima, estava bem frio naqueles dias.

O banheiro também era simples, tinha uma excelente ducha, toalhas limpíssimas e super perfumadas. Na verdade, tudo no MonRiad era muito limpo e bem cuidado.

Quarto do MonRiad

Riad em Marrakech: Quarto do MonRiad

O sinal de wi-fi também chega bem nos quartos, mas era bacana descer pra usar o computador na área comum e interagir com os outros hóspedes, tem um clima meio hostel.

O café da manhã era simplesmente fantástico, tudo feito na hora e servido na mesa por etapas, então, não tenha pressa. Tinha chá marroquino ou café com ou sem leite, o tradicional suco de laranja que eles fazem sem coar, pães feitos na hora, bolos, panquecas, omeletes, frutas,iogurte caseiro, manteigas e geléias. Cada dia o cardápio era diferente, não dava para enjoar.

Café da manhã para 1 pessoa

Café da manhã para 1 pessoa

O MonRiad tem uma cozinha que funciona o dia todo, uma excelente opção para jantar depois de um dia andando pela cidade e o preço é super honesto, um jantar completo sai por mais ou menos 10 euros e a comida é ótima. Não deixe de provar a salada marroquina, lembra um vinagrete com tomates e pimentões e bem carregada no coentro e especiarias.

Azeitonas maravilhosas e a salada marroquina

Azeitonas maravilhosas e a salada marroquina

O riad também oferece o serviço de transfer, o que para mim foi excelente pois chegar em uma cidade estranha, sem uma rede de transporte público e achar um riad no meio da medina seria quase como encontrar uma agulha no palheiro. O transfer do aeroporto ao riad custou 15 euros, vale muito a pena.

A minha passagem por Marrakech não foi a mais feliz, eu tive problemas que eu já publiquei aqui em outros posts, que eu coloque aqui embaixo. Mas a experiência no MonRiad foi super positiva e muito acolhedora.

Antes de viajar para o Marrocos, leia os posts abaixo:

Guia de sobrevivência no Marrocos: 10 coisas que você precisa saber
O Marrocos me decepcionou até onde eu deixei
Como é viajar de trem pelo Marrocos
Chegando no Marrocos: visto, imigração e transporte
O que fazer em Marrakech


Riad em Marrakech: MonRiad


O MonRiad tem uma excelente nota no Booking: 8,8 de pontuação geral e 9,3 de localização. As diárias custam em média o equivalente a R$250,00, mas no dia em que eu escrevi esse post (dezembro de 2016) tinha uma oferta especial de diária por R$180,00.

Clique aqui para ver os preços e reservar no Booking


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

4 Comentários

  • Responder novembro 15, 2017

    Camila Pereira

    Muito bom Fabricio! Meu marido e eu iremos para o Marrocos em alguns dias. Seus posts nos ajudaram muito!
    Abração!

    • mm
      Responder novembro 21, 2017

      Fabricio Moura

      Opa, que bom =)

  • Responder dezembro 11, 2017

    JOSIAS PEREIRA DA SILVA

    Boa tarde!

    Primeiramente parabéns pelo seus post. Uma maravilha. Muito bem explicado. Não conhecia.

    Eu e minha esposa fazemos uma viagem ao exterior por ano. Estamos pensando em ir ao Marrocos em Abril. O problema é que não falamos inglês. Consigo me safar em espanhol.

    Na imigração, se eu falar espanhol, será que consigo “me safar”?

    Abraços.

    Josias

    • mm
      Responder dezembro 12, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Josias, tudo bem? Obrigado pela mensagem. Na imigração no Marrocos eles falam inglês, árabe ou francês. Nas ruas acho que dá até para se virar com o espanhol, mas o ideal era um inglês básico pelo menos.

Deixe uma resposta