Primeira viagem de avião: passo a passo no aeroporto

Primeira viagem

Quem nunca viajou de avião, pode ficar confuso quando escuta sobre alguns termos e procedimentos usados normalmente nos aeroportos: check-in, despacho, raio-x, conexão, etc. Quem não está habituado a tais procedimentos, pode achar estranho mesmo. Nos últimos anos, mais e mais brasileiros tem trocado o ônibus pelo avião e se você nunca viajou e vai agora fazer a sua primeira viagem, esse post vai ser um “bê-a-bá” com o que você precisa saber antes de colocar os pés num aeroporto.

 

Primeira viagem internacional

Os procedimentos para vôos internacionais são um pouco mais burocráticos que os domésticos, mas são normas internacionais de segurança aeroportuárias em que todos os aeroportos do mundo precisam seguir.

Para vôos internacionais, as empresas orientam o passageiro a chegar no aeroporto pelo menos 2 hora antes do vôo, se essa é a sua primeira viagem, recomendo chegar umas 3 horas antes para você ir se familiarizando com o ambiente do aeroporto.

Check-in
O primeiro passo para garantir o seu embarque é fazer o check-in, que nada mais é do que a confirmação de que você irá viajar. O check-in pode ser feito de 3 formas:

  • Online: site e aplicativo das companhias aéreas. A maioria das empresas oferecem esse serviço.
  • Totens de autoatendimento: eles ficam espalhados pelos aeroportos, geralmente perto dos balcões das companhias
  • No balcão: da forma tradicional, direto com um funcionário.

No momento do check-in você poderá confirmar seus dados, fornecer contatos em caso de emergência e escolher a poltrona em que vai se sentar ou apenas confirmar caso já tenha escolhido no momento em que comprou a passagem. Se fizer pelo site, você já poderá sair de casa com o seu cartão de embarque impresso e se o seu vôo fará alguma conexão, você já terá os dois cartões de embarque. É a opção que eu mais gosto.

Nos aplicativos, eles geram um cartão de embarque digital, que você deverá mostrar para o pessoal do aeroporto na própria tela do celular.

Nos Totens de Autoatendimento o procedimento é o mesmo e você também já terá o cartão de embarque impresso na hora e caso tenha conexão, o cartão do segundo vôo também.

Despacho de bagagem:
Cada passageiro tem direito a despachar duas malas de até 32 quilos, excesso de bagagem é cobrado e os valores variam de companhia para companhia. Cada passageiro também pode levar a bordo uma mala pequena (mala de bordo tamanho P) com até 8 quilos além de uma bolsa pequena ou mochila.

Se você pretende despachar a sua mala, após fazer o check-in, procure o balcão da companhia onde estará escrito “despacho de bagagem” ou  ‘baggage drop” em inglês. Nesse balcão você mostrará seu cartão de embarque e entregará a sua mala.

Se você fizer alguma conexão (troca de avião em alguma cidade) não precisará retirar a mala e despachar novamente, ela segue direto para o seu destino final. Salvo algumas exceções, mas que o pessoal da companhia aérea irá te informar.

Raio-x e imigração
Após fazer o check-in e despachar a mala (se houver), você deve se dirigir para a sala de embarque. Geralmente esses lugares são bem sinalizados, mas na dúvida, pergunte ao pessoal do aeroporto.

Na entrada dessa área, um funcionário irá conferir o seu cartão de embarque e autorizar a sua entrada. Agora é a hora de passar pelo raio-x, que é para garantir que nenhum objeto não permitido entre nessa área mais segura dos aeroportos, como armas, facas e drogas.

Retire todos os objetos metálicos dos seus bolsos, incluindo cordões, jóias, relógio e cinto. Na mala de bordo você não pode levar frascos com líquidos com mais de 100ml, e todos devem estar acondicionados em um saco plástico transparente (tipo ziplock) e somente um volume por pessoa.

Nem preciso dizer que é proibido transportar objetos cortantes, pontiagudos ou que possam causar ferimento na mala de bordo. Por exemplo: tesouras, lixa de unha daquelas metálicas e alicate de unha.

Após o raio-x, dirija-se para um dos balcões da Polícia Federal, aqui você precisa apresentar seu passaporte ou RG, caso seu vôo seja para um dos países do Mercosul. Após essa etapa, você estará livre para andar pela sala e embarque.

Sala de embarque
Em aeroportos internacionais, as sala de embarque pode ser bem grande, confira o número do seu vôo no cartão de embarque, com o número do portão correspondente nos telões que ficam espalhados para você não ter que sair correndo por toda a sala de embarque até o lugar de onde seu vôo partirá.

Depois de localizar o portão, continue atento a tela de informações, as vezes, a admistração do aeroporto muda o portão por conta do reposicionamento de aeronaves, sobretudo quando há muito movimento.

Quando o pessoal da companhia aérea chamar para o embarque, fique atento as orientações deles quanto a ordem do embarque. Por lei, prioridades embarcam primeiro (idosos, deficientes, gestantes ou pessoas com crianças de colo); em seguida embarcam passageiros dos programas de fidelidade das empresas e por fim os demais passageiros, as vezes organizados por fila de poltronas do avião.

Ao embarcar, você precisará mostrar mais uma vez seu cartão de embarque e documento (passaporte ou RG).

Desembarque de um vôo internacional
Ao desembarcar no exterior, tem mais procedimentos pela frente. Primeiro você irá direto para o setor de imigração, geralmente acontece uma pequena entrevista e eles carimbam seu passaporte. Tem vários posts sobre imigração aqui no blog: dá uma olhada.

Depois da imigração você irá retirar a sua bagagem, se tiver despachado e em seguida se dirigir a alfândega. Lá existem duas filas “goods to declare – bens a declarar” e “nothing to declare – nada a declarar”. Geralmente, na ida a gente não tem nada a declarar, é na volta que as vezes precisamos declarar nossas compras caso excedam os 500 dólares permitidos pelo Governo Brasileiro.

Sua mala vai passar novamente pelo raio-x e os funcionários podem ou não querer abrir a sua mala para averiguação. Eu já passei por isso, é bem chato mas faz parte do processo e na sua primeira viagem, você pode estranhar, mas é assim mesmo.

Primeira viagem doméstica

Os procedimentos para vôos doméstico são um pouco mais simples que os vôos internacionais. As empresas orientam o passageiro a chegar no aeroporto pelo menos 1 hora antes do vôo, na sua primeira viagem, eu recomendo chegar 1h30 antes, para você se familiarizar com o aeroporto.

Check-in
Como no internacional, essa é a primeira ação que vai garantir que você embarque, é fazer o check-in, onde você irá fazer a confirmação de que irá viajar. O check-in pode ser feito de 3 formas:

  • Online: site e aplicativo das companhias aéreas. A maioria das empresas oferecem esse serviço.
  • Totens de autoatendimento: eles ficam espalhados pelos aeroportos, geralmente perto dos balcões das companhias
  • No balcão: da forma tradicional, direto com um funcionário.

Despacho de bagagem:
Cada passageiro tem direito a despachar 23 quilos de bagagem, podendo ser mais de um volume, desde que não exceda esse limite, excesso de bagagem é cobrado. Cada passageiro também pode levar a bordo uma mala pequena (mala de bordo tamanho P) com até 5 quilos além de uma bolsa pequena ou mochila.

Se você pretende despachar a sua mala, após fazer o check-in, procure o balcão da companhia onde estará escrito “despacho de bagagem” ou  ‘baggage drop” em inglês. Nesse balcão você mostrará seu cartão de embarque e entregará a sua mala.

Se você fizer alguma conexão (troca de avião em alguma cidade) não precisará retirar a mala e despachar novamente, ela segue direto para o seu destino final.

Raio-x
Após fazer o check-in e despachar a mala, você deve se dirigir para a sala de embarque.  Na entrada, um funcionário irá conferir o seu cartão de embarque e autorizar a sua entrada, vai passar pelo raio-x, igual ao vôo internacional.

Retire todos os objetos metálicos dos seus bolsos, incluindo cordões, jóias, relógio e cinto. Após passar pelo raio-x, você estará liberado para entrar na sala de embarque.

Sala de embarque
Dependendo do aeroporto, a sala de embarque pode ser bem grande, confira o número do seu vôo no cartão de embarque, com o número do portão correspondente nos telões que ficam espalhados pela sala de embarque, para você não ter que sair correndo por toda a sala até o lugar de onde seu vôo partirá.

Depois de localizar o portão, continue atento a tela de informações, as vezes, a admistração do aeroporto muda o portão por conta do reposicionamento de aeronaves.

Quando o pessoal da companhia aérea chamar para o embarque, fique atento as orientações deles quanto a ordem do embarque. Por lei, prioridades embarcam primeiro (idosos, deficientes, gestantes ou pessoas com crianças de colo); em seguida embarcam passageiros dos programas de fidelidade das empresas e por fim os depois passageiros, as vezes organizados por fila de poltronas do avião. Ao embarcar, você precisará mostrar mais uma vez seu cartão de embarque e documento.

É natural ficar um pouco ansioso na nossa primeira viagem de avião, mas tudo dá certo e nem é tão complicado quanto parece. Depois da primeira vez, você estará mais acostumado até que vire rotina.

Leia mais sobre primeira viagem de avião:
Que documentos eu preciso para viajar
10 passos para planejar uma viagem
Dicas para arrumar a mala perfeita
Todos os posts para iniciantes


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram.


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder janeiro 30, 2017

    Shayene Charleaux

    Adorei as dicas! Farei minha primeira viagem internacional sozinha amanhã!
    Obrigada e parabens pelo blog!

    • mm
      Responder janeiro 30, 2017

      Fabricio Moura

      Obrigado, Shayenne! Boa viagem!

Deixe uma resposta