Conheça o Templo de Zeus Olímpico em Atenas, na Grécia

Templo de Zeus Olímpico

A caminho da Acrópole eu encontrei o Templo de Zeus Olímpico no meio do caminho. Aquelas ruínas majestosas que se projetavam por cima da copa das árvores era um convite. O fim de tarde chegava em Atenas e eu deixei a Acrópole para a manhã do dia seguinte e fui contemplar o “templo interminável”. Não entendeu? Eu vou explicar.

***

O Templo de Zeus Olímpico fica distante cerca de 500 metros da Acrópole de Atenas, um colosso que foi finalizado há quase 2 mil anos. Entretanto, a história do da construção do templo dedicado a Zeus Olímpio é bem mais antiga.

Templo de Zeus Olímpico
Templo de Zeus Olímpico

O Templo de Zeus Olímpico começou a ser construído no século IV a.C. e em razão de brigas, entraves e disputas, só foi concluído no ano de 132 d.C. durante o governo do imperador Adriano. Foram mais de 700 anos até que o templo fosse finalizado e por essa razão que ele é conhecido como o “templo interminável”.

Templo de Zeus Olímpico
As 15 colunas remanescentes
Templo de Zeus Olímpico
Sítio arqueológico

Originalmente o Templo de Zeus Olímpico tinha nada menos que 104 colunas coríntias, ocupando uma área de 96 metros de largura por 40 de altura. Era uma obra colossal toda em mármore do monte Pentélico.

Quando o templo ficou pronto, Adriano encomendou duas estátuas para ocupar o interior do templo: uma dele mesmo, obviamente e uma de Zeus, toda em ouro e marfim. Não satisfeito, Adriano mandou construir um arco de mármore de 18 metros de altura conhecido como a Porta de Adriano. Esse arco simbolizava a separação da Atenas antiga – a de Teseu (grega) – da Atenas moderna, a de Adriano (romana).

Templo de Zeus Olímpico
Porta de Adriano

A Porta de Adriano segue no mesmo lugar desde então, criando essa divisão imaginária, apesar de que hoje a cidade é uma só. A construção imponente emoldura o que restou do Templo de Zeus Olímpico, das 104 colunas, restam apenas 15. O templo colapsou durante um grande terramoto na Idade Média.

Templo de Zeus Olímpico
A Porta de Adriano e a Acrópole ao fundo

Entretanto, o que resta do Templo de Zeus Olímpico ainda serve para imaginar a grandiosidade que foi esse lugar tão importante na história grega.


Como visitar o Templo de Zeus Olímpico


O Templo de Zeus Olímpico fica pertinho da Estação Acrópole do metrô de Atenas (veja como usar o metrô de Atenas). Esta é a mesma estação para visitar a Acrópole de Atenas, porém, o Templo de Zeus Olímpico fica no sentido oposto a Acrópole.

Provavelmente a Porta de Adriano será a primeira imagem que você terá do lugar. Porém, a entrada dele é pela lateral, na Avenida Vasilissis Olgas de frente para o Zappion Gardens. 

A entrada na alta estação custa 12 Euros (primavera e verão) e na baixa estação (outono e inverno) custa 6 Euros. Já a Porta de Adriano fica a parte de fora do templo e para visitar não custa nada.

A visita é bacana, são tantos séculos de história que a gente mal consegue mensurar a idade de tudo aquilo. Apesar do templo estar em ruínas, é um imenso privilégio poder estar ali.

Templo de Zeus Olímpico
De dentro do templo vemos a Porta de Adriano em primeiro plano e a Acrópole ao fundo

O que eu achei


Algo que me decepcionou um pouco e isso se estende a toda a cidade (com exceção da Acrópole), é que achei tudo meio abandonado e mal conservado em Atenas. Mato dentro das ruínas, falta de informações e lixo. Tudo bem que a culpa pelo lixo descartado é do visitante, mas de uma forma geral, foi um pouco decepcionante ver o estado que a cidade estava.

A verdade é que a Grécia e especialmente Atenas, está mergulhada em uma profunda crise financeira desde a Olimpíada de 2004 e isso não é segredo para ninguém. Entretanto, é como eu disse acima, visitar Atenas e lugares como a Acrópole, a Ágora e o Templo de Zeus Olímpico e um privilégio incalculável.


Reserve um passeio em Atenas



Se você estiver procurando onde ficar em Atenas, aqui no blog tem um post bem completo explicando os melhores bairros e onde você deve evitar. Mas eu deixo algumas dicas aqui embaixo:

Eu fiquei no The Stanley, um hotel quatro estrelas bem mais barato do que os hotéis das áreas mais famosas como Plaka e Monastiraki. E foi um dos hotéis mais confortáveis que eu já fiquei.

Pertinho dele tem outros ótimos hotéis, como o Wyndham Grand Athens, um luxo e na mesma faixa de preço. E ao lado dele o Wyndham Athens Residence, que é da mesma família e igualmente bom.

Para quem quer ficar bem localizado e economizar bastante, uma boa dica é o Kimon Hotel Athens. O hotel é simples, porém bem charmoso e confortável. Além de ter uma excelente vista da Acrópole e do Partenon. O Hotel Byron é outro excelente hotel com baixo custo e ótima localização. Bom para economizar com hospedagem, sem abrir mão da boa localização e do conforto.

Outro excelente hotel na mesma região é o Herodion Hotel, um quatro estrelas com excelente custo benefício. O Herodion Hotel fica pertinho do metrô, entre o Museu da Acrópole e a Acrópole. 

Se você quer um pouco mais de conforto, nesta mesma região fica o AthensWas Hotel, um hotel 5 estrelas muito moderno, confortável e com excelente localização.

Pella Inn Hostel tem um ótimo custo benefício. A localização é ótima, perto do metrô e dos pontos turísticos. Já o Adrian Hotel é um duas estrelas quase a preço de hostel, igualmente bem localizado.

360 Degrees é um hotel com localização excelente e muito confortável. Fica coladinho no metrô e perto do Monastiraki Flea Market e da Ágora. É o tipo de hotel que não tem como errar.


Aeroporto de Atenas: Imigração e transporte até o centro
Como usar o metrô de Atenas
Como é voar com a Olympic Air da Grécia


Uma visita a Acrópole de Atenas
Templo de Zeus Olímpico
Estádio Panatenaico










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.