O que fazer no Porto em Portugal em um roteiro de 2 dias

O que fazer no Porto

Andar pelas ruas do Porto é uma viagem no tempo. A segunda maior cidade de Portugal preserva seu passado medieval e brinda o futuro com uma moderna rede de metrô, um aeroporto de dar inveja, internet grátis em boa parte da cidade ao lado de casarões, bondes e construções mais antigas que o descobrimento do Brasil.

Quando eu cheguei na cidade, vindo de um vôo direto de São Paulo, pela TAP Portugal (todas as terças e sábados), confesso que fiquei surpreso com a beleza do lugar e hospitalidade das pessoas.

Tirando uma experiência um pouco traumática na imigração no Aeroporto Sá Carneiro, como eu contei em um post aqui no blog, a cidade me conquistou e definitivamente eu voltaria mais e mais vezes.

Apesar de ser a segunda maior cidade do país, o Porto é bem pequena, dá para fazer quase todos os passeios a pé e dá para ver tudo em 2 dias cheios.

Praça da Liberdade

Praça da Liberdade

A melhor maneira de aproveitar a cidade é caminhando, comece pela Praça da Liberdade. Um amplo espaço rodeada de prédios antigos com arquitetura renascentista, diferente do centro antigo, que fica algumas ruas abaixo com seus casarões com a fachada tomada por autênticos azulejos portugueses.

No entorno da praça há uma infinidade de bons restaurantes e cafés. Também é dali que saem os ônibus que cortam a cidade e os City Tours. Comece seu dia tomando um belo café da manhã no Café Guarani e daqui começa o nosso roteiro no Porto.


O que fazer no Porto em 2 dias


Dia 1

Comece o dia passeando pela região central da cidade, suba a Rua dos Clérigos e encontre a Igreja e Torre dos Clérigos, é parada obrigatória no Porto. Visite a igreja e aproveite as primeiras horas da manhã para subir na torre, lá de cima a gente tem uma das melhores vistas da cidade. É alto, tem que ter disposição mas a vista recompensa.

Torre dos Clérigos

O que fazer no Porto: Torre dos Clérigos

A vista da Torre dos Clérigos

A vista da Torre dos Clérigos

Pertinho da Torre fica a Livraria Lello, que inspirou a escritora J.K.Rowling a criar alguns cenários do primeiro livro de Harry Potter. Se conseguir chegar cedo, melhor ainda, pois o lugar fica bem cheio e estamos falando de uma livraria pequena.

Ali do lado fica o tradicional Mercado do Bolhão e o lado o Edifício da BolsaNessa mesma região do Porto ficam inúmeras vielas, com seus sobradinhos bem típicos com suas roupas estendidas nas varandas pelos moradores.

Uma curiosidade interessante, é que Portugal já sofreu um forte terremoto, Lisboa foi destruída, mas o Porto continuou intacto, por isso tudo é tão antigo e preservado.

Centro antigo: casarões, roupas nas janelas e olhares curiosos

Centro antigo: casarões, roupas nas janelas e olhares curiosos

Entre uma ruela e outra a gente encontra mirantes onde temos vistas incríveis do Rio D’Ouro. Siga pelas ruelas descendo até a margem do rio no Cais da Ribeira, o principal ponto turístico da cidade. De lá temos uma vista sensacional da Ponte Luis I. Aqui vale explorar cada cantinho do cais e almoçar em um dos muitos restaurantes

Peça um Bacalhau com Natas ou o tradicional Bacalhau Gomes de Sá. Para acompanhar, uma cerveja Sagres para o dia e um Vinho do Porto para a noite, já que como o teor alcoólico é bem forte, pode dar uma leve indisposição para o passeio ao longo da tarde.

Onde comer no Porto

Bacalhau dos deuses

Pela tarde a dica é voltar para a parte alta da cidade e visitar a Catedral da Sé, uma igreja lindíssima e atrás dela tem um pátio com uma ótima vista da cidade. Ali fica também a Torre Medieval do Porto. Em seguida atravesse a ponte Pedro I pela parte superior em direção a cidade de Vila Nova de Gaia. Lá de cima, a gente tem a melhor vista da cidade.

Ponte D.Luís I

Ponte D.Luís I

porto4

Cais da Ribeira

porto5

Porto visto de Gaia

Desça até a margem do rio pelo Teleférico de Gaia. Guarde o ingresso, pois algumas caves do vinho do porto que ficam em Gaia oferecem degustação grátis ou desconto para quem fez o passeio do teleférico.

Em Gaia, vale o passeio na margem do rio e uma visita às caves. A Sandeman, Ramos Pinto, Ferreira e Taylor’s tem ótimos menus de degustação e tour pelas salas dos barris.

Teleférico de Gaia

Teleférico de Gaia

Você vai aprender a diferenciar um rubi de um tawny e aprender que o que faz o vinho do porto tão especial é o solo xistoso onde as uvas são produzidas e a combinação de vários tipos delas para produzir a bebida.

Já no fim da tarde, atravesse a ponte Pedro I pela passarela inferior. De volta ao Cais da Ribeira, é um ótimo lugar para jantar e apreciar um vinho do porto para fechar o dia. A noite o clima no cais é outro.


Dia 2


Comece o dia descendo novamente até o Cais da Ribeira e faça o Tour das 7 Pontes, é um passeio de barco pelo Rio D’Ouro que dura em média 1h-1h30, o barco sobe o rio passando pelas 7 pontes históricas da cidade e na volta ele segue até a foz do rio, onde o D’ouro encontra o Oceano Atlântico.

A gente consegue ter uma visão completamente diferente da cidade. Se estiver muito frio, os barcos tem uma área fechada e alguns servem bebidas quentes. O ingresso custa de 10 a 12 euros, dependendo da operadora, eu recomendo a Porto Douro que tem um serviço melhor.

Minha sugestão é comprar o bilhete que dá direito a almoço, custa 30 euros (passeio + almoço completo), mas o barco precisa ter lotação de pelo menos 25 pessoas.

Leia o post completo: Cruzeiro pelo Rio Douro

A Ponte D.Maria Pina

A Ponte D.Maria Pina

Um dos barcos que fazem o passeio pelo Douro

Um dos barcos que fazem o passeio pelo Douro

Eu não sou muito a favor de fazer passeios tipo city-tour, nem todas as cidades vale a pena, mas no Porto é bacana. Essa é a minha sugestão para a tarde, compre um bilhete da Yellow Bus para faça o passeio da Rota Porto dos Castelos.

Os ônibus partem da Praça da Liberdade (Avenida Aliados) bem no centrão do Porto, onde os bilhetes podem ser comprados em um quiosque. O bilhete para uma das linhas custa €12,00, os ônibus rodam das 10h da manhã até as 17h. O ônibus vai até Matosinhos.

Castelo do Queijo

Castelo do Queijo

Norte do Porto

Norte do Porto

Visite o Castelo do Queijo e a Igreja de Matosinhos, no fim da linha. Na volta, desça na parada da Torre dos Clérigos, atravesse a Praça de Lisboa e visite a lindíssima Igreja do Carmo, uma construção barroco/rococó de 1768 revestida parcialmente de azulejos azuis e branco. A igreja fica no cruzamento da Praça de Carlos Alberto e a Rua do Carmo.

Igreja do Carmo

Igreja do Carmo

Em frente a igreja ficam as melhores docerias da cidade, vale comer os pastéis de nata, travesseiro de napoleão e o pastel de são bento. Ali perto fica um restaurante que eu amo, a Tasquina, um ótimo lugar para almoço ou jantar. Ela fica na mesma calçada dessas docerias, foi lá que eu comi um dos melhores pratos de bacalhau da viagem.


Compre aqui seus passeios no Porto



Mais posts sobre o Porto


Como é passar pela imigração no Porto
Como usar o metrô do Porto
Onde comer no Porto
Guia do Porto


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.