O que fazer no Porto em Portugal em um roteiro de 2 dias

O que fazer no Porto

Andar pelas ruas do Porto é uma viagem no tempo. A segunda maior cidade de Portugal preserva seu passado medieval e brinda o futuro com uma moderna rede de metrô, um aeroporto de dar inveja, internet grátis em boa parte da cidade ao lado de casarões, bondes e construções mais antigas que o descobrimento do Brasil.

Quando eu cheguei na cidade, vindo de um vôo direto de São Paulo, pela TAP Portugal (todas as terças e sábados), confesso que fiquei surpreso com a beleza do lugar e hospitalidade das pessoas.

Tirando uma experiência um pouco traumática na imigração no Aeroporto Sá Carneiro, como eu contei em um post aqui no blog, a cidade me conquistou e definitivamente eu voltaria mais e mais vezes.

Apesar de ser a segunda maior cidade do país, o Porto é bem pequena, dá para fazer quase todos os passeios a pé e dá para ver tudo em 2 dias cheios.

Praça da Liberdade

Praça da Liberdade

A melhor maneira de aproveitar a cidade é caminhando, comece pela Praça da Liberdade. Um amplo espaço rodeada de prédios antigos com arquitetura renascentista, diferente do centro antigo, que fica algumas ruas abaixo com seus casarões com a fachada tomada por autênticos azulejos portugueses.

No entorno da praça há uma infinidade de bons restaurantes e cafés. Também é dali que saem os ônibus que cortam a cidade e os City Tours. Comece seu dia tomando um belo café da manhã no Café Guarani e daqui começa o nosso roteiro no Porto.


O que fazer no Porto em 2 dias


Dia 1

Comece o dia passeando pela região central da cidade, suba a Rua dos Clérigos e encontre a Igreja e Torre dos Clérigos, é parada obrigatória no Porto. Visite a igreja e aproveite as primeiras horas da manhã para subir na torre, lá de cima a gente tem uma das melhores vistas da cidade. É alto, tem que ter disposição mas a vista recompensa.

Torre dos Clérigos

O que fazer no Porto: Torre dos Clérigos

A vista da Torre dos Clérigos

A vista da Torre dos Clérigos

Pertinho da Torre fica a Livraria Lello, que inspirou a escritora J.K.Rowling a criar alguns cenários do primeiro livro de Harry Potter. Se conseguir chegar cedo, melhor ainda, pois o lugar fica bem cheio e estamos falando de uma livraria pequena.

Ali do lado fica o tradicional Mercado do Bolhão e o lado o Edifício da BolsaNessa mesma região do Porto ficam inúmeras vielas, com seus sobradinhos bem típicos com suas roupas estendidas nas varandas pelos moradores.

Uma curiosidade interessante, é que Portugal já sofreu um forte terremoto, Lisboa foi destruída, mas o Porto continuou intacto, por isso tudo é tão antigo e preservado.

Centro antigo: casarões, roupas nas janelas e olhares curiosos

Centro antigo: casarões, roupas nas janelas e olhares curiosos

Entre uma ruela e outra a gente encontra mirantes onde temos vistas incríveis do Rio D’Ouro. Siga pelas ruelas descendo até a margem do rio no Cais da Ribeira, o principal ponto turístico da cidade. De lá temos uma vista sensacional da Ponte Luis I. Aqui vale explorar cada cantinho do cais e almoçar em um dos muitos restaurantes

Peça um Bacalhau com Natas ou o tradicional Bacalhau Gomes de Sá. Para acompanhar, uma cerveja Sagres para o dia e um Vinho do Porto para a noite, já que como o teor alcoólico é bem forte, pode dar uma leve indisposição para o passeio ao longo da tarde.

Onde comer no Porto

Bacalhau dos deuses

Pela tarde a dica é voltar para a parte alta da cidade e visitar a Catedral da Sé, uma igreja lindíssima e atrás dela tem um pátio com uma ótima vista da cidade. Ali fica também a Torre Medieval do Porto. Em seguida atravesse a ponte Pedro I pela parte superior em direção a cidade de Vila Nova de Gaia. Lá de cima, a gente tem a melhor vista da cidade.

Ponte D.Luís I

Ponte D.Luís I

porto4

Cais da Ribeira

porto5

Porto visto de Gaia

Desça até a margem do rio pelo Teleférico de Gaia. Guarde o ingresso, pois algumas caves do vinho do porto que ficam em Gaia oferecem degustação grátis ou desconto para quem fez o passeio do teleférico.

Em Gaia, vale o passeio na margem do rio e uma visita às caves. A Sandeman, Ramos Pinto, Ferreira e Taylor’s tem ótimos menus de degustação e tour pelas salas dos barris.

Teleférico de Gaia

Teleférico de Gaia

Você vai aprender a diferenciar um rubi de um tawny e aprender que o que faz o vinho do porto tão especial é o solo xistoso onde as uvas são produzidas e a combinação de vários tipos delas para produzir a bebida.

Já no fim da tarde, atravesse a ponte Pedro I pela passarela inferior. De volta ao Cais da Ribeira, é um ótimo lugar para jantar e apreciar um vinho do porto para fechar o dia. A noite o clima no cais é outro.


Dia 2


Comece o dia descendo novamente até o Cais da Ribeira e faça o Tour das 7 Pontes, é um passeio de barco pelo Rio D’Ouro que dura em média 1h-1h30, o barco sobe o rio passando pelas 7 pontes históricas da cidade e na volta ele segue até a foz do rio, onde o D’ouro encontra o Oceano Atlântico.

A gente consegue ter uma visão completamente diferente da cidade. Se estiver muito frio, os barcos tem uma área fechada e alguns servem bebidas quentes. O ingresso custa de 10 a 12 euros, dependendo da operadora, eu recomendo a Porto Douro que tem um serviço melhor.

Minha sugestão é comprar o bilhete que dá direito a almoço, custa 30 euros (passeio + almoço completo), mas o barco precisa ter lotação de pelo menos 25 pessoas.

Leia o post completo: Cruzeiro pelo Rio Douro

A Ponte D.Maria Pina

A Ponte D.Maria Pina

Um dos barcos que fazem o passeio pelo Douro

Um dos barcos que fazem o passeio pelo Douro

Eu não sou muito a favor de fazer passeios tipo city-tour, nem todas as cidades vale a pena, mas no Porto é bacana. Essa é a minha sugestão para a tarde, compre um bilhete da Yellow Bus para faça o passeio da Rota Porto dos Castelos.

Os ônibus partem da Praça da Liberdade (Avenida Aliados) bem no centrão do Porto, onde os bilhetes podem ser comprados em um quiosque. O bilhete para uma das linhas custa €12,00, os ônibus rodam das 10h da manhã até as 17h. O ônibus vai até Matosinhos.

Castelo do Queijo

Castelo do Queijo

Norte do Porto

Norte do Porto

Visite o Castelo do Queijo e a Igreja de Matosinhos, no fim da linha. Na volta, desça na parada da Torre dos Clérigos, atravesse a Praça de Lisboa e visite a lindíssima Igreja do Carmo, uma construção barroco/rococó de 1768 revestida parcialmente de azulejos azuis e branco. A igreja fica no cruzamento da Praça de Carlos Alberto e a Rua do Carmo.

Igreja do Carmo

Igreja do Carmo

Em frente a igreja ficam as melhores docerias da cidade, vale comer os pastéis de nata, travesseiro de napoleão e o pastel de são bento. Ali perto fica um restaurante que eu amo, a Tasquina, um ótimo lugar para almoço ou jantar. Ela fica na mesma calçada dessas docerias, foi lá que eu comi um dos melhores pratos de bacalhau da viagem.


Mais posts sobre o Porto


Como é passar pela imigração no Porto
Como usar o metrô do Porto
Onde comer no Porto
Guia do Porto


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar