Um passeio pelo Stanley Park em Vancouver no Canadá

Stanley Park em Vancouver

Maior parque urbano do Canadá, o Stanley Park em Vancouver é o coração verde da cidade. Onde todo mundo vai praticar atividades físicas, tomar banho de mar, fazer um picnic ou simplesmente não fazer nada. 

***

Com uma área de mais de 400 hectares, o Stanley Park em Vancouver tem praias, lagos, florestas, monumentos históricos, restaurantes, trilhas, jardins, uma mini ferrovia e até um aquário. Um passeio excelente para crianças e adultos, além de garantir algumas das vistas mais bonitas de Vancouver.

Stanley Park em Vancouver
O maior parque urbano do Canadá

Durante a minha passagem por Vancouver, eu visitei o Stanley Park duas vezes e por quê? Pois além de ser um parque lindo, ele é enorme. É impossível explorar todo o parque com calma em apenas um dia. Contudo, existem algumas maneiras de otimizar a sua visita ao Stanley Park em Vancouver para você conhecer ao máximo o parque em um dia. É o que eu explico neste post.

Stanley Park em Vancouver
Esta lindo no outono
Stanley Park em Vancouver
Vancouver vista de dentro do parque

Leia mais:
Como é passar pela imigração canadense
Como ir do aeroporto de Vancouver até o centro da cidade
Onde ficar em Vancouver


Como visitar o Stanley Park em Vancouver


O parque fica coladinho no centro da cidade. Eu cheguei até lá a pé, mas chegar de transporte público é muito simples. A linha 19 sai de Metrotown, passa pelo centro da cidade e vai até o looping dentro do parque, ao lado da mini ferrovia e do aquário, mas o bacana é descer na entrada do parque.

E a melhor maneira de circular pelo Stanley Park em Vancouver é alugando uma bicicleta. Existem várias empresas de aluguel de bike dentro do parque e no entorno, contudo a mais prática e barata é a Mobi. Primeiro você precisa baixar o app e fazer um cadastro simples. Depois é só chegar em uma das estações e liberar a bike escolhida via app e pronto. O sistema é bem semelhante ao das bikes compartilhadas do Itaú que temos aqui no Brasil.

Existem vários planos que vocês podem conferir no site deles, entretanto os primeiros 30 minutos de uso é livre. Isso é bem bacana pois você pode usar, devolver a bike para fazer uma caminhada e depois pegar outra bike.

Stanley Park em Vancouver
A melhor maneira de percorrer o parque é de bike

O que fazer no Stanley Park em Vancouver


Divida a sua visita em duas partes, primeiro a parte externa do parte e depois as trilhas no interior do parque. Depois de alugar a sua bike, faça o passeio pela Seawall, o calçadão que também funciona como ciclovia que circunda todo o parque.

Stanley Park em Vancouver
Seawall
Stanley Park em Vancouver
Seawall

São 9 km no total, que eu fiz de bike no primeiro dia e uma parte a pé no meu segundo dia de tão lindo que é o lugar. Da Seawall nós temos vistas incríveis da cidade e também da parte norte (North Vancouver) onde fica a Grouse Mountain, um dos lugares mais visitados de Vancouver. Dá pra ver até o teleférico que sobe até o cume da montanha.

Stanley Park em Vancouver
Grouse Mountain ao fundo
Stanley Park em Vancouver
Seawall

Não deixe de parar no Brockton Point, que tem uma coleção de totens que representam a cultura das primeiras nações canadenses. Os primeiros totens foram colocados ali na década de 1920. Pertinho deles tem uma lojinha de souvenirs com coisas bem interessantes e o preço é bom.

Stanley Park em Vancouver
Brockton Point

Seguindo pelo Seawall você vai encontrar a Second Beach e a Third Beach, as duas únicas praias do parque. Mas é aquele tipo de praia do Canadá, né?! Água gelada e areia escura, não espere uma praia caribenha, mas é bacana.

Apesar dos 9 km do Seawall parecerem muito, eu completei a volta fazendo algumas paradas em pouco mais de 2 horas.

E depois de explorar a parte externa do parque, vale conhecer o seu interior. Mas essa parte é melhor fazer a pé, pois são muitas ladeiras e trilhas de terra ou pedra.

Stanley Park em Vancouver
Seawall e a Lions Gate ao fundo
Stanley Park em Vancouver
Brockton Point Lighthouse

Dentro do parque, em alguns momentos, parece que estamos no meio de uma densa floresta canadense. Com pinheiros altos e muitos, mas muitos plátanos-bastardos, aquela árvore nacional do Canadá, famosa por suas folhas pontudas e que aparece na bandeira do país.

Stanley Park em Vancouver
Trilha dentro do parque

Dentro do parque existe um aquário, que eu não visitei pois acho que lugar de bicho é na natureza. Perto dele fica a mini ferrovia, uma réplica da Canadian Pacific Railway e que faz um giro por algumas partes do parque, as crianças adoram.

Stanley Park em Vancouver
Restaurante dentro do parque
Stanley Park em Vancouver
Brockton Oval Fieldhouse

Dentro do parque tem dois lagos, o Lost Lagoon que é enorme fica bem perto da entrada do parque e o Beaver Lake, que pois uma decepção. Eu tinha visto algumas fotos lindas na internet e chegando lá só tinha mato alto. Não dava sequer para ver se tinha água ali. Mas, no entorno do Beaver Lake tem algumas trilhas lindas, e essas valem a pena. Ali perto fica a Hollow Tree, uma árvore oca de mais de 800 anos. Se quiser, pode pular pois é só o que sobrou da árvore.

Stanley Park em Vancouver
Lions Gate

Outro lugar bem bacana dentro do parque é vista da Lions Gate, a ponte lindona que conecta Vancouver a North Vancouver. De dentro do parque, na ponte da Stanley Park Drive nós temos uma das vistas mais famosas da cidade.

Stanley Park em Vancouver
Prospect Point Lookout
Stanley Park em Vancouver
Prospect Point Lookout

Depois, siga mais alguns metros pela Stanley Park Drive até o Prospect Point Lookout, um mirante de onde temos uma vista linda da ponte e de North Vancouver. Se bater uma fome, tem um restaurante e café ali do lado com coisas gostosas e preços aceitáveis.


Dicas do parque


  • Horário: O parque fica aberto das 6h da manhã até as 22h. Você pode visitar em qualquer hora, é sempre lindo. Mas reserve um momento para curtir o pôr do sol, em dias sem chuva, claro.
  • Picnic: É bacana fazer um picnic no parque, existem áreas reservadas para isso com mesas e bancos. Além, da grama de cartão postal. Bebidas alcóolicas não são permitidas, mas o povo dá uma camuflada e leva mesmo assim. Velas e coisas que envolvam fogo também são proibidos, imagina um incêndio ali?
  • Mapa: é bem importante ter um mapa para se orientar dentro do parque, como são muitas trilhas, é fácil se perder. No posto de informações turísticas na entrada do parque tem mapas. Eu usei o Google Maps, que pode ser usado em modo offline para quem está sem internet. Mas eu recomendo usar o chip da Yes Brasil, que funciona super bem na América do Norte e na Europa.

***


Onde ficar em Vancouver
Como ir do aeroporto de Vancouver até o centro da cidade
Como é passar pela imigração canadense
Como tirar o visto eletrônico do Canadá


Gastown, o bairro mais inglês longe da Inglaterra
Um passeio pelo Stanley Park em Vancouver










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.