Como chegar na Ilha do Marajó saindo de Belém do Pará

Como chegar na Ilha do Marajó

Se você planeja visitar Belém, a linda capital paraense, recomendo colocar a Ilha do Marajó em seu roteiro. Quando eu visitei Belém, fiz uma viagem de bate-volta até a ilha. Neste post eu mostro como chegar na Ilha do Marajó saindo de Belém.

***

Primeiramente, vamos entender que ilha do Marajó é gigante. Com uma área de aproximadamente 40.100 km², a Ilha do Marajó é a maior ilha costeira do Brasil. Natural ficar em dúvida sobre para onde ir na ilha. Portanto, eu escolhi Soure, a pequena cidade localizada na Baía do Marajó, no encontro com o Oceano Atlântico.

Neste post de como chegar na Ilha do Marajó, eu explico como chegar em Soure, que foi a cidade que eu escolhi. Entretanto, as dicas valem para a maioria dos destinos na Ilha do Marajó.

Leia mais:
O que fazer em Belém (roteiro de 4 dias)
Mercado Ver-o-peso
Passeios de barco em Belém do Pará
Bate-volta de Belém a Ilha do Marajó e Praia do Pesqueiro


Como chegar na Ilha do Marajó


Os barcos saem do Terminal Hidroviário de Belém, localizado pertinho da Estação das Docas. Existem dois serviços que ligam Belém a Soure, os barcos de linha e as lanchas rápidas.

Os barcos de linha são aqueles enormes barcos de madeira muito comuns na região amazônica. Esta é a alternativa mais barata para chegar na Ilha do Marajó. A passagem custa R$20 o trecho, contudo, a viagem é mais lenta e leva cerca de 3h30 de Belém até Soure.

Como chegar na Ilha do Marajó
Barco de linha

Já as lanchas rápidas fazem a viagem em 2 horas e a passagem custa R$50 o trecho. Para quem tem pouco tempo, especialmente para quem optar por fazer a viagem de bate-volta, a lancha rápida é a melhor opção.

A lancha da empresa Tapajós é na verdade um catamarã e conta com ar condicionado, poltronas espaçosas,TV e até internet wi-fi. Me lembrou bastante os barcos que fazem algumas rotas lá na Ásia, uma ótima surpresa.

Como chegar na Ilha do Marajó
Lancha rápida

A passagem pode ser comprada direto no Terminal Hidroviário de Belém, eu comprei com dois dias de antecedência. Mas muita gente compra pouco antes do embarque. Como eu não quis arriscar, preferi comprar com antecedência já que é apenas um horário no período da manhã.

Os horário de todos os barcos podem ser consultados neste link.


Embarque e viagem até a Ilha do Marajó


O Terminal Hidroviário de Belém tem uma boa estrutura, com uma ampla sala de embarque com ar condicionado e algumas comodidades, de uma forma geral, eu achei um serviço bem organizado.

Na hora do embarque, o anúncio é feito pelo sistema de autofalantes. A embarcação partiu com 10 minutos de atraso. A primeira hora da viagem foi ótima e super tranquila, contudo, quando chegamos a um trecho onde o rio se encontra com o mar a coisa ficou feia.

Como chegar na Ilha do Marajó
Travessia

A lancha pulava nas ondas ao ponto em que quase todo mundo a bordo começou a passar mal. Não fosse um Dramin que eu achei perdido na minha mochila, eu teria morrido de tanto passar mal naquele barco. E aqui á fica uma dica, quem tem labirintite ou enjoa facilmente, todavia é um passeio a ser considerado. Há quem diga que no período da tarde a viagem tende a ser menos agitada e de fato, a volta no fim da tarde foi bem mais tranquila.

Como chegar na Ilha do Marajó
Píer em Soure

Quando chegamos em Soure foi um verdadeiro alívio, mas confesso que a beleza do lugar me faria enfrentar essas ondas e todo o enjoo de novo.

Como chegar na Ilha do Marajó
Praia do Pesqueiro em Soure

Considerações


Eu amei conhecer a Ilha do Marajó, a viagem que eu fiz foi um bate-volta. Eu saí de Belém pela manhã e voltei a tarde. Contudo foram poucas horas na Ilha do Marajó, portanto, eu recomendo ficar pelo menos uma noite na ilha para aproveitar melhor o lugar.

Recomendo ficar na Pousada O Canto do Francês, a pousada é linda, super confortável e fica em um lugar muito lindo da Ilha do Marajó. Certamente vai agradar.

***


Onde ficar em Belém (dicas de hospedagem)
Como chegar na Ilha do Marajó


O que fazer em Belém do Pará
O que fazer na Ilha do Marajó
Como é a visita ao mercado Ver-o-peso em Belém
Passeios de barco em Belém do Pará
Bate-volta de Belém a Ilha do Marajó e Praia do Pesqueir










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.