Pôr do sol no Rio Mekong no Laos, uma experiência única

Rio Mekong

Eu comentei em um dos posts dessa série sobre o Laos, que eu fui para o país sem fazer muitas pesquisas a respeito do que visitar e o que ver. A intenção era essa mesmo, para deixar o país me surpreender e foi andando pela calçada nas margens do Rio Mekong que eu vi algumas pessoas interessadas no passeio de barco para ver o pôr do sol no Rio Mekong.

O barco

O barco

Aí eu conheci o Marc, um alemão de 23 anos que se mudou para o Laos e trabalha em um dos barcos que oferecem esse passeio. Foi ele que me convenceu, disse que diferente de alguns outros tours, que esse era relaxante, mais tranquilo e que eu não me arrependeria. De bônus, ainda rolava um mojito de cortesia. Marc é aquele tipo faz tudo, que vende o passeio, ajuda o povo a descer barranco abaixo, cuida do embarque, escolhe a playlist e ainda faz os drinks.

Barcos típicos, cenário do Laos

Barcos típicos, cenário do Laos

Saímos de um píer improvisado de bambu às 17h horas, o passeio dura 2 horas. Primeiro subimos um quilômetro pelo Rio Mekong até um pouco além de onde ele se une ao Rio Nam Khan. Um trajeto calmo e no som do barco tocava Nora Jones, Jack Johnson e… Adriana Calcanhoto. Sim, ela mesma. Perguntei para o Marc onde ele a tinha conhecido e ele me disse que foi apresentada para ele dias antes por um casal de brasileiros e ele adorou.

Mojito <3

Mojito <3

Por um momento, eu me senti navegando pelos caudalosos rios amazônicos ouvindo música brasileira. Nas margens dezenas de laosianos pescando, lavando roupas, tomando banho ou – assim como eu – vendo a vida passar. Um barco com um animado karaokê local chamou a minha atenção e já ficou para trás.

Depois de subir, é hora de descer o rio por dois quilômetros em busca do pôr do sol, passamos novamente por Luang Prabang e a medida que o sol ia baixando, as águas do rio mais douradas ficavam.

Quando mais o sol baixava, mais belo era o espetáculo

Quando mais o sol baixava, mais belo era o espetáculo

O barco é rústico, típico do Laos. Comprido e estreito, mas confortável e intimista. Eram poucas pessoas e a intenção é realmente essa. Um casal de americanos estavam tão encantados com o momento que a todo momento se viravam para mim e diziam “você merece uma foto aqui” e vinham se oferecer para tirar uma fotinha com o celular.

Confesso que não guardei o nome deles, mas ela era professora em Chicago e estão viajando pelo mundo desde que se aposentaram. É aquele tipo de casal animado que como eu digo, estão lendo o livro e não apenas folheando as páginas. Estão vivendo a experiência de estar em um lugar mágico como esse e vendo o pôr do sol no Rio Mekong, o mais belo do Laos.

Olha esse visual

Olha esse visual

O barco faz uma parada no meio do rio, entre duas enormes montanhas e lá ficamos vendo o sol, dourado como nunca, sumir atrás de um pico verde e intocado, como toda natureza em Luang Prabang.

Depois de alguns minutos, seguimos rio acima em direção a Luang. Quanto mais anoitecia, mais dorado o rio ia ficando e mais extraordinária se tornando a experiência.

Ver o pôr do sol no Rio Mekong foi para mim um momento único e marcante, como ver o despertar dos monges pelas ruas da cidade às 5h da manhã.  Aquele tipo de momento único que só a Ásia pode proporcionar.


Como ver o pôr do sol no Rio Mekong


A barraquinha da Sa Sa Cruise fica na Rua Khem Khong, não é difícil achar. O passeio custa 65.000 KIPs (R$26,00) e inclui um mojito, mas eles também servem vários outros drinks, cerveja Beerlao, água e sucos. Após 45 minutos de passeio, eles oferecem um BBQ asiático, que é um espetinho na brasa com legumes e carne de frango, boi ou porco.

O barco sai pontualmente às 17h e retorna ao mesmo lugar às 19h, todos os dias, mas claro, dependendo das condições climáticas.

Postado em:
Quinta-feira, 01 de Junho de 2017


Procurando hospedagem em Luang Prabang?


Olha a nossa lista de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar