A famosa Rota Romântica pelo sul da Alemanha

Rota Romântica

Cidades, vilas e recantos com cara de contos de fadas, rios calmos e de água transparente rodeado de picos nevados ou densas florestas. Não, não é um sonho, mas apenas algumas palavras para ilustrar a Rota Romântica, que percorre as mais belas cidades medievais da Alemanha.

A verdade é que, apesar da Alemanha ser um país grandioso e tão diferente de algumas regiões para as outras, a imagem que a maioria das pessoas tem do país é das casas de enxaimel e canecas de cervejas.

Conhecer a Alemanha em poucas semanas, tempo que a maioria de nós pobres mortais temos para fazer uma viagem como essa é impossível, a Alemanha merece algumas viagens. No norte as cosmopolitas Berlim, Hamburgo e Colônia nada se parecem com as encantadoras Munique, Heildelberg e Füssen.

Würzburg

Würzburg

Essa Alemanha caricata – odeio essa palavra – corresponde a Bavária, o estado no sul do país, onde fica Munique (a capital do estado) e não muito longe dali, Frankfurt, o centro financeiro que de romântico não tem nada.

A rota romântica vai de Würzburg até Füssen e se essa última cidade não te lembra nada, a saber que é lá que fica o Castelo de Neuschwanstein, que eu já mostrei aqui no blog e que inspirou Walt Disney a criar o castelo da Cinderela.

Arredores de Füssen

Arredores de Füssen

A Rota Romântica tem esse nome pois as paisagens inspiraram poetas românticos alemães dos séculos 18 e 19. Quem vai percorrer a rota, pode começae em Würzburg, que fica a 120 kms ao sul de Frankfurt e seguir pelos 350 kms até Füssen no Castelo de Neuschwanstein com os picos nevados dos Alpes como cenário.

Pelo caminho são 27 cidades médias e pequenas, o roteiro pode ser feito de carro (como a maioria das pessoas fazem) de ônibus, trem e até de bicicleta para os mais corajosos.

Würzburg

Würzburg

Würzburg é cortada pelo Rio Main, o mesmo que passa por Frankfurt, uma cidade linda, com prédios antigos, ruas apertadas e construções medievais. O bacana aqui é andar pela cidade e visitar o Palácio Residencial de Würzburg, que foi construído no século 18 e declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Em Würzburg fica também a catedral romântica de San Kilian, a quarta maior da Alemanha. Perto dali fica também a Fortaleza de Marienburg e apesar da região ser famosa pelas cervejas, Würzburg tem vinhedos que produzem vinhos de excelente qualidade.

Saindo de Würzburg, a paisagem é de vinhedos pelos vales e pequenas cidades barrocas com suas casinhas de enxaimel, um cenário de filme atrás do outro.

A cidade que inspirou o Pinóquio da Disney

A cidade que inspirou o Pinóquio da Disney

As cidades do vale do Main tem nomes difíceis de decorar: Tauberbischofsheim, Lauda-Konigshofsheim, Bad Mergentheim e Weikerdheim. Ufa, não é fácil, eu sei, mas são lugares inesquecíveis e dizendo assim eu pareço redundante, mas é inevitável e todas essas primeiras cidades nos preparam para Rothenburg-ob-der-Tauber – mais um nome daqueles – mas a cidade é a mais linda, perfeita e cinematográfica de todas.

Quer uma prova? Ela também serviu de inspiração para Walt Disney para criar o Pinóquio. Rothenburg-ob-der-Tauber é a cidade medieval mais bem preservada da Europa com suas casas lindas, ruas de pedras e as charretes que circulam pelo becos e vielas apertadas.

Se nesse roteiro você estiver pensando em uma cidade para passar a noite, achou! Rothenburg a noite com suas ruas iluminadas por velas e luzes fraquinhas criam o clima perfeito para uma noite de sonhos.

Anoitecer em

Anoitecer em Rothenburg-ob-der-Tauber

No dia seguinte você pode pegar de novo a estrada até Nördlingen, outra cidade medieval linda, super bem preservada e cercada por uma muralha. Vale muito passar uma tarde por lá, subir os 365 degraus da igreja de St.Georg e ver a bela cidade a 90 metros de altura.

Pertinho dali fica Harburgo, com um dos castelos mais antigos da Alemanha, com documentos de 1093 já relatando a existência dele. Pertinho dali, entre vales de floresta densa – lembrando que essa região faz parte da floresta negra – o Rio Wornitz se encontra com o Danúbio em Donauworth.

Entre lagos e riachos a viagem segue até Augsburg, que já fica perto de Munique. É a maior cidade da rota e uma ótima opção para passar a noite e visitar a Rathaus, a prefeitura da cidade que tem um salão dourado de arrepiar.

Augsburg

Augsburg

Augsburg é uma cidade interessante, vale contratar um tour de meio dia para conhecer a cidade e sua história.

Depois de Augsburg o cenário já se transforma completamente, as densas matas ficam para trás e nos aproximamos de Munique e da região pré-alpina, com lagos, riachos e frio.

O roteiro passa por Landsberg, uma cidade gostosa e excelente opção para passar o dia. Restaurantes ótimos, ruas antigas, várias lojinhas de produtos típicos e o cartão postal principal: as duas torres de Landsberg. São duas igrejas, a gótica Bayertor e a Mutterturm, que mais parece uma igreja de brinquedo.

Landsberg

Landsberg

Saindo de Landsberg a gente já começa a ver no horizonte os Alpes bávaros em um caminho lindo no meio de mosteiros, igrejas barrocas no melhor estilo rococó pertinho de Steingaden.

O trecho final é em direção a Füssen, que fica coladinha nos alpes e faz fronteira com a Áustria e nada como terminar a sua jornada no Castelo de Neuschwanstein. O castelo mais bonito do mundo, a cereja do bolo dessa viagem incrível.

Fussen

Fussen

Castelo Neuschwanstein

Castelo de Neuschwanstein


Como fazer a Rota Romântica


A maioria dos turistas entram na Alemanha por Frankfurt, um imenso hub aeroviário e ferroviário e que recebe voos diretos de São Paulo (Latam Airlines e Lufthansa); Rio de Janeiro (Lufthansa); Fortaleza e Recife (Condor Airlines).

O que a maioria das pessoas fazem é alugar um carro em Frankfurt e seguir até Würzburg onde começa oficialmente a Rota Romântica. Mas você pode também fazer de cidade em cidade de trem, mas assim a gente perde uma boa parte da experiência que são as pequenas vilas que passam batido para quem vai de trem.

As cidadezinhas que a gente atravessa durante pela Rota Romântica

As cidadezinhas que a gente atravessa durante pela Rota Romântica

Outra opção bacana – e a minha favorita – é começar a Rota Romântica por Heidelberg, a cidade fica distante 88 kms ao sul de Frankfurt. Heidelberg é uma das cidades medievais mais bonitas que eu já vi.

Diz a lenda local que Heidelberg de tão bonita, foi poupada dos bombardeios durante a Segunda Guerra Mundial, por isso ela é tão preservada.

Heidelberg

Heidelberg

Heidelberg

Heidelberg

O que algumas pessoas fazem, é ir de Frankfurt a Füssen começando por Würzburg e voltando por Heidelberg, mas eu acho cansativo e na real, nem todo mundo tem esse tempo todo.

Independente do caminho escolhido, fazer a Rota Romântica é super especial, é como sonhar acordado em meio a um cenário que parece ter saído das páginas de um conto de fadas.


Mapa do roteiro


Postado em:
Quinta-feira, 29 de junho de 2o17


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

12 Comentários

  • Responder junho 30, 2017

    Laís

    Um dos meus maiores sonhos conhecer a rota romântica alemã, não tinha muita noção sobre as principais cidades e como ir, agora já me situei! Fiquei mais encantada ainda vendo essas fotos. Parabéns pelo post! =)

    • mm
      Responder junho 30, 2017

      Fabricio Moura

      Opa! Obrigado, Laís! Eu morei em Frankfurt e fiz essa rota duas vezes, vale muito a pena.

  • Responder julho 28, 2017

    Ines

    Olá Fabrício, seu post é Fantástico!
    Fica a duvida, qual a melhor época para conhecer a Rota Romântica, primavera ou outono? Pergunto não em relação ao clima, mas para tirar o maior e melhor proveito da beleza dos lugares.

    Muito Obrigada!

    • mm
      Responder julho 28, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Ines, tudo bem? As melhores épocas são o fim da primavera e o começo do outono. Eu gosto particularmente do outono, pois as folhas ficam douradas, é frio mas não chega a estar insuportável.

  • Responder setembro 25, 2017

    Vanessa

    Ola Fabricio! Meu nome é Vanessa e estou planejando minha viagem pela rota romantica para proxima semana. Sim, está em cima da hora… Achei seu blog muito bom, com fotos muuito lindas e dicas valiosas. Gostaria de saber, pra este roteiro, vc reservou quantos dias e em quais cidades dormiu.
    Parabéns pelo site!

    • mm
      Responder setembro 26, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Vanessa, tudo bem? Eu morava em Frankfurt e fiz tudo sem pressa, em 15 dias. Mas dá para fazer antes, em 8-10 dias. Onde dormir vai depender do tempo que você tem disponível, mas eu recomendo uma noite em Heidelberg.

  • Responder outubro 15, 2017

    Ana Paula Campos

    Oi Fabricio, gostei muito do seu blog. Vc poderia me mandar por email exatamente o roteiro que vc fez para percorrer a rota romântica? E o que vc acha de fazer a rota romântica com criança sem o serviço de guia ou excursão ? Estou insegura em me aventurar alugando um carro já que vou com meu filho que estará na época com 3 anos e 7 meses e meu marido.

    • mm
      Responder outubro 16, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Ana, tudo bem? Eu fiz de carro e de trem, em duas ocasiões. Se você quiser um roteiro detalhado, a gente trabalha com assessoria e planejamento de viagens. Nosso email é vounajanela@gmail.com.

  • Responder outubro 22, 2017

    Simone

    Olá Fabricio, tudo bem ? gostei muito das suas informações por isso te pedirei umas dicas. Eu e meu namorado estamos planejando uma viagem para a Alemanha em Abril e vamos fazer a rota romântica também, mas como ele não gosta de dirigir, pois já alugamos carro e ele não gostou da experiência, gostaria de saber se de trem é fácil e se conseguimos conhecer as principais cidades. Pretendemos fazer em uns 3 a 4 dias dias a rota e por isso te pergunto quais cidades conseguimos fazer de trem.

    • mm
      Responder outubro 22, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Simone, tudo bem? Eu já fiz de trem, dá pra fazer todas as cidades, mas 3 ou 4 dias é muito pouco. Sugiro priorizar algumas cidades ou tentar fazer em mais tempo.

  • Responder outubro 30, 2017

    TANIA CETRIM MACIEL

    Olá Fabrício, li o seu blog e gostei bastante. Eu e meu marido gostaríamos de fazer a Rota Romântica de automóvel em abril de 2018 mas não falamos alemão e muito pouco de inglês. Você acha isso viável? Gostaríamos de uma assessoria para um roteiro mais personalizado. Qual é o seu email para entrarmos em contato.
    Obrigada
    Tânia Cetrim Maciel

Deixe uma resposta