Dicas para visitar a ilha dos museus em Berlim na Alemanha

ilha dos museus em Berlim

Existe um pedacinho na capital alemã, que é parada mais que obrigatória para qualquer amante da arte e história da humanidade. A Ilha dos Museus em Berlim (Museumsinsel), fica no Rio Spree, coladinha da Alexanderplatz.

Foi aqui que surgiu o primeiro povoado que anos depois deu origem a Berlim. Na ilha ficam os mais importantes museus da cidade, o Bode Museum, Neues Museum, Alte Nationalgalerie, Altes Museum, Perganom Museum a Berlim Dom, a catedral de Berlim. Fora da ilha, mas atrás da Berlim Dom, fica o pequeno Museu da DDR, que mostra um pouco da vida na então Alemanha Oriental.

Ilha dos Museus

Ilha dos Museus

O Bode é um museu focado em artes plásticas e grandes mestres, tem uma belíssima fachada arredondada e fica em uma das extremidades da ilha. Ao lado dele fica o Pergamon, talvez o mais importante de todos, tem uma incrível coleção de arte grega, romana e asiática. É aqui que está a escultura helenística da Deusa Atena, a peça mais procurada do museu.

O Pergamon, ele está passando por uma grande restauração na parte externa

Pergamon

Junto da Deusa, fica o Altar de Pérgamo, que retrata uma das batalhas de Atena e o altar está inteiro aqui em Berlim, é surreal. Falando em grandes peças, aqui tem um pedaço enorme da fachada do palácio jordaniano de Mshatta, um salão de painéis sírio, o enorme portão do mercado de Mileto com 16 metros de altura e um dos famosos portões da Babilônia. Quem disse que foram só os britânicos que pilharam obras da antiguidade para o British Museum?

MUSEUS8

Altar de Pérgamo

Portão da Babilônia

Portão da Babilônia

Ali do lado fica o Neues Museum (ou Museu Novo) as obras começaram em 1941 na época do Terceiro Reich e durante a Segunda Guerra Mundial. O museu foi encomendado por Hitler e ficou muito danificado durante a guerra quando a cidade começou a ser bombardeada em 1945. O museu só foi reaberto em 2009, ele abriga uma enorme coleção de arte egípcia, a mais famosa é um busto de Nefertiti.

Altes Museum

Altes Museum

O Altes Museum é outro prédio belíssimo com um pórtico de 87 metros de altura, ele é meio subutilizado, poderia receber mais exposições, mas mesmo assim tem um ótimo acervo de arte greco-romana.

Alte Nationalgalerie: a Pinacoteca de SP teria sido inspirada nesse prédio?

Alte Nationalgalerie: a Pinacoteca de SP teria sido inspirada nesse prédio?

A Alte Nationalgalerie é focada em arte moderna e mestres alemães, além de esculturas em mármore. Durante muito tempo, o acervo da Alte ficou dividido, a metade na então Alemanha Oriental, onde fica o prédio e a outra parte na Alemanha Ocidental na Neue Nationalgalerie. Depois da reunificação da Alemanha, as peças foram todas reunidas.

Mas o prédio mais bonito da Ilha, para mim, são é nenhum dos museus, mas a Berlim Dom, a Catedral de Berlim. Ela foi construída entre 1894 e 1905, nem é tão antiga assim para uma igreja. Durante a guerra, uma bomba incendiária foi jogada na cúpula central e a igreja ficou praticamente destruída. Ela começou a ser restaurada nos anos 70 e as obras foram concluídas em 1983.

Detalhe da Berlim Dom

Detalhe da Berlim Dom

Mais um detalhe da Berlim Dom

Mais um detalhe da Berlim Dom

Visitar a Ilha dos Museus é passeio obrigatório para quem vem a Berlim, mas se você quer aproveitar bem todos os museus mais a Berlim Dom, vai precisar reservar pelo menos 2 dias na sua agenda.

Minha sugestão para quem tem pouco tempo, como eu, é priorizar alguns museus e fazer o passeio em um dia. Eu não deixaria o Pergamon e nem a Berlim Dom de lado, vai por mim.


Reserve um passeio em Berlim



Chegando em Berlim pelo Aeroporto Shonefeld
Como usar o metrô de Berlim
Qual é a melhor época para visitar Berlim
Quantos dias ficar em Berlim
Onde ficar em Berlim


O que fazer em Berlim (roteiro de 3 ou 4 dias)
A Ilha dos Museus em Berlim
Como visitar o Muro de Berlim
Como é a visita ao Check Point Charlie
Roteiro do Terceiro Reich e Segunda Guerra Mundial
Roteiro em Berlim Oriental
Muro de Berlim e a East Side Gallery
Tempelhof: o aeroporto de Hitler que virou parque
Tiergarten: uma ilha verde no coração de Berlim


Escolher uma boa localização para se hospedar é um ponto essencial para garantir uma boa experiência em qualquer cidade. Quer mais dicas de hospedagem? Confira a nossa nosso post com todas as dicas.

Algumas dicas:

Como eu chegaria a Berlim e também partiria por essa estação, eu me hospedei no Meininger Hotel Berlin Hauptbahnhof, do lado da estação e pertinho do Portão de Brandemburgo e do Reichstag. O quarto não muito grande, mas era super confortável, com um bom banheiro e um excelente café da manhã.

Nessa mesma região, tem outros bons hotéis que eu conheço e recomendo. E todos são muito bem localizados:

Meliá Berlin
Arte Luise Kunsthotel
Hotel Augustinenhof

Veja mais hotéis nessa região

Outros bairros bacanas e que tem hotéis mais baratos são Prenzauler Berg (veja a lista de hotéis aqui) e Charllottenburg (veja a lista de hotéis aqui). Prenzauler Berg tem muitos bares, restaurantes e fácil acesso ao metrô, assim como Charllottenburg.

Ambos não ficam longe das áreas turísticas e tem opções mais econômicas de hospedagem.

Veja mais opções de hospedagem em Berlim










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.