Como é a imigração em Londres Heathrow e dicas de transporte

imigração em Londres

Eu estive em Londres três vezes, sempre chegando pelo gigantesco Aeroporto de Heathrow e se você vai visitar a capital britânica, a chance de chegar por ele é bem grande. O aeroporto possui 5 terminais, eu já desembarquei no 1 e no 4 e em todos os casos, foram experiências diferentes. Passar pela imigração em Londres é sempre uma preocupação pois tem a fama de ser, ao lado da imigração espanhola, como uma das mais severas.


Como é passar pela imigração em Londres


Antes de conhecer o Reino Unido, eu tinha muito medo da imigração em Londres, seja pela fama de durões e pelo meu inglês que na época, que não era grande coisa. Na minha primeira viagem eu fui em um vôo direto do Rio pela TAM e desembarquei no Terminal 1 em uma véspera e Natal. Talvez, essa tenha sido a minha grande sorte.

O aeroporto estava abarrotado de gente e em condições assim, imaginamos que os oficiais da imigração não tenham muito tempo para longos interrogatórios. No balcão, um senhor muito simpático me recebeu e somente perguntou de onde eu vinha. Apenas isso! Carimbou meu passaporte e disse “Welcome to London”. Mal acreditei. Depois de tantas preocupações, foi só isso.

Na minha segunda viagem, foi um pouco diferente. Eu cheguei pelo Terminal 4, vindo da Holanda e no meu vôo praticamente só tinham europeus, na fila do passaporte dos demais passageiros só tinha eu. O oficial da imigração, muito simpático, ficou ali batendo papo, perguntando como era o Brasil e blá blá blá.

Mas no geral, foi muito tranquilo também. Dica fundamental: tenha sempre com você os a passagem de volta, reserva de hotel (ou carta convite), comprovante financeiro (dinheiro, cartões de crédito internacional e extrato com limite), comprovante de vinculo empregatício no Brasil e seguro viagem.

Já ouvi relatos de pessoas que tiveram problemas na imigração em Londres, acho que falando a verdade e tendo toda papelada na mão, não tem erro.


Como ir de Heathrow ao centro de Londres


Sabe a dificuldade que todo mundo enfrenta quando precisa se deslocar para algum aeroporto no Brasil? Poucas linhas de ônibus e a falta de metrô dificulta tudo, o jeito é apelar para o taxi ou carro particular. Esqueça isso, em Londres o que não faltam são opções para sair dos Aeroportos e chegar ao centro da cidade.

A primeira opção é o Heathrow Express, é a forma mais rápida de chegar até a estação Paddington. A viagem leva apenas 15 minutos. O trem tem até primeira classe, mas o preço é um pouco salgado. O trecho econômico custa £10 libras (R$47,98) e a primeira classe £29,50 (R$141,53). Site: www.heathrowexpress.com

Heathrow Express

Heathrow Express

O Heathrow Connect, ou trem parador, também vai até a estação Paddington, o preço é o mesmo da classe econômica do Heathrow Express e a viagem dura 30 minutos. O Connect só vale a pena se você for comprar ida e volta, assim fica mais barato que o Express. Site: www.heathrowconnect.com

O metrô, na minha opinião é a melhor opção. Heathrow tem três estações, atendidas pela Linha Azul Escura, a Piccadily Line e em Londres o metrô é um dos maiores do mundo e com toda certeza, seu hotel ficará perto e alguma estação do Tube. A passagem única custa ₤6 (R$28,79) da Zona 6 para a 1 (o metrô londrino é separado por zonas). Se você vai usar o metro muitas vezes, eu recomento comprar o Travelcard, com viagens ilimitadas e custa ₤17 (R$81,56) para viagens por 24h em todos os horários, ou ₤12 (R$ 57,57) fora dos horários de pico.  Site: www.tfl.gov.uk

Estação do Terminal 4. Heathrow tem 3 estações do metrô

Outra opção é o National Express, a linha de ônibus que vai do terminal rodoviário do aeroporto até a estação Victoria Couch. A passagem custa ₤6 (R$28,79), e dependendo do trânsito, pode demorar até 1h30 a viagem. Não é a melhor opção.

Os bihetes para o trem e metrô podem ser comprados nessas máquinas. Com dinheiro ou cartão de crédito.

Os bihetes para o trem e metrô podem ser comprados nessas máquinas. Com dinheiro ou cartão de crédito.

O Taxi é mais uma forma de deixar o aeroporto, mas o preço é salgado. ₤70,00 (R$ 335,83) e sempre com filas enormes nos pontos de taxi.

Mas dependendo do horário que você chegar a Londres, a única opção vai ser o Ônibus Noturno, pois os serviços de trem e metrô não funcionam por 24hrs e caso não queira pagar uma fortuna de taxi, essa é a sua opção. O preço é bonzinho, ₤2,30 (R$ 11,03) e pelo horário, demora aproximadamente 1 hora do aeroporto até seu destino final na Trafalgar Square, também no centro de Londres. O serviço funciona da meia noite até as 5:30 da manhã, que é quando os serviços de trem e metrô entram em funcionamento.

E por último o transfer que a maioria das agências de viagens oferece, o preço varia, a Tam Viagens por exemplo me cobrou mais de R$500,00. Um absurdo não é mesmo?

Sem drama, opções não faltam e para todos os bolsos.

Leia mais
Dicas para passar pela imigração na Europa sem medo


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

5 Comentários

  • Responder dezembro 5, 2015

    MUCIO BRETAS

    tambem passei maior aperto neste aeroporto.

  • Responder dezembro 8, 2016

    Robson Santos

    Metrô, compra comprar o Oyster, mesmo que fique 2 dias. As paisagens costumam ficar menos de 2£.

    Comprar avulso, do aeroporto zona 6 ao hotel que fiquei na zona 2, custa quase 12£. O oyster custa 5 £. Portanto vale a pena adquirir o Oyster.

    Oyster é tipo o bilhete único. Vc faz uma recarga e vai usando. Fiquei 3 dias, recarreguei 20£ e ainda sobrou 5£. Desci uns 500m metros no metrô para o hotel. Pode-se usar Oyster também nos ônibus e trens.

  • Responder abril 25, 2017

    Paulo Ricardo Soares dos Santos

    Eu fui pra Londres em março de 2015, e até foi a melhor e mais importante viagem da minha vida! Foi a minha primeira vez na Europa, e fui sozinho e de mochileiro! Incrível!
    Quando pousei no aeroporto de Heathrow já fiquei fascinado, mas ao mesmo tempo ansioso e com grande frio na barriga pela imigração, e mesmo muito cansado (Umas 20 horas de voo no total, fazendo escala em Lomé no Togo, e conexão em Addis Ababa na Etiópia), estava disposto a enfrentar a famosa imigração nesse aeroporto. Fiquei uns quase 10 minutos respondendo perguntas (em inglês), coisas do tipo “Está a passeio?” “Porque Londres, o que viu que gostou daqui”? coisas assim, não me lembro exatamente, mas foram várias perguntas, e teve uma pergunta que ele fez umas três vezes (acho que pra ver se eu responderia igual). No fim, mostrando todos os documentos (passagem de volta, comprovante de hospedagem do hostel que ficaria, seguro saúde internacional, uma carta do trabalho que estava de férias e que tinha vínculo com o Brasil, um extrato da conta que tinha um dinheirinho pra me virar os 5 dias e parte do dinheiro (Libras) em espécie. Quando ele carimbou meu meu passaporte e disse “Ok” parece que um peso saiu das minhas costas, e eu explodia de felicidade rs. Foram 5 dias incríveis que guardo com muita saudade na memória e revendo fotos e videos.

    • mm
      Responder abril 26, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Paulo, a imigração foi bem chatinha com você, heim?! Eu tive muita sorte na primeira vez. Mas quando a gente passa adiante com o carimba é como tirar dois elefantes das costas hahahha.

  • Responder abril 25, 2017

    Paulo Ricardo Soares dos Santos

    Até hoje, foi a melhor e mais importante viagem da minha vida!!

Deixe uma resposta