Dicas de Budapeste para organizar a sua viagem para a Hungria

Dicas de Budapeste

Olá viajantes! Este post contém as principais dicas de Budapeste para você planejar a sua viagem para esse cantinho lindo da Europa.

***

Se alguém me perguntar se vale a pena visitar Budapeste, minha resposta é sim! Sem pestanejar mesmo. A capital da Hungria é um dos países mais interessantes e econômicos da Europa.

Além de ser um destino lindo e mais em conta, Budapeste faz com Praga a dobradinha perfeita para o seu roteiro no leste europeu. Ah, falando nisso, nunca chame os europeus do leste dessa forma, eles não gostam.

O que fazer em Budapeste Dicas de Budapeste

Dicas de Budapeste


Dicas de Budapeste


Entendendo Budapeste

Budapeste é cortada pelo Rio Danúbio, de um lado da margem fica Buda e do outro lado, Peste. E até 1871 eram realmente duas cidades, também fazia parte a pequena Obuda, que foi unificada a Budapeste, fazendo dela uma só cidade. 

Os mais antigos ainda tratam a cidade com se fossem duas metades da mesma laranja. Até mesmo os húngaros preferem um lado ou outro da cidade. Os moradores de Buda se orgulham de ter o Castelo de Buda do seu lado. Enquanto os moradores de Peste se orgulham de ter a sede do Parlamento Húngaro do seu lado.

Mas apesar das preferências, todo mundo convive em paz e o símbolo maior dessa harmonia é a linda Ponte das Correntes, a mais famosa a unir os dois lados.

Dicas de Budapeste

Entendendo Budapeste


Como chegar

Não existem voos diretos do Brasil para Budapeste. Porém, você pode chegar facilmente fazendo conexão em qualquer ponto da Europa. Como por exemplo Paris (Latam e Air France), Amsterdam (KLM), Frankfurt (Latam e Lufthansa), Lisboa ou Porto (TAP, Azul e Latam), Roma ou Milão (Latam e Alitalia), Zurique (Swiss e Edelweiss), Londres (Latam e British Airways) e Madri (Latam, Iberia, Air Europa e Air China). A maioria dessas companhias oferecem conexões imediatas para Budapeste.

Entretanto, uma forma muito comum e muito utilizada, é começando o roteiro por Praga e seguindo para Budapeste de ônibus (eu já fiz isso) ou de trem.

Viajar de ônibus na Europa Dicas de Budapeste

Eu cheguei em Budapeste de ônibus


Visto e imigração

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Europa e podem permanecer no continente por até 90 dias a cada 6 meses. Quem vem em um voo do Brasil, a imigração vai ser sempre onde o avião fizer a sua primeira parada, exceto se o seu voo for do Brasil para o Reino Unido ou Turquia, que são rotas também usadas. Por exemplo: se o seu destino final é Budapeste, mas você está voando com a Alitalia com conexão em Roma, a sua imigração será em Roma.

Eu sei que imigração é sempre um ponto de preocupação entre os viajantes, mas aqui no blog tem vários posts com dicas para você você fazer a imigração na Europa. Eu vou deixar os links mais importantes aqui embaixo.

Onde vou fazer a imigração na Europa
Dicas para passar pela imigração na Europa sem medo
Todos os posts sobre imigração


Quando ir para Budapeste

Primeiramente, de uma forma geral é possível visitar a Hungria em qualquer época do ano. Porém, existem algumas características bem marcantes ao longo do ano. 

É importante dizer que nos meses de outono e inverno, principalmente de novembro a março é bem frio. No auge do inverno neva regularmente e a temperatura fica sempre abaixo de zero. No inverno os dias são cinzas, na maioria das vezes é nublado.

Porém, nos meses mais quentes a temperatura fica acima dos 25 graus facilmente. No auge do verão, no meio daquelas ondas de calor que atingem a Europa, a temperatura pode passar facilmente dos 30 graus.

No verão os dias são mais bonitos, o céu é azul e as árvores ficam lindas. De uma forma geral, a cidade é mais bonita no verão.

Dicas de Budapeste

Budapeste no auge do inverno


Que moeda levar

A moeda oficial da Hungria é o Florim Húngaro e a gente não consegue encontrar a moeda aqui no Brasil. Aliás, mesmo que encontrasse a cotação seria péssima. 

Contudo, a melhor solução é levar Euros e trocar na Hungria. Eu encontrei as melhores cotações nas casas de câmbio do centro da cidade, perto da estação Astoria do metrô e do Parque Spielplatz.

Por regra básica, casas de câmbio em lugares muito turísticos ou aeroportos, estações de trem ou rodoviária, a cotação nunca é muito favorável.

Dicas de Budapeste

A melhor moeda para levar é o Euro


Seguro viagem

O seguro viagem é obrigatório para entrar na Europa. Não portar a apólice de seguro viagem no momento da imigração pode resultar em recusa e o visitante ser deportado ali mesmo. Para evitar que isso aconteça, recomendo que nunca saia do Brasil sem o seguro viagem, até mesmo para sua proteção em países onde o seguro não for obrigatório.

Faça seu seguro viagem aqui com desconto


Quantos dias ficar e o que fazer em Budapeste

Aí vai depender dos seus objetivos, planos de viagem e disponibilidade. Entretanto, eu recomendo uma permanência de 3 dias em Budapeste. Dá para conhecer a cidade em 2 dias, mas acaba sendo um pouco corrido.

Recomendo ler o post com o meu roteiro em Budapeste antes de seguir para a sugestão de roteiro que eu coloquei aqui embaixo.

  • Dia 1: Buda – Castelo de Buda, Bastião dos Pescadores, Distrito do Castelo e Citadela.
  • Dia 2: Peste – Ponte das Correntes, Sapatos do Danúbio, Parlamento Húngaro, Basílica de Santo Estevão e Budapeste Eye.
  • Dia 3: Peste – Praça dos Heróis e Parque da Cidade, Banho Turco e andar pela cidade.
Dicas de Budapeste

Dicas de Budapeste: o que fazer na cidade


Como andar em Budapeste

Dependendo da localização da sua hospedagem, vai dar para fazer tudo em Budapeste a pé. E certamente esta é a melhor maneira de conhecer Budapeste. Mas se você precisar, a cidade tem algumas linhas de metrô e uma excelente rede de trams (bondes) que atendem muito bem a praticamente toda cidade.

Dicas de Budapeste

Os bondinhos de Budapeste


Onde ficar em Budapeste

Aqui o blog tem um post completo com dias de hospedagem em Budapeste, mas adianto abaixo algumas dicas.

Eu me hospedei em Buda, no Distrito do Castelo, em frente a Igreja de Matias no Hotel Burg. Ele tem um excelente custo-benefício, com um bom café da manhã e a vista da janela do quarto era simplesmente perfeita.

O hotel fica na parte alta das colinas do Castelo de Buda, subir e descer todos os dias pode ser um pouco cansativo. Para mim não foi um problema pois ficar em um lugar tão privilegiado, no meio de um ponto turístico foi ótimo. Quanto ao barulho, o hotel tem bom isolamento acústico e essa região também não é barulhenta.

Eu marquei no mapa abaixo as duas melhores regiões para se hospedar em Buda e em Peste.

Dicas de Budapeste

Onde ficar em Budapeste

Mas a melhor região para se hospedar em Budapeste é em Peste. Eu separei alguns hotéis aqui abaixo e que você pode confiar:

Veja aqui mais hotéis, hostels e apartamentos nesta região

***

Bom, pessoal, espero ter ajudado. Qualquer dúvida vocês podem postar as suas perguntas nos comentários que eu responderei assim que possível.


Reserve aqui seus passeios em Budapeste



Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.