Gastown em Vancouver: o bairro mais inglês longe da Inglaterra

Gastown em Vancouver

Quem anda por Gastown em Vancouver pode ter a nítida sensação de estar caminhando por algum bairro de Londres. O bairro histórico da cidade canadense parece ter sido transportado mais de 7.500 km desde a Inglaterra até a Colúmbia britânica no Canadá. E sim, qualquer semelhança, não é mera coincidência.

***

Gastown em Vancouver nasceu junto com a cidade, lá pelos anos de 1800 quando os primeiros navegadores europeus se estabeleceram naquela terra tão distante. Mas a coisa começou a tomar forma quando o marinheiro britânico John ‘Gassy Jack’ Deighton chegou na pequena vila e abriu um bar próximo ao porto em 1867. 

Gastown em Vancouver
John ‘Gassy Jack’ Deighton e a estátua em sua homenagem em Gastown

O bar e o porto prosperaram e uma vila começou a surgir em torno dele, que começou a ser chamada de Gastown, uma junção de parte do nome do John com a palavra “cidade”. E ao contrário do que muita gente imagina, Gastown em Vancouver não tem relação com a palavra gás.

Leia mais:
Como é passar pela imigração canadense
Como ir do aeroporto de Vancouver até o centro da cidade
Onde ficar em Vancouver

Por ser um bairro fundado por britânicos – que na real foram muito importantes para a fundação dessa região do Canadá – nada mais natural que as construções que fossem surgindo tivessem a arquitetura tipicamente britânica.

Gastown em Vancouver
Gastown no começo do século 19

E por isso que Gastown em Vancouver tem essa cara de cidade inglesa, com predinhos de tijolos vermelhos aparente, ruas arborizadas e calçamento de cerâmica.


O declínio e renascimento de Gastown em Vancouver


Gastown cresceu e prosperou, o bairro se expandiu e além dos seus limites uma nova Vancouver começou a crescer. Mas aí veio a grande depressão de 1929 e a região começou a ser abandonada até que se tornou um bairro decadente.

Gastown em Vancouver
Maple Tree Square

Um grande incêndio veio para colocar uma pá de cal na prosperidade de Gastown e jogar o seu futuro em uma zona cinzenta e incerta. Esse limbo durou até os anos 60, quando moradores mais conscientes da importância histórica de Gastown começaram a se mobilizar para restaurar os prédios e ocupar novamente a região. Inclusive, nos anos 70, Gastown em Vancouver quase virou poeira, o bairro inteiro ia ser demolido para a construção de uma rodovia.

Desde os anos 70 o bairro renasceu, os prédios foram restaurados e Gastown se tornou o reduto mais interessantes de Vancouver. Inclusive, é o meu lugar favorito na cidade.


O que fazer em Gastown em Vancouver


O bacana de Gastown é andar pelas ruas, admirando os prédios e cantinhos mais fotogênicos. Mas se tem um lugar que atrai gente o dia inteiro é a esquina das ruas Walter e Cambie, onde fica o Steam Clock. Um relógio que funciona a vapor e se tornou o principal ponto turístico do bairro.

Gastown em Vancouver
Steam Clock

Apesar da aparência antiga e vitoriana, o relógio é considerado novo e foi colocado ali em 1977 como parte dos esforços de revitalização do bairro. A cada 15 minutos o relógio emite um apito, solta uma nuvem de vapor e toca uma música.

Gastown em Vancouver
Steam Clock e a iluminação noturna

E algumas horas do dia a fila de turistas para tirar uma foto no Steam Clock é imensa. O relógio é lindo sim e sobretudo interessante, entretanto é uma atração supervalorizada na minha opnião.

Gastown em Vancouver
Prédio Triangular famosão em Gastown

Contudo, Gastown é um lugar bacana para curtir os ótimos restaurantes, cafés, lojas e galerias de arte. O bairro também tem boas lojinhas de souvenir, ideal pra gente comprar aquela lembrancinha para levar para casa.

Gastown em Vancouver
Crab Park

Do outro lado das linhas de trem que ficam entre Gastown e o braço de mar que separa Vancouver de North Vancouver fica um parque bem bacana. O Crab Park é um espaço verde de onde temos uma vista bem bonita da cidade e do porto. Certamente vale muito um passeio ali, o fim de tarde em dias ensolarados é lindo.

Gastown em Vancouver
Deck no Crab Park
Gastown em Vancouver
Porto ao lado do Crab Park

Vocação cinematográfica


Talvez você já tenha ouvido falar que Vancouver é muito procurada para servir de locação para produção de séries e filmes famosos. Existe um incentivo do governo canadense para tais produções acontecerem em Vancouver, mas outro aspecto é a arquitetura da cidade. 

Assim como Gastown se parece com Londres e muitas produções são gravadas lá. A cidade tem uma parte mais moderna que se parece com Nova York, ou algumas áreas que lembram Los Angeles. Basta atravessar a Lions Gate – ponte que conecta Vancouver de North Vancouver – para se embrenhar em florestas densas. Ou seja, Vancouver é um pacote completo para algumas produções.

Então, não se surpreenda ao caminhar pela cidade, especialmente Gastown, para ver algumas cenas sendo gravada e muita gente famosa. Todos os dias eu via pelo menos duas produções sendo gravadas em Gastown e batia aquela curiosidade enorme para saber de que se tratava. Contudo, fingia naturalidade.

***


Onde ficar em Vancouver
Dicas de Vancouver para a sua primeira viagem
Como ir do aeroporto de Vancouver até o centro da cidade
Como é passar pela imigração canadense
Como tirar o visto eletrônico do Canadá


Gastown, o bairro mais inglês longe da Inglaterra
Um passeio pelo Stanley Park em Vancouver










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.

Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.