O que fazer em Tallinn, na Estônia (roteiro de 2 dias)

O que fazer em Tallinn:

Antes de dizer o que fazer em Tallinn, eu quero falar um pouco do surgimento da cidade e da história dela, para que vocês entendam mais sobre o lugar em que vão visitar. Prometo não ser demorado, ok?

Tallinn, a capital da Estônia é uma das mais charmosas cidades dos Países Bálticos e uma das menores capitais da Europa, são 400 mil habitantes. O que faz com que a cidade tenha cara de cidadezinha, mas com toda a comodidade que uma grande cidade pode oferecer.

Tallinn surgiu lá pelo ano de 1050 e por estar na margem do Mar Báltico, ela desenvolveu um importante papel mercantil no norte da Europa. Por essa razão, a cidade foi totalmente murada e são essas muralhas que delimitam até hoje a cidade velha, a Old Town, da parte mais nova, que foi surgindo nos séculos seguintes.

Atenção: O Seguro viagem é obrigatório para viajar para a Europa. Faça o seu aqui com desconto

O que fazer em Tallinn: Old Town

Durante muitos anos, a Estônia foi dominada por outros povos, há menos de 30 anos o país ainda fazia parte das Repúblicas Soviéticas, com o domínio da União Soviética do fim da Segunda Guerra Mundial até 1989.

E são justamente esses dois importantes períodos históricos que desenharam a cara que Tallinn tem hoje. De um lado a herança medieval e do outro, a influência Russa que a gente vê em prédios, igrejas e em construções abandonadas pela cidade.

Eu quis fazer essa introdução antes de entrar no roteiro com o que fazer em Tallinn, justamente para que vocês se situem no contexto histórico e entendam melhor da cidade onde pretendem visitar.

Detalhes da Old Town


O que fazer em Tallinn


Explorar a Old Town

O mais legal para fazer em Tallinn é caminhar sem compromisso pelas ruas da Old Town. Não é exagero dizer que a gente parece estar fazendo uma viagem no tempo andando naquelas ruas estreitas, com casinhas medievais, igrejas, praças que pararam no tempo e tudo isso cercado da antiga muralha que protegia a cidade.

Comece o seu passeio pela Town Hall Square, a praça principal da cidade, onde fica a prefeitura. A praça é um enorme espaço aberto rodeado de lindas construções medievais. Eu estive em Tallin no final de novembro, era quase inverno e na praça estava acontecendo uma feira de Natal com muitas comidas e bebidas típicas. Eu adoro essas feiras e além de ser uma delícia, foi uma opção super econômica de alimentação.

O que fazer em Tallinn: Feira de Natal

Feira de Natal

Da Town Hall Square você pode optar por descer para a parte baixa da cidade ou para a parte alta. Seguindo para a parte baixa fica a Passagem de Santa Catarina (St.Catherine’s Passage), uma viela que conserva toda autenticidade medieval desde a fundação da cidade. Ela fica entre as ruas Vene e Müürivahe. Olha a imagem abaixo, não parece uma viagem no tempo?

O que fazer em Tallinn: Passagem de Santa Catarina

Muralha

Viru Gate

O que fazer em Tallinn: Viru Gate

Perto dali fica uma enorme seção da muralha da cidade, é a muralha mais baixa. Ela começa no Viru Gate, o principal portão de acesso a Old Town e segue pela rua Müürivahe. Para subir na muralha é cobrada uma entrada de 3 euros. Não é a melhor vista da cidade, mas é interessante visitar a muralha e ver como essas construções são por dentro.

Seguindo pela Müürivahe fica o segundo portão mais importante da cidade, que na minha opnião é o mais bonito, o Fat Margaret Gate e dali tem início uma enorme seção da muralha.  Dentro do complexo do portão funciona um museu, o Estonian Maritime Museum. A entrada custa 6 euros.

Fat Margaret Gate

Muralhas

A Old Town é salpicada de igrejas antigas, uma mais linda do que a outra e olhando de longe ou do alto, elas formam um lindo conjunto apontando para o céu.

Não deixe de visitar a St.Olav’s Church, Holy Spirit e a St.Nicholas. Vale muito conhecer também a Catedral Ortodoxa Alexander Nevsky.

O que fazer em Tallinn: Catedral Ortodoxa Alexander Nevsky

Ela foi construída a pedido do Czar Alexandre III, é uma edificação belíssima em estilo neobizantino com aquelas grandes cúpulas douradas. Mas, a catedral ainda é uma pedra no sapato dos estonianos, pois ela representa toda a dominação Russa e por pouco não foi demolida e ainda tem quem defenda a demolição dela.

Ver Tallinn de cima

Existem três lugares ótimos para ver Tallinn de cima, o primeiro deles fica do lado da Casa do Governo, fica no alto de uma colina e em cima da muralha, na parte mais alta da cidade. De lá a gente tem uma vista linda da cidade antiga, do Schnelli Park logo abaixo e até do mar báltico mais distante.

O que fazer em Tallinn: Primeiro mirante

Ainda caminhando pela parte alta da cidade, meio escondidinho fica outro mirante, o Kohtu. E tome mais vistas lindas da cidade e desse mirante, dá para ver até a parte mais nova de Tallinn.

Mirante

O que fazer em Tallinn: Mirante Kohtu

Mas para mim, a melhor vista da cidade é do alto da torre Dome Church. Ela fica pertinho desses dois mirantes anteriores, para entrar é cobrado um ingresso de 5 euros. A subida dos quase 300 degraus é puxadíssima, mas vale a pena cada degrau.

Onde se hospedar em Tallinn

Dome Church

Lá de cima, a gente tem uma visão em 180 graus de Tallinn e eu recomendo muito fazer esse passeio lá pelo fim de tarde de um dia de céu aberto, fica tudo ainda mais lindo.

O que fazer em Tallinn: Dome Church

Museu da KGB

Por ter sido parte de uma república soviética, Tallinn tinha uma sede da temida KGB, a organização de serviços secretos da União Soviética e que era responsável por prender, interrogar, torturar e desaparecer com supostos traidores do regime comunista.

Em Tallin tem um Museu da KGB, que fica pertinho do Viru Gate, mas também tem uma visita a prisão da KGB, que fica longe do museu – coincidentemente na rua do meu hotel – e que vale muito a pena a visita. Ela fica na esquina da Lai Street com a Pagari.

Prisão da KGB

Linnahall

O Linnahall fica na região portuária de Tallinn, é um gigantesco maciço de concreto que foi construído pelos russos para sediar as competições de regata da Olimpíada de Moscou de 1980. O lugar é gigantesco, com muitas plataformas, escadarias e mirantes. Quem gosta de lugares abandonados vai adorar, além de ser muito fotogênico.

O Linnahall é outro lugar que trás péssima recordações para os estonianos e todo o abandono aparente é proposital.

O que fazer em Tallinn: Linnahall

Seaplane Harbour

Não longe do Linnahall fica o Seaplane Harbour, o Museu Marítimo da Estônia. Ele funciona dentro de enormes galpões cheios de barcos, navios, submarinos russos e até aviões. Dá para entrar dentro de vários navios e até dentro do submarino Russo.

É um passeio interessante, tem várias salas interativas e muita coisa pra ver. A entrada custa 14 euros.

Seaplane harbour

Patarei Prison

Do lado do Seaplane fica a Patarei Prison, uma prisão abandonada e que hoje funciona como museu. Eu adoro lugares abandonados, mas a Patarei Prison é de doer nos ossos, de arrepiar a alma. Honestamente, só recomendo se você curtir muito esses passeios pois a energia lá é pesada.

A prisão foi construída em 1828 e funcionou até 2002 e a impressão que a gente tem é que tudo foi deixando para trás, Como as macas com lençóis sujos, pois a prisão também tinha um hospital para experimentos macabros nos presos, tudo executado pelos russos.

O que fazer em Tallinn: Patarei Prison


Passeios em Tallinn


A operadora Estonia Experience oferece vários passeios em Tallinn e nos arredores da cidade e alguns passeios de 1 dia que vão até perto da fronteira com a Rússia. Eles oferecem desde o passeio particular até para grupos de 10 pessoas.

Walking tour na Old Town

É um passeio de 2h pela cidade antiga com um guia explicando tudo sobre a cidade percorrendo toda a parte baixa e alta de Tallinn.
Preço: 90 euros (1 pessoa); 46 euros (2 pessoas); 26 euros (4 pessoas); 19 euros (6 pessoas) e 13 euros (10 pessoas).
Vale a pena? Eu achei muito caro por ser um passeio que a gente pode fazer sozinho, é interessante por conta do guia que enriquece o passeio com as informações.

Tallinn City Tour

É um passeio que combina o Walking Tour com um City Tour de ônibus pela parte mais moderna de Tallin. Primeiro são 2h pela cidade antiga, também com um guia e depois em um daqueles ônibus de dois andares.
Preço: 165 euros (1 pessoa); 87 euros (2 pessoas); 52 euros (4 pessoas); 42 euros (6 pessoas) e 27 euros (10 pessoas).
Vale a pena? Eu também achei muito caro, ainda mais que a parte moderna de Tallinn não tem nada de interessante. Esse eu não recomendo.

Tallinn Panoramic Drive

É um passeio de ônibus de 2h que percorre os arredores da cidade e para em alguns pontos para fotos panorâmicas de Tallin e na margem do Mar Báltico.
Preço: 165 euros (1 pessoa); 87 euros (2 pessoas); 52 euros (4 pessoas); 42 euros (6 pessoas) e 27 euros (10 pessoas).
Vale a pena? Vale para quem quer comodidade, pois todas as paradas do ônibus podem ser acessadas a pé ou de tram.

Tallinn Old Town e Kadriorg-Pirita

É um passeio que combina a cidade antiga, com um tour de ônibus pela parte mais moderna de Tallin e termina no afastado distrito chamado Kadriorg, que é cheio de parques, palácios e jardins. O passeio todo dura 4h e tem um coffe-break incluso.
Preço: 245 euros (1 pessoa); 130 euros (2 pessoas); 75 euros (4 pessoas); 62 euros (6 pessoas) e 43 euros (10 pessoas).
Vale a pena? É um passeio bacana, apesar do preço salgado, vale a pena fazer.

Lahema National Park

Esse é um passeio bem bacana de meio dia que vai até o Parque Nacional Lahema, afastado de Tallinn e quase na fronteira com a Rússia. O tour passa por paisagens lindas e bucólicas, mas fica ligado, só vale a pena fazer esse tour do final da primavera ao verão. O passeio dura cerca de 6 horas e inclui almoço.
Preço: 365 euros (1 pessoa); 195 euros (2 pessoas); 130 euros (4 pessoas); 122 euros (6 pessoas) e 92 euros (10 pessoas).
Vale a pena? Vale super, mas só se for nos meses mais quentes.

Bate volta até Helsinki na Finlândia

Esse é um passeio bem bacana para quem tem uns dias a mais em Tallinn. Helsinki é a capital da Finlândia e fica distante 3h de barco desde Tallin. Tem barcos mais velozes que fazem o trajeto na metade desse tempo. O passeio inclui o transfer do hotel até o porto de Tallinn, o ferry ida e volta, e o city tour na cidade. O passeio dura 12h.
Preço: 360 euros (1 pessoa); 210 euros (2 pessoas); 140 euros (4 pessoas); 125 euros (6 pessoas) e 97 euros (10 pessoas).
Vale a pena? Não vale, pois é um passeio que você pode fazer por conta própria pela metade do preço.


Tallinn Card


Turistas que visitam Tallinn tem a disposição o Tallinn Card, um daqueles cartões em que você tem acesso livre a diversas atrações. Com ele você entra em museus, pontos turísticos, usa o transporte público, tem desconto em alguns estabelecimentos e com a versão “plus” do cartão, tem direito a um city tour pela cidade.

Preço:
– 24 horas: 25 euros no cartão normal ou 36 euros no plus;
– 48 horas: 37 euros no cartão normal ou 49 euros no plus;
– 72 horas: 45 euros no cartão normal ou 58 euros no plus.

Vale a pena? Só vale a pena se você for usar muito! Visitar todos os museus e usar o transporte público várias vezes ao dia. Algo que não faz sentido se você seguir as minhas dicas e se hospedar dentro da cidade antiga.


Dicas gerais


1) No centro de Tallinn, do lado da Tower Hall Square tem um ponto de apoio ao turista, vale a pena dar uma passadinha para pegar os guias e mapas gratuitos, usar a internet ou até mesmo comprar o seu Tallinn Card.

2) Se você for no inverno, não deixe de levar botas, casacos pesados, luvas, cachecol e gorro. Faz muito frio e a temperatura fica constantemente abaixo de zero.  Mas também no verão, as noites podem ser ligeiramente frias.

3) Poucas pessoas falam inglês, mas dá para se virar perfeitamente.

4) No outono e inverno amanhece por volta das 9h e começa a anoitecer lá pelas 15h. Sabendo disso, planeje seu dia da melhor maneira para aproveitar as poucas horas de sol.

5) Comprar um chip telefônico na Estônia não é muito simples, mas o chip de qualquer outro país europeu funciona bem lá. Eu usei o da EasySIM4U que usa a rede da americana T-Mobile e não funcionou muito bem. Ficou super lento.

6) A comida na Estônia é basicamente composta de salsichas, repolho e carne de porco. Quem tem estômago fraco ou não curte esses pratos pode ter problemas, assim como vegetarianos e veganos. Por sorte é um dos lugares onde eu mais vi restaurantes italianos e muito bons.


Planejando a sua viagem


calendario

Quando ir

A melhor época para visitar Tallinn é do fim da primavera ao verão (junho a setembro). A Estônia é muito fria no outono e inverno e nessa época as temperaturas ficam quase sempre abaixo de zero, além de nevar constantemente.

 

carro

Como chegar

Não existem voos diretos do Brasil para Tallinn, eu estava em Riga e fui até lá de ônibus. Mas também é fácil chegar das principais capitais européias de avião com a Air Baltic, uma excelente companhia aérea que eu recomendo muito.

 

icon1

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Estônia, o país faz parte da União Européia e sendo um país Schengen, o visto de entrada vale para a visita ao país.

 

icon2

Quanto custa

Mais barato que os países do oeste europeu, mas não chega a ser tão baratinho assim. Mas dá para comer bem pagando até 15 euros. Se hospedar em um 3 estrelas por 40 euros a diária.

 

icon3

Como se locomover

Tallin é super pequena, mas tem uma rede de bondes (trams) que circulam em torno do centro histórico. Se você se hospedar nessa região, não vai precisar usar transporte público para nada.

 

icon4

Onde se hospedar

O melhor lugar para se hospedar em Tallinn é dentro da cidade antiga, eu fiquei no hotel Rixell Oldtown e gostei muito. Veja aqui aqui toda as minhas dicas para escolher um bom hotel em Tallinn (clique aqui)

 


Mais opções de hospedagem




Booking.com


Compre aqui seus passeios em Tallinn



Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.