Teatro Amazonas: uma viagem ao Brasil do ciclo da borracha

Teatro Amazonas

Ele é o principal cartão postal de Manaus e seu mais importante edifício histórico. Parada obrigatória para quem vai visitar a cidade, o Teatro Amazonas fica na localizado no Largo São Sebastião, centro da cidade.

A história dele começou em 1881, quando o Manaus vivia o auge do Ciclo da Borracha, vivendo da riqueza gerada pelo látex das seringueiras, se tornando uma das cidades mais prósperas do Brasil, chegando a ganhar o título de a “Paris dos Trópicos”. Por tanto, nada mais justo que essa cidade a frente de boa parte do país, tivesse um imponente teatro.

Fachada do Teatro Amazonas

Fachada do Teatro Amazonas

O projeto arquitetônico do Teatro Amazonas ficou a cargo do Gabinete Português de Engenharia e Architetura de Lisboa e as obras seguiam de forma bem lenta até que o novo governado, Eduardo Ribeiro ajudou a dar vida ao teatro.

A cúpula do prédio, foi inspirado nos clássicos edifícios parisienses e no caso do Teatro Amazonas, tinha a função de ajudar na circulação de ar, era como um grande ar condicionado que captava os ventos e direcionava para dentro da grande sala. Por conta dessa influência francesa, a cúpula tem as cores da bandeira do Brasil e da França desde a sua inauguração.

Detalhe da cúpula

Detalhe da cúpula

De lá pra cá, o Teatro já passou por várias reformas. Cadeiras foram trocadas, pois as originais não resistiram ao tempo, iluminação melhorada e o fundamental para o clima amazonense, um potente ar condicionado em todo o prédio.

O teatro já teve outras cores, o original era em um tom de rosa um pouco mais fraco que o atual, já foi azul na época da ditadura militar, cinza e em1989 voltou a ser rosa.

Um dos terraços do teatro

Um dos terraços do teatro

O teatro tem 691 lugares, já teve 700, mas alguns lugares foram desativados ou deram espaço para o sistema de iluminação e som. Tem uma platéia e três andares de camarotes. Na época da inauguração, quanto mais alto se sentava, mais alta era a posição na sociedade. Hoje as posições se inverteram e os ingressos mais baratos são os dos últimos andares.

Visita guiada

Se o teatro já é belo por fora, pode dentro ele é extraordinário. A visita guiada acontece a cada meia hora de segunda à sábado das 9h às 16h e custa R$20,00 a inteira, para quem reside na cidade, a entrada custa apenas R$5,00 a inteira.

Detalhe do teto

Detalhe do teto

A visita começa pela platéia, quando eu fiz a visita a Orquestra Amazonas Filarmônica estava ensaiado para o concerto daquela noite. A primeira vista o lugar impressiona pelo luxo, veludo vermelho para todos os lados, colunas cheias de detalhes, máscaras, bustos em homenagem aos grande mestres como Carlos Gomes, Mozart, Verdi, Chopin e outros.

Camarotes

Camarotes

O teto abobadado tem um lustre fabricado em Paris nos anos de 1800 e quatro telas enormes pintadas em Paris pela Casa Carpezot, que se unem homenageando a música, dança, tragédia. Além disso, a pintura retrata a Torre Eiffel vista de baixo, é sensacional.

Lustre

Lustre

Cadeiras da platéia

Cadeiras da platéia

O tour segue pelo segundo andar, onde visitamos uma exposição com roupas usadas em alguns espetáculos de ópera no teatro, também visitamos o salão nobre todo em estilo barroco e a única parte do teatro que se mantém exatamente como na época da inauguração.

Era nessa sala em que os as pessoas da alta sociedade amazonense socializavam entre os intervalos das apresentações, no teto tem uma pintura linda chamada “A Glorificação das Bellas Artes na Amazônia”, de 1899, de Domênico de Angelis e com muitos detalhes em ouro.

Salão nobre

Salão nobre

Uma curiosidade interessante desse salão, são as “cuspideiras”, recipientes de porcelana que eram usadas para armazenar os cuspes dos ricaços. Sim, isso mesmo! Os caras mascavam tabaco e cuspiam o tempo inteiro.

Detalhe do teto

Detalhe do teto

Piso

Piso

Outro detalhe lindo é o piso, todo em marchetaria com diferentes tipos de madeira da amazônia, recortados e encaixados de forma perfeita sem pregos, cola ou concreto. Um trabalho impecável dos artesãos da época.

A visita segue pelo segundo andar, entramos nos camarotes e a vista do palco é ainda mais bonita, nesse andar mais uma pequena e interessante exposição com antigos instrumentos musicais.

Vista de cima

Vista de cima

Escadas originais

Escadas originais

No último andar podemos ver algumas das cadeiras originais da época da inauguração. Elas eram feitas de madeira com o assento e encosto feitos com palha da índia para ajudar na circulação do ar, mas elas não resistiram ao clima quente e úmido do amazonas e hoje estão só em exposição.

Visitamos mais um camarote e a vista lá de cima é realmente incrível, por fim, fomos a um antigo camarim. Todo ornamentado como na época de inauguração do Teatro Amazonas, até com maquiagem, perucas e vestidos.

Antigo camarim

Antigo camarim

Concerto no Teatro Amazonas

Durante a visita eu fiquei sabendo que naquele dia a noite teria uma apresentação da Sinfonia n.° 9 de Beethoven com coral apresentado pela Orquestra Amazonas Filarmônica. Programa imperdível depois de uma visita como essas.

Comprei o ingresso na bilheteria do teatro, foi super barato. A platéia custa R$40,00, os camarotes do primeiro andar custam R$30,00, o segundo andar R$20,00 e o último andar custa apenas R$10,00 a inteira. Cada camarote tem 5 cadeiras, duas na frente e três atrás, por conta disso, é legal chegar com 1 hora de antecedência para conseguir pegar um lugar na frente. As cadeiras da platéia são numeradas, então não faz diferença chegar mais cedo.

O concerto

O concerto

Eu queria ver de cima, então comprei um lugar no camarote do segundo anel, por conta disso preferi chegar uns 40 minutos antes e já tinha fila. O teatro ficou absolutamente lotado e a grande maioria do público eram moradores de Manaus.

O espetáculo estava marcado para às 20h e começou com um pouco de atraso. A acústica da sala de espetáculos é sensacional, tanto os músicos como o coral não usam microfones e o som se espalha com força por todo teatro.

O concerto durou 1h20 minutos e não teve intervalo, nem preciso dizer como foi lindo e especial, basta dar uma olhada no vídeo abaixo do momento máximo do espetáculo.

A visita ao Teatro Amazonas só está completa com um concerto e toda semana tem espetáculos, na semana em que eu estive em Manaus, tinham concertos na quinta, sexta e no sábado. Basta se informar na bilheteria ou com os guias sobre a agenda de espetáculos e nunca se esqueça de comprar os ingressos com antecedência, nunca deixe para comprar na hora. No sábado a entrada é gratuita e as filas começam a se formar até duas horas antes do início dos concertos.

Leia também:
5 coisas que você precisa saber antes de visitar Manaus
As cores de Manaus
Todos os posts sobre o Amazonas


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

1 Comentário

  • Responder fevereiro 28, 2016

    MUCIO BRETAS

    Realmente pelas fotos o teatro é lindo, parabéns pelo post.

Deixe uma resposta