Transportes em Lisboa: como andar de metrô, bonde, ônibus e trem

Transportes em Lisboa

Assim como em todas as grandes cidades da Europa, Lisboa tem uma excelente rede de transportes. A gente consegue se locomover com facilidade pela cidade usando a rede de metrô, bondes, ônibus e barcos. Alcançar as cidades vizinhas e todo o país de trem, além dos táxis e do Uber. Enfim, transportes em Lisboa é o que não falta.

Para usar os transportes em Lisboa, você vai precisar do Cartão Lisboa Viva (metrô, bondes elevadores e ônibus) e pode ser comprado em qualquer estação do metrô por 0.50 centavos e euro. Para andar de trem, existe o cartão Viva Viagem.

Existe também o Lisboa Card, que é um cartão para turistas com uso ilimitado com validade de 72 horas (39 Euros); 48 horas (31,50 Euros) ou 24 horas (18,50 Euros). Ele é válido para metrô, trem, ônibus, elevadores e nos bondes. O preço é salgado mesmo, acho que só vale a pena para quem for usar muito o transporte público.


Tipos de transportes em Lisboa


Metrô

O Metropolitano de Lisboa (ou metro, sem acento) tem uma boa rede de cobertura, não é a melhor mas atende muito bem. São quatro linhas que são organizadas por cores – azul, amarela, verde e vermelha – e conta com cerca de 50 estações. Inclusive tem uma estação que atende o Aeroporto de Lisboa (linha vermelha), o que é uma excelente opção para quem chega na cidade.

Para mim, único problema do metrô de Lisboa é que ele não chega até a região de Belém, muito procurada por turistas, mas calma, dá para chegar até lá de bonde (os eléctricos), trem (comboios) ou ônibus (autocarros).

Metrô de Lisboa

Metrô de Lisboa

Se orientar no metrô de Lisboa é muito simples, basta ter um mapinha na mão pra ajudar e seguir a sinalização. Um problema é que não são todas as estações que tem escadas rolantes e quem estiver com malas pesadas pode ser um problema.

Nas plataformas tem painéis indicando o tempo até o próximo trem chegar, note que em Lisboa existem composições de tamanhos diferentes, as vezes estamos em uma das extremidades da plataforma e o trem que estaciona é um dos pequenos, aí é aquela correria pra chegar no vagão mais próximo. Esses painéis também informam o tamanho do trem, tem que ficar ligado.

A integração entre as linhas também é muito simples, só seguir as placas de sinalização.

A viagem custa 1,40 euro, mas na sua primeira viagem você terá que pagar 0,50 pelo cartão Lisboa Viva, que é recarregável e tem validade de 1 ano. De todas as cidades da Europa em que eu já andei, Lisboa tem o metrô mais barato. O bilhete vale por 1 hora após passar pela catraca, o que permite a integração com alguns meios de transporte.

O bilhete pode ser comprado em terminais de autoatendimento ou nos guichês, mas são poucas as estações que oferecem esse serviço.

O bilhete além de usado para passar pelas catracas ao acessar as plataformas, também é usado para abrir as catracas ao sair da estação, por tanto, tenha o seu sempre em mãos para não atrapalhar o fluxo de pessoas.


Bondes (eléctricos)

Em Lisboa os tradicionais bondes amarelos são conhecidos como “Eléctricos”, no passado eles já cobriram uma imensa área da cidade, hoje são 5 linhas operando, além de duas linhas turísticas que foram criadas para tentar desafogar os elétricos de carreira. Apesar de serem uma atração turística, eles são um meio de transporte da população da cidade.

bonde-lisboa-3

Eléctricos de Lisboa

Os bondes de Lisboa são uma excelente maneira de se locomover pelas ladeiras dos bairros de Alfama, Graça, Castelo, Chiado e Bairro Alto.

Para usar os bondes tradicionais, a viagem custa 2,85 Euros no bilhete avulso, ou 1,40 se o pagamento for feito com o Cartão Lisboa Viva, o mesmo usado no metrô. Nos elétricos mais antigos o próprio condutor faz a cobrança, no mais novo que vai até Belém e Algés, o pagamento só pode ser feito com Cartão Lisboa Viva.

Aqui no blog tem um post super detalhado que fala dos eléctricos de Lisboa:

Uma viagem nos tradicionais bondes de Lisboa


Ônibus (autocarros)

Lisboa tem uma boa rede de ônibus, que lá são chamados de “autocarros”, como são poucos usados pelos turistas, muitas vezes podem estar bem mais vazios que os bondes e por vez até mais rápidos.

Lisboa conta com 78 linhas ao todo e tem um site onde a gente consegue simular o percurso e saber exatamente quais linhas pegar até o destino, clique aqui.

O bilhete avulso dos ônibus custa 1,80 euro e também pode ser pago com o cartão Lisboa Viva.

Lisboa conta também com 6 linhas que fazer a rede noturna de transporte, são linhas que rodam durante a madrugada, quando o metrô e os bondes estão fora de operação.


Trens (comboios)

Os trens em Portugal são chamados de “comboios”, tenha isso em mente na hora de perguntar onde fica estação de trem mais próxima. Os trens, tanto em Lisboa, como em todo o país são operados pela CP – Comboios Portugueses.

Trem da CP na estação do Rossio

Trem da CP na estação do Rossio

Em Lisboa os trens ligam a cidade a região metropolitana e a todo o país. Da estação do Rossio partem os trens com destino a Sintra, da estação do Cais do Sodré saem os trens que vão até Cascais e inclusive param em uma estação em Belém, o que faz com que o trem também seja uma opção para visitar o tradicional bairro lisboeta. Da estação Santa Apolônia partem os trens para o restante do país, como para o Porto e por aí vai.

O preço da passagem de trem varia de acordo com o seu destino, nesse caso, o cartão Lisboa Viva não é válido, para o trem o que vale é o Viva Viagem. Vale consultar trechos e tarifas no site da CP, clique aqui.


Outros meios de transporte


Elevadores (ascensores)

Lisboa é cheia de ladeiras e colinas, para ligar a parte baixa aos bairros altos, os elevadores – ou ascensores – existem desde 1884. O mais antigo deles é o da Lavra que começou a funcionar nesse ano aí e permanece na ativa até hoje.

Elevador da Santa Justa

Elevador da Santa Justa

São quatro ao todo, além do elevador da Lavra tem da Glória, Bica e Santa Justa, enquanto a maioria se parece com um bondinho, esse último tem a aparência de um elevador tradicional mesmo.

Os mais movimentados são o da Santa Justa e o da Glória, ao lado do ponto final dele fica o Mirante São Pedro de Alcântara. O Elevador da Justa também tem um mirante que é o meu favorito de Lisboa. Falando em mirantes tem um post aqui só sobre eles:

Meus 10 lugares favoritos para ver Lisboa de cima

Elevador da Glória

Elevador da Glória

Os elevadores da Lavra, Bica e Glória custam 3,60 ida e volta (eu acho super caro, desculpa aí) e o da Santa Justa custa 5 euros ida e volta com direito a visitar o mirante.

A viagem pode ser paga com o cartão Lisboa Viva, mas no caso do elevador da Justa ele não permite o acesso ao mirante.


Táxi e Uber

Os taxis de Lisboa estão espalhados por toda parte, em geral não são tão caros e se você estiver viajando com mais uma pessoa vale muito a pena. Por exemplo, uma viagem do aeroporto de Lisboa até a região de Marquês de Pombal no centro da cidade custou 8 euros e como estávamos em 3 pessoas, foi um ótimo negócio.

Táxis de Lisboa

Táxis de Lisboa

Lisboa também é atendida pelo Uber e como em todos os lugares, é mais barato que o táxi. Uma viagem do mesmo hotel até o aeroporto de Lisboa me custou 4,50 euros, pouco mais da metade do táxi e o carro era uma BMW.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

1 Comentário

  • Responder março 4, 2017

    Marcella

    Olá, Fabricio!
    Acho que seu artigo me ajudou bastante 🙂
    Deixa eu ver se ajudou mesmo hehe
    Posso usar o Lisboa Viva ou Lisboa Card.
    1 – A diferença é que o Lisboa Card dá acesso às atrações, além dos transportes. É isso?
    2 – E, se eu usar o Lisboa Viva, mas quiser usar trem, eu preciso adquirir também o Viva Viagem. Certo? Se eu for a Sintra, por exemplo, preciso adquirir, além do Lisboa Viva, o Lisboa Card (por 0,50) e preciso carregar com o valor da passagem ida e volta (mais ou menos 4,50)?

    Não entendi os preços desse site, na parte de “Títulos Ocasionais”
    http://www.metrolisboa.pt/informacao/viajar-no-metro/
    3 – Qual a diferença de:
    Carris/Metro 6,15
    Carris/Metro/Transtejo 9,15
    Carris/Metro/CP 10,15

    4 – Se eu decidir por adquirir o Lisboa Viva 24h, qual desses 3 acima é melhor?

Deixe uma resposta