Bondinho do Pão de Açúcar: como fazer o passeio e quanto custa?

Bondinho do Pão de Açúcar

Ele é definitivamente um dos principais cartões postais do Brasil e uma das silhuetas mais famosas do mundo. É impossível falar do Rio de Janeiro e não pensar no Morro do Pão de Açúcar e no seu icônico bondinho, que ao lado do Cristo Redentor, são dois dos passeios mais famosos do Brasil e claro, um dos mais reconhecidos do mundo.

Este colosso monumental repousa nas margens da Baía da Guanabara dando as boas vindas a cidade maravilhosa com toda a sua imponência. E fazer o tradicional passeio do bondinho do Pão de Açúcar é obrigatório para quem visita o Rio. É como ir a Paris e não ver a Torre Eiffel, é como ir a Londres e não conhecer o Big Ben.

Leia mais:
Como usar o VLT Carioca para se locomover pela cidade


Mais de 100 anos de história


O Bondinho do Pão de Açúcar na verdade é um teleférico, mas é popularmente chamado de bondinho por conta da aparência dos primeiros carros amarelos que eram semelhantes aos bondes que circulavam pelo Rio de Janeiro na época de sua inauguração, em 1912.

Bondinho do Pão de Açúcar
Uma das mais reconhecidas imagens do Brasil no exterior

E já que estamos falando da história do Bondinho do Pão de Açúcar, ele foi idealizado pelo engenheiro Augusto Ferreira Ramos para facilitar o acesso do topo dos morros da Urca e do Pão de Açúcar, que já no fim do século XIX eram famosos pelas belíssimas vistas da Baía da Guanabara, algo que só poderia ser contemplado por escaladores.

Bondinho do Pão de Açúcar
Reparem como o condutor ia do lado de fora sem qualquer tipo de proteção

E como construir algo tão monumental numa época em que não existia toda a tecnologia de engenharia que temos hoje? Com o trabalho braçal de mais de 400 operários escaladores que subiam nos morros levando peça por peça. 

E assim, em 27 de outubro de 1912 o primeiro trecho até o Morro da Urca foi inaugurado, três meses depois, o segundo trecho até o Pão de Açúcar entrou em operação.


Como é o passeio no Bondinho do Pão de Açúcar


O passeio no Bondinho do Pão de Açúcar começa na Praia Vermelha, na base do Morro da Babilônia, ali pegamos o primeiro teleférico até o Morro da Urca. São 220 metros de altura e a viagem dura cerca de 3 minutos.

Bondinho do Pão de Açúcar
Local onde as filas de entrada são organizadas
Bondinho do Pão de Açúcar
Entrada

Ao sairmos da estação do Morro da Urca já encontramos duas raridades: o primeiro bondinho amarelo e o segundo, bem mais moderno, que funcionou de 1972 até 2009, quando foi substituído pelos carros atuais.

Os carrinhos amarelos foram importados da Alemanha e tinham capacidade para 22 pessoas. Apesar de sua aparência frágil e desconfortável, operou por 60 anos, de 1912 até 1972.

Bondinho do Pão de Açúcar
Augusto Ferreira Ramos, idealizador do projeto ao lado do bondinho amarelo original
Bondinho do Pão de Açúcar
Cristóvão Leite de Castro, responsável pela modernização do sistema em 1972

Do Morro da Urca conseguimos ver o Cristo Redentor, a Praia de Botafogo, Praia do Flamengo, Marina da Glória, o centro da cidade, a Ponte Rio-Niterói e o Aeroporto Santos Dumont.

Na base do Morro da Urca temos várias lojas, lugares para comer e banheiros. A estrutura é excelente. Existe até um museu que conta a história dos bondinhos, mas estava fechado por conta da pandemia.

Bondinho do Pão de Açúcar
Vista do Morro da Urca
Bondinho do Pão de Açúcar
Vista do Morro da Urca
Bondinho do Pão de Açúcar
Da base no Morro da Urca já temos uma bonita vista do Pão de Açúcar

No segundo trecho até o Morro do Pão de Açúcar chegamos a 396 metros de altura. A viagem também é rápida e leva cerca de 3 minutos.

Bondinho do Pão de Açúcar
Bondinho fazendo o segundo trecho da viagem

Lá de cima temos outra vista da cidade, realmente espetacular. Conseguimos ver praticamente toda a zona sul do Rio e o centro. As praias do Leme, Copacabana, Ipanema e até o Leblon. Temos uma excelente vista da Baía da Guanabara e até dos aviões que decolam do Santos Dumont e passam pertinho do Pão de Açúcar.

Bondinho do Pão de Açúcar
Zona Sul do Rio
Bondinho do Pão de Açúcar
Zona Sul do Rio
Bondinho do Pão de Açúcar
Em outro ângulo vemos o Cristo, Botafogo, Flamengo e o centro
Bondinho do Pão de Açúcar
Aqui vemos ao fundo o centro, o Aeroporto Santos Dumont e a Ponte Rio-Niterói

Lá em cima encontramos também uma boa estrutura com lugares para comer e banheiros. Atrás do morro existe também uma trilha bem bonita pela mata e de onde temos outras vistas, desta vez, em direção a Niterói.

Bondinho do Pão de Açúcar
Trilha atrás da estação do bondinho

Quanto custa o passeio no Bondinho do Pão de Açúcar?


É caro! Eu comprei pela internet e paguei R$114 no ingresso, na bilheteria ele custa R$120. Para quem é residente ou nasceu no Rio, o ingresso custa R$57. Existem bilhetes mais caros, que incluem tours ou acesso prioritário e até recepção no lounge VIP.

O ingresso comprado pela internet tem validade de 7 dias após a data escolhida. Achei isso ótimo pois no dia que eu tinha escolhido para fazer o passeio o tempo estava péssimo, choveu o dia todo no Rio. Já no dia seguinte, o dia estava lindo.

Outra vantagem de comprar pela internet é que você não vai pegar filas na bilheteria. Logo na entrada existem duas filas: uma para quem comprou pela internet e outra para quem vai comprar na hora. 


Quando visitar o Pão de Açúcar


O Bondinho do Pão de Açúcar funciona das 10h às 19h, sendo que a última entrada é às 18h. Eu optei por ir mais cedo, pois normalmente o fluxo é menor já que muitos turistas escolhem ir de manhã no Cristo e a tarde no Pão de Açúcar.

Eu subi no primeiro bondinho, às 10h e estava vazio. Foi uma decisão certeira pois só começou a ficar um pouco mais cheio lá por volta do meio dia quando eu já estava indo embora.

Uma dica muito importante é ficar de olho na previsão do tempo, pois este é aquele tipo de passeio que pode ser facilmente arruinado com tempo ruim.

Bondinho do Pão de Açúcar
Evite fazer o passeio em dias chuvosos ou com tempo nublado

Dá para visitar de graça?


Existe uma trilha de fácil acesso que sai da Praia Vermelha e segue até a base no Morro da Urca. Eu já fiz parte desta trilha há muitos anos e foi tranquilo. Inclusive, uma parte dela tem escadas e sinalização. Até um tempo atrás, quem subia pela trilha podia voltar no bondinho no fim do dia, hoje não mais.

Mas se você quiser chegar até o Morro do Pão de Açúcar, aí só pagando mesmo. Não existem trilhas até lá.

***


Bondinho do Pão de Açúcar e a melhor vista do Rio
Parque Lage
Museu do Amanhã
Rio Star, a roda-gigante do Rio
Escadaria Selarón


Como usar o VLT Carioca
Como fazer uma conexão no Aeroporto Santos Dumont
Hotel perto do Aeroporto Santos Dumont










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.