Chegando em Seul: visto, imigração e transporte para a cidade

Chegando em Seul

Se você está planejando visitar a Coréia do Sul e vai chegar via Seul, esse post com dicas para quem estiver chegando em Seul vai te ajudar muito. Eu encontrei posts parecidos e escritos por outros blogueiros, mas desde setembro de 2018, a regra para brasileiros entrarem na Coréia do Sul mudou um pouco. Mas calma que é coisa simples.

Primeiro, você precisa entender que Seul tem dois grandes aeroportos: Incheon e Gimpo. Ambos recebem voos internacionais, porém, o Incheon é o mais movimentado e as chances de você chegar por lá são maiores.

Incheon tem dois terminais, o Terminal 1 onde operam a maioria das empresas e o Terminal 2, que é o terminal da Korean Air e parceiras Skyteam, como a Delta, Air France e KLM.

Leia mais:
Dicas gerais para visitar a Coréia do Sul
Onde ficar em Seul, dicas de hospedagem
O que fazer em Seul
Como conseguir o visto coreano para trabalho ou estudo

Chegando em Seul: Aeroporto de Incheon

Para ir de um terminal para o outro é preciso pegar um transfer, que pode ser ônibus ou trem. Não existe uma conexão direta entre eles, tenha isso em mente caso você esteja em conexão. Também é bem comum quem está em conexão chegar pelo Incheon e pegar um outro voo no Gimpo, o metrô que vai até Seul faz a conexão entre os dois aeroportos. Tenha isso em mente também pois o tempo de trânsito entre eles é de uns 30 minutos.

Atenção: O Seguro viagem é obrigatório para viajar para a Coréia do Sul. Faça seu seguro viagem aqui com desconto.


Chegando em Seul


Saí do avião, o que eu faço agora?

A primeira coisa ao desembarcar é procurar o balcão de quarentena. Desde setembro de 2018, brasileiros que estiveram nos últimos 6 dias no Brasil precisam se identificar no balcão de quarentena. O que eles fazem é medir a sua temperatura, você vai preencher um formulário e atenção: eles podem pedir a carteirinha de certificado de vacinação contra a febre amarela, aquela que é emitida pela Anvisa e que é exigida em vários países (saiba como emitir a sua aqui). Na dúvida, é melhor ter este documento, ok?

No meu caso, eu procurei o balcão só por via das dúvidas, como eu estava morando na Tailândia nos últimos 5 meses, eu pude passar direto.

Quem chegar no balcão de imigração sem passar pela quarentena pode receber uma multa de até 10.000 Wons. Mas isso não é algo somente para brasileiros, ok? São diversos países que foram incluídos nesse procedimento.

Como é passar pela imigração em Seul

Depois você vai para a imigração, mas antes, você precisa preencher dois formulários. No meu caso, eles já foram entregues pela tripulação da Korean Air, a companhia que eu voei de Bangkok até Seul. Mas no setor de imigração existem alguns balcões onde estes formulários ficam disponíveis. São esses ao lado.

Chegando em Seul: os formulários

O “Arrival Card” vai ficar com o pessoal de imigração e o “Traveler Declaration Form” vai ficar com o pessoal da alfândega.

No balcão de imigração não me perguntaram nada, colheram as digitais, tiraram uma foto e já emitiram o papel do visto. O bacana é que quando o passaporte é lido pelo sistema da imigração, a máquina que tira a foto e colhe as digitais “fala” no idioma do passageiro. Ou seja, falaram em português, achei muito bacaninha. A boa notícia é que cidadãos brasileiros com passaporte válido por no mínimo 6 meses não precisam de visto para entrar na Coréia do Sul para uma permanência de até 3 meses.

Veja aqui como obter o visto da Coréia do Sul para mais de 90 dias, ou visto de trabalho, residência ou estudos.

O passaporte não é carimbado, eles entregam um papel com o visto. Não perca esse papel pois ele é o seu visto, eles recomendam que seja colado em uma das folhas do passaporte.

Depois eu fui retirar a mala que havia despachado, passei direto pela alfândega sem o menor problema e já saí da área pública do Terminal 2 do Aeroporto Incheon em Seul.

Como ir do aeroporto de Seul até a cidade

Tanto o Aeroporto Incheon, quanto o Gimpo são conectados com Seul pelo metrô da cidade. Porém, o Incheon tem um serviço expresso, sem paradas, em trens mais confortáveis e com lugar para as malas.

Depois que você sair na área aberta do aeroporto, basta procurar pelas placas indicando “Airport Railroad“. O aeroporto é muito bem sinalizado, não dá para se perder.

Chegando em Seul: siga as placas
Caminho para a estação do trem

Quando eu cheguei em Seul, eu fui para a cidade no trem expresso (Express Train) e a viagem durou 50 minutos e custou 9.000 Wons. Na volta eu fiz a viagem com o metrô normal e o trajeto foi feito em 1h20 minutos e custou 5.000 Wons. Sim, amigos, o aeroporto de Seul é muito longe e por conta disso, eu recomendo usar o metrô ou o trem, pois o táxi custa uma fortuna.

Os bilhetes podem ser comprados nos balcões ou nas máquinas e o processo é muito simples. Todas as máquinas tem versão em inglês.

Chegando em Seul: máquinas que vendem os bilhetes

Depois é só procurar a plataforma correspondente, de um lado ficam as catracas para o trem expresso e do outro as catracas para o metrô normal. Importante dizer que é preciso passar o bilhete na catraca ao entrar e sair das estações.

Plataforma do trem expresso

Ambos os trens seguem até a Seoul Station, a estação central da cidade e que é conectada com a rede de metrôs de Seul. Em ambos os sistemas você consegue comprar o bilhete até a sua estação final, incluindo a conexão na Seul Station e nas outras linhas. Para isso, basta digitar o nome da estação de destino nas máquinas, ou selecionar pelo mapa que aparece nas telas.

Vagão da linha regular que vai até o aeroporto
Olha que fofo o assento preferencial
É a mesma linha que passa pelo Aeroporto Gimpo e também pelos dois terminais do Incheon

Mais informações no site da empresa administradora dos trens: https://www.arex.or.kr

Depois é só aproveitar a viagem e curtir Seul, uma cidade que eu amei muito visitar e certamente voltaria mais vezes.

***


Confira o nosso post com todas as dicas de hospedagem em Seul. O Vou na Janela é parceiro do Booking.com e reservando um hotel aqui, você ajuda a manter o blog e não paga nada a mais por isso. =)

Eu fiquei no Loisir Hotel Seoul Myeongdong, era perto de tudo e tinha um quarto com tamanho bom para os padrões locais. Além de ser tudo bem confortável, com uma ótima cama, ar condicionado e aquecedor. Achei bacana que o piso era aquecido, o que foi sensacional pois fazia -9 graus quando eu estive em Seul.

Um amigo meu estava no Hotel MIDO Myeongdong, um hotel menor mas com uma localização perfeita. Eu fui no MIDO e achei o hotel limpo, bem organizado e o dono era muito simpático.

Em Gangnam e recomendo o Hotel La Casa, que como diz o nome, tem um conceito de casa. Um ambiente menos impessoal, menos com cara de hotel, tudo lindo.

Outra região muito procurada é Mapo-Gu, é a área com mais hotéis em Seul e não fica distante dos principais palácios da cidade, também pode ser uma boa opção de hospedagem. Veja a lista de hotéis em Mapo-Gu aqui

Por fim, Itaewon é uma das áreas mais bacanas de Seul, talvez o bairro mais “internacional” da cidade, pela enorme quantidade de bares e restaurantes de culinária mundial. Bateu uma saudade da comida brasileira? Lá você encontra. Veja a lista de hotéis em Itaewon aqui


Dicas gerais para visitar a Coréia do Sul
Chegando em Seul: visto, imigração e transporte
Veja aqui como obter o visto para mais de 90 dias
Onde ficar em Seul, dicas de hospedagem
Como usar o metrô de Seul
Dica de chip de celular na Coréia do Sul


O que fazer em Seul
Como visitar os palácios reais de Seul
Como visitar a fronteira entre as Coréias










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

15 Comentários

  • Responder setembro 6, 2020

    Julia

    Oi tudo bem??
    Meu nome e Julia gostaria de saber se vocês mechem com passaporte???
    Mais eu gostaria de saber o preço ???

    • mm
      Responder setembro 6, 2020

      Fabricio Moura

      Oi Julia, tudo bem? Não fazemos esse tipo de serviço.

  • Responder setembro 26, 2020

    Tatiane iwata

    Oi gostaria de saber se vou precisar de visto.sou brasileira e Moro no japao ha 3 anos e por causa do corona não sei se ja estao liberando pra turismo e se precisa ficar de quarentena

    • mm
      Responder setembro 27, 2020

      Fabricio Moura

      Oi Tatiane, tudo bem? A Coréia do Sul está fechada para o turismo pelo menos até novembro com possibilidade desse prazo ser prorrogado.

  • Responder outubro 7, 2020

    Fernanda

    Oi tudo bem? Vi uma youtuber da Venezuela que morou mais de 90 dias na Coreia, saindo do país quando esse prazo acabava e voltando uns dias depois. Você sabe se isso é válido pra brasileiros? Sei de estrangeiros que fazem isso aqui na América Latina. Obrigada.

    • mm
      Responder outubro 7, 2020

      Fabricio Moura

      Sim, funciona (na Tailândia também), mas é uma loteria, pode dar certo ou não.

  • Responder janeiro 30, 2021

    jamila souza

    oii, td bem? me chamo Jamila e queria muito ir pra coreia com minha irmã mas…vamos ficar menos de 3 meses vou precisar do visto mesmo assim tipo vou ficar uns 10 a 15 dias

    • mm
      Responder janeiro 31, 2021

      Fabricio Moura

      Oi, tudo bem? Atualmente a Coréia do Sul está fechada, mas quando aberta, não precisamos de visto para este período.

    • Responder maio 6, 2021

      Daniel

      E se não sairmos dentro de 90 dias seremos presos??

      • mm
        Responder maio 19, 2021

        Fabricio Moura

        Preso não, mas serão deportados e não poderão voltar mais para a Coréia do Sul.

  • Responder março 24, 2022

    Eunice Marcondes dos Santos Leonardo

    Boa noite! Estou pretendendo ir para Seul em Setembro / 22. A minha pergunta é se tem como contratar guia de turismo lá em Seul que fala português ?

  • Responder abril 6, 2022

    Marlene Garzao

    Bom dia Fabricio!!! Me chamo Marlene sou brasileira, estou me programando de viajar para Seul, as froteiras já estão abertas para brasileiros, vce sabem me dizer quais são as exigencias para entrar em Seul?

    • mm
      Responder abril 22, 2022

      Fabricio Moura

      Oi Marlene, tudo bem? Eles estão promovendo a abertura gradual. Viagens a trabalho já são permitidas.

  • Responder abril 22, 2022

    Sara

    Olá, eles perguntam quanto de dinheiro está levando?

    • mm
      Responder abril 22, 2022

      Fabricio Moura

      Não costumam perguntar mas podem querer saber como você vai se bancar na cidade enquanto estiver lá.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.