Como chegar na Vila de Paranapiacaba de transporte público

Como chegar em Paranapiacaba

Paranapiacaba é uma autêntica vila inglesa no alto da Serra do Mar entre São Paulo e a baixada santista. Chegar lá é muito simples e eu vou mostrar neste post, como chegar em Paranapiacaba saindo de São Paulo.

***

A Vila de Paranapiacaba teve uma enorme importância no desenvolvimento da Região Sudeste do Brasil. A pequena vila, no alto da Serra do Mar entre São Paulo e a Baixada Santista era o ponto de conexão dos trens que traziam o café do interior de São Paulo, e que seguiam para a exportação no Porto de Santos.

Paranapiacaba é um distrito que pertence ao município de Santo André e fica distante 50 quilômetros do centro de São Paulo.

Como chegar em Paranapiacaba

Ao fundo o Museu do Funicular


Como chegar em Paranapiacaba de transporte público


Eu saí da região central de São Paulo, peguei a Linha 2 Vermelha do metrô até a Estação Brás. Onde eu fiz a integração gratuita com os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). O preço atual da passagem é R$ 4,30.

Eu peguei o trem da Linha 10 Turquesa da CPTM com destino a estação de Rio Grande da Serra, a última estação da linha e a mais próxima de Paranapiacaba. A viagem leva aproximadamente 1 hora. A dica é fazer essa viagem fora do horário de pico, quando os trens estão bem mais vazios. Eu saí de casa por volta das 10h da manhã e tanto o metrô, quanto o trem estava bem vazios.

Como chegar em Paranapiacaba

Entrada da Estação Brás da CPTM para quem vem do metrô

Como chegar em Paranapiacaba

Estação Brás

Como chegar em Paranapiacaba

Os vagões por dentro

Chegando e Rio Grande da Serra, é preciso pegar uma condução até Paranapiacaba. Uma opção é o ônibus da EMTU linha 424 (Rio Grande da Serra – Paranapiacaba), a passagem custa R$ 4,55. Ao sair da estação, basta virar a direita e logo depois de uma curva você vai ver um pequeno ponto de ônibus coberto. É dali que partem os coletivos de hora em hora.

Como chegar em Paranapiacaba

O trem na Estação de Rio Grande da Serra

Como chegar em Paranapiacaba

Atravesse os trilhos

Como chegar em Paranapiacaba

Ponto de ônibus

Quando eu cheguei, o ônibus tinha acabado de sair e por isso eu optei pelo Uber, que funciona na cidade e a viagem custou R$ 21 e levou uns 15 minutos.

Para voltar de Paranapiacaba para Rio Grande da Serra eu usei o ônibus, já que não tem sinal de celular na cidade (só a Claro funciona lá) e não tinha como chamar o Uber. Tenha isso em mente. A viagem demorou uns 20 minutos e o ponto final da linha é quase em frente a estação de trens.


Como chegar em Paranapiacaba pelo trem turístico


Outra forma de chegar em Paranapiacaba é pelo trem turístico operado pela CPTM. O trem sai todos os domingos da Estação da Luz na região central da cidade e segue direto até Paranapiacaba.

O trem sai às 8h30 da manhã e retorna às 16h. Eu já tentei algumas vezes fazer esse passeio, mas é bem difícil comprar a passagem, pois como são apenas 2 vagões, os lugares esgotam muito rápido. Me disseram uma vez que algumas agências de viagens que compram praticamente todo o vagão com antecedência para revender bem mais caro para os seus clientes. 

Se você quiser tentar, nesta página é possível consultar o calendário e os valores, que tem descontos progressivos para mais de um passageiro. E para comprar a passagem, só no balcão de vendas da Estação da Luz ou na Estação de Santo André, das 9h às 18h de segunda a sexta. No final de semana a bilheteria da Estação da Luz funciona a partir das 7h.​


Um pouco da história de Paranapiacaba


Durante o século XIX, o Brasil viveu o crescimento da cultura cafeeira no Vale do Paraíba – estados do Rio de Janeiro e São Paulo – além do Sul de Minas Gerais. Para escoar essa produção até o Porto de Santos, foi construída a Estrada de Ferro Santos-Jundiaí da São Paulo Railway.

Como chegar em Paranapiacaba

Vagão abandonado em Paranapiacaba

Entretanto, vencer os paredões íngremes da Serra do Mar exigiu a criação de uma obra de proporções até então inéditas no Brasil. A base da ferrovia se instalou no pequeno vale no alto da serra, antes da descida. O lugar foi chamado inicialmente de Alto da Serra, mas anos depois, passou a se chamar Paranapiacaba, que significa “lugar de onde se vê o mar“, em tupi-guarani.

As obras começaram em 1850 e foram finalizadas em 1867. O sistema da ferrovia era funicular, puxados por cabos em passavam por 16 pontes e 14 túneis. Para construir o trecho da ferrovia entre a Vila e o Porto, o Barão de Mauá trouxe engenheiros da Inglaterra. Para acomodar os engenheiros, suas famílias e os operários, foi criada a pequena vila nas margens da ferrovia. 

Por conta da arquitetura inglesa e da constante neblina que envolve a cidade todos os dias, o lugar ficou conhecido como Vila Inglesa de Paranapiacaba.

Como chegar em Paranapiacaba

Pátio de manobras


O que fazer em Paranapiacaba


Você pode passear pela vila inglesa e explorar cada cantinho é um passeio muito bacana. Em Paranapiacaba você pode visitar o Museu Tecnológico Ferroviário que conta a história do Funicular. E o Museu Castelinho, que funciona na principal casa da vila, no alto de uma colina, onde morava o engenheiro-chefe da São Paulo Railway.

Como chegar em Paranapiacaba

Uma das muitas casas centenárias originais

Muitas pessoas procuram a cidade para fazer trilhas, como a da Cachoeira da Fumaça, a Trilha do Poço Formoso, e a Trilha do Mirante. Porém, a trilha mais famosa de Paranapiacaba e também uma das mais perigosas do país é a Trilha do Funicular.

Como chegar em Paranapiacaba

Os locobreques, que desciam e subiam a serra estão em péssimo estado

A ferrovia que foi inaugurada em 1867 era pelo sistema funicular, onde os trens eram puxados por cabos, passando por 16 pontes e 14 túneis. Nos anos 70, para suprir a demanda crescente, uma nova linha foi construída usando o sistema conhecido como “cremalheira” e a antiga linha foi abandonada nos anos 80.

Como chegar em Paranapiacaba

Como chegar em Paranapiacaba: Ponte da Grota Funda na Trilha do Funicular

Desde então, o mato tomou conta dos trilhos e com o passar dos anos, o caminho se tornou um dos desafios mais desejadas pelos trilheiros. Apesar de ser muito popular, a Trilha do Funicular é proibida, seja pelos riscos e por passar por propriedade privada. Mas basta ver as fotos para ficar louco de vontade para fazer esse caminho.


One ficar em São Paulo


Procurando onde ficar em São Paulo? Eu escrevi um post super completo falando das melhores regiões para se hospedar em São Paulo. Para todo tipo de visita e perfis de viajantes. Recomendo a leitura.


Booking.com


Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.