Castelo dos Mouros em Sintra, Portugal. Como chegar?

Castelos dos Mouros

Quando eu comecei a planejar a minha viagem a Portugal, um dos primeiros lugares que eu pensei em visitar foi o Castelo dos Mouros, em Sintra. Viajar pelo país é uma forma de reencontrar as nossas origens, no meu caso, as origens do meu pai, cujo parte da família é de Sintra.

Como chegar

A cidade fica distante 25 quilômetros de Lisboa e a melhor maneira de chegar até lá é de trem. O serviço é operado pela CP, Comboios de Portugal e saem da belíssima Estação do Rossio e tem como ponto final, a estação de Sintra.

Trem da CP na Estação do Rossio

Trem da CP na Estação do Rossio

O valor da passagem ida e volta custa 6 euros (valores de março de 2015) e podem ser comprados na bilheteria ou em máquinas de autoatendimento. Em ambos os casos, só notas e moedas são aceitos.

A Linha de Sintra passa pelo subúrbio e cidades da grande Lisboa, por conta disso os trens podem ficar bem cheios nos horários de pico. A melhor hora para fazer a viagem de ida é no período da manhã, aproveitando o contra fluxo das pessoas que vem trabalhar em Lisboa.

Como andar por Sintra?

Chegando em Sintra, dentro da estação existe um balcão de informações para turistas que distribui mapas e vende entradas para os pontos turísticos. O bilhete conjunto para as principais atrações, Castelo dos Mouros, Palácio da Pena e Quinta da Regaleira custa 22,50 euros e é uma boa opção para não enfrentar filas nas bilheterias das atrações.

A cidade de Sintra, não parece que saiu de histórias de contos de fadas.

A cidade de Sintra, não parece que saiu de histórias de contos de fadas.

Se você busca um pouco de comodidade, na saída da estação existem vários quiosques de empresas que fazer o citytour por Sintra. Lembre-se que todas as atrações ficam no alto da serra e caso você não esteja disposto a subir a pé ou tem pouco tempo, vale considerar contratar um transporte, eu recomendo a YellowBus ou você pegar o ônibus número 434 que passa na porta da estação e vai até o Castelo dos Mouros e Palácio da Pena.

Subindo a pé

As típicas ruas de Sintra

As típicas ruas de Sintra

Eu queria fazer da maneira que eu considero a mais legal, que é subir a pé pela trilha de pedras dentro da mata. Então lá fui eu! Saindo da estação não tem erro, basta seguir as muitas placas pelo caminho e você vai chegar no centro da vila de Sintra. A primeira imagem que vemos é o próprio Castelo dos Mouros lá no alto da serra e parcialmente coberto pela neblina e o Palácio Nacional de Sintra mais abaixo.

Basta seguir as placas, não tem erro.

Basta seguir as placas, não tem erro.

Sintra é muito diferente de outros lugares em Portugal, tem cara de conto de fadas, para cada lado que a gente olhe, tem um palácio ou castelo. A cidade foi durante séculos o reduto da realeza portuguesa.

Subir pelas ruas íngremes é fazer uma viagem no tempo e quando percebemos, já subimos um belo trecho e começamos a ver a vila lá embaixo. Mas ainda falta muito para chegar ao topo. O Castelo dos Mouros fica a 450 metros de altura e você pensa que nem é tanto assim, mas acredite, é muito alto.

Já na subida dentro da mata

Já na subida dentro da mata

Confesso que no meio do caminho pensei em que tipo de loucura eu estava fazendo, mas quando saímos das ruas e entramos na trilha dentro da mata, a experiência é única e vale a pena todo o esforço. A trilha tem diferentes caminhos, mas é bem sinalizada e não tem perigo de se perder. Claro, não recomendo em dias de chuva, as pedras podem ficar bem escorregadias.

Mas e o Castelo dos Mouros?

Nem preciso dizer o quanto o Castelo dos Mouros é incrível, seja pelo contexto histórico ou pela beleza do lugar. Oficialmente, o castelo começou a ser construído em 300 A.C. por Gregos, Galo-celtas e Túrdulos. Recentemente algumas descobertas arqueológicas apontam que o topo de serra já era ocupado a 5000 A.C. por povos primitivos.

Muralhas do castelo

Muralhas do castelo

Nos séculos seguintes, o Castelo dos Mouros pertenceu a diferentes reinados e foi motivo de batalhas sangrentas, mas curiosamente, nenhuma no castelo. Entre eles, os temidos Mouros que dominaram o lugar até a conquista de Lisboa por D. Afonso Henriques em 1147, que terminou com o domínio muçulmano do castelo.

Muralhas do castelo

Muralhas do castelo

O passeio pelo lugar é incrível, você pode andar pelas muralhas, subir nas torres, visitar os sítios arqueológicos e ter uma das melhores vistas de Portugal. O lugar é tão alto que a gente consegue ver o Oceano Atlântico. É justamente essa posição estratégica que fez com que o Castelo dos Mouros fosse tão cobiçado.

Sim, é muito alto!

Sim, é muito alto!

Tem onde comer?

Depois de subir toda a serra até chegar no Castelo, você pode sentir fome. No lugar tem uma lojinha minúscula, que vende algumas coisinhas. Nada que vá matar a sua fome de leão. Mas tem uma máquina de café, daquelas de aeroporto com vinte tipos diferentes de bebidas que salva vidas. O preço? Apenas 1 Euro o chocolate quente. Minha dica? Leve água e um lanche para a hora que a fome bater.

Até que horas posso visitar o castelo?

O castelo fica aberto até as 19h mas não recomendo ficar até o anoitecer, os caminhos na serra não são iluminados e no escuro você pode se perder e até mesmo acontecer algo pior.


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

5 Comentários

  • Fico imaginando a época da construção… Quem fez isso tudo, como foi feito? Seres humanos, de outros tempos estiveram aí construindo isso tudo, dia após dia… Você dá detalhes importantes sobre tudo e isso é importante para quem nunca foi. Gostei! Parabéns pra você que pode viajar e viaja pela história… Um abraço!

    • mm
      Responder novembro 20, 2016

      Fabricio Moura

      Oi Gilmar, curiosamente eu estive em Sintra novamente no último sábado. Não fui no Castelo, mas pude ver de baixo e como é alto. Fico imaginando também como construíram tudo isso.

  • Responder janeiro 9, 2017

    Creuza Mosca

    Que lugar e vista espetaculares!
    Obrigada pelas dicas.

  • Responder fevereiro 20, 2017

    Heride

    Gostei muito das orientações ! Pretendo fazer uso delas quando for a Portugal em outubro deste ano.

  • Responder abril 28, 2017

    Waldemir Pereira Junior

    Pois é também estive lá e é de arrepiar .muito lindo,uma paisagem de beleza estonteante,e uma arquitetura descomunal da pra imaginar os tempos áureos dos castelos,dos casamentos dos nobres,e os desesperos das masmorras.

Deixe uma resposta