Uma visita ao Muro de Berlim, na Alemanha 30 anos depois

onde ver o Muro de Berlim

Derrubado há mais 30 anos, o Muro de Berlim ainda exerce curiosidade em quem visita a capital alemã. E se você está com viagem marcada para a Alemanha, certamente deve estar se perguntando “onde ver o Muro de Berlim“, não é mesmo? Pois este post foi feito para você.


Explicando o Muro de Berlim


Quando os Estados Unidos, França, Reino Unido e União Soviética venceram a Alemanha de Adolf Hitler na Segunda Guerra Mundial, estes países concordaram em dividir o país em duas partes.

No lado oeste ficaram os Estados Unidos, França, Reino Unido e no lado leste a União Soviética, o que incluía Berlim. Entretanto, mesmo estando no lado leste, Berlim foi dividida entre os dois blocos, por ser a capital do país. Assim, o bloco capitalista ficava no lado oeste e o bloco socialista do lado leste. E foi aí que começou a Guerra Fria e certamente você estudou isso na escola, não é?

No oeste surgia a República Federal da Alemanha e no lado leste a República Democrática Alemã, que se tornou mais um estado soviético nos pós guerra. Assim como muitos países do leste europeu como a vizinha Polônia.

onde ver o Muro de Berlim
Muro de Berlim nos anos 80

Pois bem, quando o lado capitalista da Alemanha começou a se desenvolver rapidamente, o lado socialista era tratado a ferro e fogo. Com isso, entre os anos de 1949 e 1961, mais de 2,5 milhões de pessoas fugiram para o lado capitalista buscando uma vida melhor. Com isso, os Soviéticos decidiram erguer um muro, para separar as duas Alemanhas e evitar o êxodo de pessoas de um lado para o outro.

Nascia assim, da noite para o dia, em 13 de agosto de 1961 o Muro de Berlim, que chegou a ter 155 km de extensão e 3,5 metros de altura. 

onde ver o Muro de Berlim
A queda do muro

Onde ver  o Muro de Berlim


O Muro de Berlim caiu em 1989, há mais de 30 anos. Mas ainda é possível ver uma boa parte desse símbolo máximo de quando o mundo era dividido literalmente em duas partes.

East Side Gallery sem dúvidas o melhor lugar para ver o Muro de Berlim. Onde um trecho de mais de mil metros do antigo muro foi preservado e que reúne centenas grafites em cada um dos seus lados. 

É lá que fica o famoso  “Beijo Comunista”, “Mein Gott hilf mir, diese tödliche Liebe zu überleben – Meu Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor mortal”, e o “Test the rest”, com um antigo Trabant derrubando o muro. Arte de protesto que surgiram no final dos anos 80 e começo dos anos 90 e ajudaram a documentar as mudanças vividas na Alemanha e principalmente na cidade depois a queda do muro.

Aqui no blog tem um post completo mostrando como é a visita e como chegar a East Side Gallery.

onde ver o Muro de Berlim
East side Gallery
onde ver o Muro de Berlim
O Beijo Comunista
onde ver o Muro de Berlim
Test the rest

O Checkpoint Charlie é outro lugar onde é possível ver um pedaço do antigo muro, ele era o antigo posto fronteiriço entre as duas Alemanhas.

Ali perto fica o Museu do Muro, ou “Mauermuseum” que conta toda a história do muro de e também aqui perto fica o Topography of Terror, um museu que conta a história do nazismo e da Guerra Fria. Do lado do Topography fica uma enorme seção preservada do Muro de Berlim e nesse trecho, ele ainda apresenta buracos que foram feitos pelos berlinenses para ajudar a derrubar o muro. É um lugar de arrepiar!

Veja aqui como chegar ao Checkpoint Charlie

onde ver o Muro de Berlim
Uma enorme seção do muro ao lado da Topography of Terror
onde ver o Muro de Berlim
A sensação de estar em ambos os lados
onde ver o Muro de Berlim
Buracos feitos para ajudar a derrubar o muro
onde ver o Muro de Berlim
Onde ver o Muro de Berlim

O Mauerpark é outro lugar que preserva uma grande seção do antigo muro. Ele fica mais ao norte do centro de Berlim. O parque ficou famoso pelo mercado de antiguidades que acontece aos finais de semana e eventos culturais. 

Assim como na East Side Gallery, o pedaço do muro que atravessa o Mauerpark é repleto de grafites.

A torre de observação Schlesischer Busch era um posto de vigilância ao lado do canal Flutgraben e pertinho da foz do canal no Rio Spree. A torre servia para vigiar os subúrbios de Treptow e Kreuzberg e abater quem tentasse cruzar o muro. Junto da torre alguns metros do muro seguem preservados.

onde ver o Muro de Berlim
Antiga cabine de vigilância
onde ver o Muro de Berlim
Onde ver o Muro de Berlim
onde ver o Muro de Berlim
East side gallery

A seção original do muro que cruzava a Potsdamer Platz terminou de ser demolida em 2008, entretanto alguns segmentos foram preservados e posicionados na saída da estação de metrô da praça. Inclusive, ali pertinho fica uma antiga torre de vigilância, uma das poucas que restaram em Berlim. Para os mais curiosos, é possível subir na torre.

Quem quiser se aventurar um pouco mais, pode ir até Bösebrücke. Um distrito ao norte de berlim onde uma seção do muro segue preservada, pertinho da Bösebrücke Bridge. 

onde ver o Muro de Berlim
O muro passava aqui

E mesmo nos lugares onde o muro não existe mais, a gente consegue identificar facilmente por onde ele passava. Atrás do famoso Portão de Brandemburgo é desses lugares. Uma enorme faixa de tijolos marca a Avenida “Straße des 17, mostrando exatamente por onde o muro passava. E em várias partes de Berlim a gente consegue ver essa marca no chão. 

onde ver o Muro de Berlim
Placa no chão indicando onde o muro passava

Em outro lugares, como a na WilhelmStraße, onde fica o antigo prédio do Ministério da Aviação do Terceiro Reich do Hitler, placas e metal no chão mostram a antiga trajetória do Muro de Berlim.

***

Eu costumo dizer que caminhar por Berlim é caminhar pela história. Em poucos lugares a gente ainda consegue ver tão claramente traços da Segunda Guerra Mundial e da Guerra Fria. Conflitos que já acabaram há algumas décadas, mas que ainda aparecem tão visíveis até hoje.


Reserve um passeio em Berlim



Chegando em Berlim pelo Aeroporto Shonefeld
Como usar o metrô de Berlim
Qual é a melhor época para visitar Berlim
Quantos dias ficar em Berlim
Onde ficar em Berlim


O que fazer em Berlim (roteiro de 3 ou 4 dias)
A Ilha dos Museus em Berlim
Como visitar o Muro de Berlim
Como é a visita ao Check Point Charlie
Roteiro do Terceiro Reich e Segunda Guerra Mundial
Roteiro em Berlim Oriental
Muro de Berlim e a East Side Gallery
Tempelhof: o aeroporto de Hitler que virou parque
Tiergarten: uma ilha verde no coração de Berlim


Escolher uma boa localização para se hospedar é um ponto essencial para garantir uma boa experiência em qualquer cidade. Quer mais dicas de hospedagem? Confira a nossa nosso post com todas as dicas.

Algumas dicas:

Como eu chegaria a Berlim e também partiria por essa estação, eu me hospedei no Meininger Hotel Berlin Hauptbahnhof, do lado da estação e pertinho do Portão de Brandemburgo e do Reichstag. O quarto não muito grande, mas era super confortável, com um bom banheiro e um excelente café da manhã.

Nessa mesma região, tem outros bons hotéis que eu conheço e recomendo. E todos são muito bem localizados:

Meliá Berlin
Arte Luise Kunsthotel
Hotel Augustinenhof

Veja mais hotéis nessa região

Outros bairros bacanas e que tem hotéis mais baratos são Prenzauler Berg (veja a lista de hotéis aqui) e Charllottenburg (veja a lista de hotéis aqui). Prenzauler Berg tem muitos bares, restaurantes e fácil acesso ao metrô, assim como Charllottenburg.

Ambos não ficam longe das áreas turísticas e tem opções mais econômicas de hospedagem.

Veja mais opções de hospedagem em Berlim










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.