Chegando em Kuala Lumpur: imigração e transporte

A cidade de Kuala Lumpur na Malásia foi uma das maiores surpresas que eu tive na minha viagem pela Ásia. Eu sabia que a cidade era moderninha, cheia de monotrilhos e prédios espelhados, mas foi além do que eu imaginava. A cordialidade do povo, a cidade limpa e muito bonita chamou realmente a minha atenção. Nesse post, vou dar dicas para quem estiver chegando em Kuala Lumpur.

É importante ficar atento pois a cidade tem dois aeroportos, um do lado do outro e com nomes bem semelhantes: KLIA e KLIA2. Muita calma nessa hora pois é muito fácil se confundir e ir parar no aeroporto errado.


Chegando em Kuala Lumpur pelo KLIA


O KLIA, Kuala Lumpur International Airport é o principal aeroporto da Malásia, é onde fica o hub da Malaysia Airlines e se você vem da Europa, Estados Unidos, África ou Oriente Médio, além de todos os voos operados pela Malaysia, é no KLIA que você vai chegar.

Como todos os grandes aeroportos, ele é enorme, mas muito simples de se encontrar. Ele tem um terminal principal com duas asas e um satélite que é acessado por  um trem que passa por baixo da taxi-way e sai da área central do terminal principal. A transferência de um terminal para o outro é rápida, demora menos de 5 minutos.

Chegando em Kuala Lumpur

Chegando em Kuala Lumpur


Chegando pelo KLIA2


O KLIA2, Kuala Lumpur International Airport 2, é o segundo aeroporto mais movimentado da Malásia, é nele que operam principalmente as low-cost, como a Air Asia que tem seu hub principal lá. Se você vem de algum país vizinho, ou voando de low-cost, é nesse aeroporto que irá desembarcar.


Imigração em Kuala Lumpur


O aeroporto de Kuala Lumpur é muito bem sinalizado, o acesso ao setor de imigração, restituição de bagagens e alfândega acontece um piso abaixo da área de desembarque. Na parte central do terminal principal ficam os acessos por escadas rolantes e elevadores.

Antes de chegar ao setor e imigração, a gente passa por uma área com várias casas de câmbio. Se quiser trocar dinheiro, é uma boa oportunidade. Os valores cobrados aqui são praticamente os mesmos do centro da cidade, a moeda da Malásia é o Ringgit.

Logo na frente ficam os balcões de imigração. É tudo muito organizado, tem uma série de balcões para cidadãos asiáticos, maláios e para o chamado “resto do mundo”, é lá que nós vamos.

Importante dizer que brasileiros não precisam de visto para entrar na Malásia, tão pouco o preenchimento de algum formulário. É só chegar no balcão e apresentar o passaporte. O oficial de imigração tira uma foto, no meu caso ele só fez uma brincadeira com a falta de espaço para o carimbos no passaporte e pronto. Nenhuma pergunta, não pediu nenhum documento.

Mas é bom estar prevenido sempre, antes de viajar eu falei com o Consulado da Malásia e eles me disseram que a gente precisa ter o passaporte com validade de no mínimo 6 meses após o término da viagem, passagem de volta, comprovante de hospedagem, comprovante de vacina contra febre amarela, o CIVP (leia mais aqui), além de dinheiro maláio e cartões de crédito internacional.

Depois de passar pela imigração, seguimos para a área de restituição de bagagens e alfândega, sem complicações e já deixamos a área fechada do aeroporto.


Como ir do aeroporto de Kuala Lumpur ao centro


O KLIA fica distante 55 quilômetros do centro de Kuala Lumpur e existem duas maneiras principais de ir do aeroporto ao centro: trem e ônibus.

Trem

O KLIA tem um serviço de trem rápido, o KLIA Ekspres que liga o aeroporto a KL Sentral (com S mesmo), que é a estação central de Kuala Lumpur, reunindo num mesmo lugar os serviços de trem, metrô, monotrilho e ônibus. É um grande hub que conecta a cidade inteira. A estação tem até uma área com balcões de checkin remoto da Malaysia Airlines, para quem quiser fazer o checkin e despachar as malas antes mesmo de chegar ao aeroporto.

A viagem pelo KLIA Ekspres dura menos de 30 minutos, o serviço é bem confortável, a passagem custa 55 Ringgit, o equivalente a uns 45 reais. Eu achei um pouco caro em comparação com o mesmo serviço em outros países.

Bilhete e interior do trem

Chegando em Kuala Lumpur: Bilhete e interior do trem

O trem sai do KLIA, para quem vem do KLIA2, tem um trem que liga os dois aeroportos e lá poderá embarcar no KLIA Ekspres.

Para achar a plataforma de embarque, basta seguir as placas indicativas e comprar o billhete no balcão da empresa ou nas máquinas de vendas.

Nota: Eu usei o serviço quando voltei da cidade para o aeroporto, recomendo caso tenha muita pressa.

Site: kliaekspres.com


Ônibus

Tanto KLIA, quanto o KLIA2 tem vários serviços de ônibus que ligam os terminais a KL Sentral e a outras partes de Kuala Lumpur e região metropolitana.

No KLIA, a estação rodoviária do aeroporto fica no subsolo, basta seguir as placas. É um lugar bem bagunçado e não lembra em nada a organização do aeroporto.

Balcão da empresa de ônibus e o bilhete

Chegando em Kuala Lumpur: Balcão da empresa de ônibus e o bilhete

Chegando lá, você vai ver vários balcões de vendas de passagens, a melhor opção é a Airport Coach e a passagem custa o equivalente a 8 reais, é realmente muito barato e a viagem até a KL Sentral dura 1 hora em média.

Ao lado dos balcões de vendas ficam as plataformas de embarque e desembarque, o problema é que cada ônibus de uma mesma empresa tem pinturas diferentes, não é padronizado como aqui no Brasil e alguns vem sem letreitro. Mas é só perguntar a um dos funcionários qual o seu ônibus e eles te indicam o veículo correto.

Os ônibus ultra coloridos são confortáveis, com um bom ar condicionado, que é fundamental para o calorão da Malásia. Caso você esteja indo para a KL Sentral, o desembarque é feito no subsolo da estação, de lá é simples se encontrar para pegar o metrô, trem ou monotrilho.

Busão ultracolorido

Chegando em Kuala Lumpur: Busão ultracolorido

Nota: Na ida do KLIA para o hotel eu fui de ônibus, mas optei por um taxi até o hotel, o que foi bem barato, menos de 15 reais e valeu a pena. Recomendo o ônibus caso você queira economizar um pouco e não tenha pressa para chegar ao seu hotel ou aeroporto.

Site: airportcoach.com.my

Leia mais:
Como é voar com a Malaysia Airlines pelo sudeste asiático
Todos os posts sobre a Malásia


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar