Guia completo: Tudo sobre Santiago do Chile

Quando eu desembarquei no Chile pela primeira vez no final do ano passado, um funcionário do aeroporto de Santiago meu deu as boas vindas dessa forma: “Bienvenido a Chile lindo”. A cordialidade da chegada e o adjetivo junto ao nome do país não eram uma simples casualidade. Os chilenos amam seu país e amam receber bem, e assim, já na chegada, o Chile Lindo encanta. Santiago é daquelas cidades que conservam o passado e miram no futuro. Emoldurada pela colossal Cordilheira dos Andes, é certamente um dos lugares mais belos desse cone sul. Para facilitar a sua vida, escrevi esse guia com tudo sobre Santiago do Chile. Bienvenido!


Chegando a Santiago: aeroporto, imigração e transfer


Se você vem do Brasil por via aérea, vai desembarcar no Aeroporto Comodoro Arturo Merino Benítez e logicamente você passará pelo setor de controle de passaportes e aduana, como em qualquer lugar do mundo. Mas no Chile as coisas são um pouco mais burocráticas do que estamos acostumados. Mas não se assuste! Aqui nesse post eu explico como tudo funciona

Leia também:

Como é voar Latam Airlines do Brasil ao Chile
Como é voar com a Sky Airline para Santiago do Chile
Como é voar para Santiago nos novos Boeings 787 da LAN?


Como se locomover?


O melhor jeito de andar por Santiago é usando o bom e velho metro. A rede deles possui 5 linhas que cobrem boa parte da cidade. Todos os pontos turísticos estão cobertos pela rede metroviária e para usar não tem segredo, é tão simples como o metro de São Paulo e bem menos cheio do o nossoi. As tarifas variam de acordo com o  horário, podendo ir de 590 pesos em horários alternativos a até 700 pesos em horários de pico. Mais informações aqui.

Metrô de Santiago

Metrô de Santiago

Outra maneira, que não recomendo, é usando os ônibus. Sempre lentos e abarrotados de gente. Você provavelmente você estará de férias, não precisa passar apertos e o metrô vai te atender muito bem.

O taxi é uma boa opção, os preços são razoáveis e é a única saída quando o metrô encerra suas atividades por volta da meia noite e os ônibus se tornam raridade nas ruas.


O que fazer em Santiago?


O que fazer em Santiago

O que fazer em Santiago

Preparamos um top 10 com o que fazer em Santiago, com lugares que você não pode deixar de visitar + algumas dicas como bônus. Não deixe de conferir!

Veja também

 

Cerro San Cristóbal

O Cerro San Cristóbal é mais um lugar incrível para ver Santiago de cima, um passeio imperdível.

 

Sky Costanera

Como é a visita ao Sky Costanera, o prédio mais alto da América do Sul e mais nova atração turística de Santiago.

 

Parque Quinta Normal e seus museus

Como é a visita e como chegar ao parque e os lindos museus de História Natural e Museu Ferroviário.

 

Valle Nevado

Destino imperdível durante o inverno, Valle Nevado no Chile vem atraindo cada vez mais turistas brasileiros a cada ano

 

 


10 dicas do que fazer em Santiago que não custam nada


Para você que vai ao Chile, selecionei 10 dicas grátis em Santiago. Tem parques, museus, tours e muita coisa para fazer sem colocar a mão no bolso.
Leia mais


Moeda


A moeda oficial do Chile é o Peso Chileno e a cotação pode variar de acordo com a casa de câmbio. Na cotação de hoje (maio de 2015), R$1,00 vale aproximadamente 227,00 pesos chilenos. Também vale a pena levar dólares, são aceitos em vários lugares e o câmbio é muito favorável. Eu paguei o meu hotel com dólares, se eu fosse pagar em pesos chilenos, ficaria cerca de R$ 80,00 mais caro. Quando você for pagar qualquer conta, vale perguntar se aceitam dólares e tendo a cotação em mente, fica fácil saber se é mais vantajoso pagar com a moeda americana ou chilena.


Clima


Para falar do clima de Santiago, precisamos entender que a cidade está localizada em um vale, de um lado a Cordilheira dos Andes, com picos de até 6 mil metros e do outro lado uma cadeia de montanhas seguido de planícies semiáridas. O que isso significa? Invernos frios, e verões com dias quentes e noites amenas. Como a cidade fica numa espécie de corredor, venta bastante, o que é um alívio quando a temperatura passa dos 30 graus no verão. Na primeira vez que eu fui a Santiago, em dezembro de 2014, os termômetros marcavam 9 graus por volta das 23h. No outro dia a temperatura atingiu os 32 graus no meio dia. Durante o verão os dias são longos, amanhece as 6h e anoitece por volta das 21h. E como as chuvas são escassas, o clima é sempre muito seco.


Onde se hospedar


Os melhores bairros para se hospedar em Santiago são o Centro, Bellavista e Providencia. Pois ficam bem perto dos principais pontos turísticos, tem fácil acesso ao metro e é onde estão os melhores bares, restaurantes e tem a melhor vida noturna. Bella Vista e Providencia ficam lado a lado e são os bairros mais procurados pelos turistas estrangeiros.

Bairro da Providencia

Bairro da Providencia

Importante saber que todos os sites de busca de hospedagem vendem diárias em flats como se fossem hotéis, se você busca um hotel, com serviços básicos como café da manhã e arrumadeira, não vai ter esse serviço. Em geral esses flats são bonitos e confortáveis apartamentos, mas já li relatos de pessoas que tiveram problemas como chegar na recepção do edifício e não ter a chave disponível, internet desligada e até mesmo falta de energia por falta de pagamento.


Comer, beber e vida noturna


A missão de conhecer a cultura local nunca está completa até provar a culinária de cada país. Fuja das redes de fast food, fuja dos restaurantes de culinária internacional, isso você já tem o seu dia a dia. Para provar a original culinária chilena, prefira os restaurantes do centro da cidade, no entorno da Plaza de Armas, é onde os chilenos comem.

Não deixe de provar o Charquican ( picadinho de carne cozida com batata, cebola, alho e abóbora amassada), Parrillada (um mix de carnes e salsichas grelhadas servidas com batata ou arroz), Pollo Arvejado (frango servido com ervilhas, cebola e cenoura em fatias) e claro, as tradicionais empanadas. Para beber? Pisco ou os famosos vinhos chilenos. Prove também um drink chamado Terremoto. É uma mistura exótica de sorvete de abacaxi com vinho. Uma curiosidade é que a maioria dos restaurantes não servem bebidas alcoólicas durante o dia. Se quiser tomar aquela cervejinha gelada na hora do almoço, vai ter que ir até um bar.

No bairro Bellavista fica um lugar muito procurado para happy hour, o Patio Bellavista. Um Shopping com muitas áreas abertas com bares, restaurantes e lojas. Minha dica? Fuja dali. Os preços são caros e é uma bela armadilha de turistas. Prefira os bares de rua, são mais divertidos e baratos.

Neste mesmo bairro é onde a vida noturna de Santiago acontece. É o lugar preferido pelos turistas e pelos chilenos. Bares e restaurantes típicos, mesas e cadeiras nas ruas, danceterias e clubes, tudo no mesmo lugar. As ruas Pio Nono e Dominica são o centro do furacão. O acesso é fácil pelo metro Balquedano.


5 dicas para facilitar a sua vida


1 – Os restaurantes não servem bebidas alcóolicas durante o dia.

2 – Quando for embora, chegue com bastante antecedência ao aeroporto de Santiago, as filas do controle de passaporte são gigantes. Quando eu fui, demorei 35 minutos para ser atendido.

3 – Tenha sempre moedas e notas menores nos bolsos, os pequenos estabelecimentos e quiosques não trocam notas grandes.

4 – Vai comprar um vinho para trazer para o Brasil? Fuja dos empórios, os supermercados e mercadinhos tem os mesmos vinhos por preços bem menores.

5 – O free shop de Santiago tem preços bem melhores que os de Guarulhos, mas saiba que ele só abre as 10h da manhã. Então, se seu vôo sai antes desse horário, faça suas compas na chegada a Santiago.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

6 Comentários

  • Responder março 3, 2016

    Kelcya

    Nossa obrigada. Vou em junho para o Chile e adorei as dicas.

  • Responder março 6, 2016

    Liana Gomes de Almeida Oliveira

    Adorei o seu Blog!!! Vou para o Chile em maio e levarei todas essas dicas e informações anotadas.Com certeza me ajudará a organizar melhor meu roteiro lá.

    • mm
      Responder março 6, 2016

      Fabricio Moura

      Simmmm! Que bom que eu ajudei =)

  • Responder maio 10, 2016

    Neftalí

    Excelente o seu site, parabéns!!
    Só me ficou uma dúvida, em relação a sua primeira dica sobre Santiago:
    “Os restaurantes não servem bebidas alcóolicas durante o dia.”
    Cara, eu moro aqui há muitos anos e isso não é correto. As únicas limitações em relação às bebidas são que não se pode beber na rua, como ocorre na maioria dos países, e os supermercados não podem vender bebidas alcóolicas antes das 9 da manhã. Fora isso o chileno bebe muito, mais que um brasileiro, seja de dia ou de noite.
    Grande abraço!

  • Responder outubro 5, 2016

    Adriano

    Oi Fabrício, adorei o post, estou planejando viajar em Abril/17 e suas dicas foram de grande ajuda, vou anotar tudo e tirar o máximo proveito, abraço!

  • Responder abril 25, 2017

    Paulo Ricardo Soares dos Santos

    Cidade linda, segura e limpa! Adorei Santiago! Fui em março de 2016, foram 3 dias incríveis

Deixe uma resposta