Trem de Cusco a Machu Picchu: como funciona e passo a passo

O trem de Cusco a Machu Picchu, além de ser a principal maneira de viajar entre as duas cidades, é uma verdadeira atração turística. Atravessando a Cordilheira dos Andes, passando por regiões montanhosas com neve, rios caudalosos e trechos de mata fechada. Hoje eu falo como é a viagem de trem de Cusco a Machu Picchu e dou dicas para você não cair em uma furada, como eu caí, mas consegui me virar.

***

A cidade de Cusco no Peru é o ponto de partida para visitar a cidade inca de Machu Picchu, uma viagem de pouco mais de 100 km até Machu Picchu Pueblo (que também é chamada de Aguascalientes). Com exceção dos trilheiros – que fazem a trilha Inca em 4 dias de caminhada em média – a melhor e praticamente a única maneira de viajar entre as duas cidades é de trem.

É possível ir de carro ou ônibus facilmente até a cidade de Ollantaytambo, no meio do caminho. Mas a partir dali, as estradas são ruins, não são pavimentadas e extremamente perigosas, fazendo com que o trem seja praticamente a única opção para viajar entre as duas cidades.

Leia mais:
Montanhas Palcoyo (nova Rainbow Mountain)
Como visitar a Laguna de Humantay
Veja aqui o passo a passo para visitar Machu Picchu
Regras para visitar o Peru em 2022
Onde se hospedar em Cusco e Machu Picchu
Como funciona o trem de Cusco a Machu Picchu

Trem de Cusco a Machu Picchu
Trem VistaDome

Como funciona o trem de Cusco a Machu Picchu


O serviço de trem de Cusco a Machu Picchu Pueblo é operado por duas empresas, a Peru Rail e também pela Inca Rail. E ambas as empresas oferecem diferentes serviços, dos mais econômicos aos mais caros. Recomendo consultar os serviços que melhor atende nos sites das empresas.

Os principais serviços da Peru Rail são:

  • Expedition: serviço mais econômico e sem entretenimento em trens mais simples. O preço varia, mas começa em 59 USD. Mas já vi promoções por 45 USD.
  • VistaDome: serviço mais premium, com vagões panorâmicos, show de danças típicas no vagão bar com varanda panorâmica. O preço também varia e começa em 78 USD.
  • Hiram Bingham: um dos trens mais luxuosos do mundo, é operado pelo Belmond (o mesmo do Copacabana Palace no Rio). O preço é salgado para uma viagem tão curta e começa em 504 USD.

Eu viajei com a Peru Rail no trem VistaDome, que tem vagões com janelas enormes e teto de vidro, o que possibilita uma visão extraordinária da viagem. Curiosamente, até hoje eu não entendi a razão, pois na viagem de volta assistimos a uma apresentação típica no vagão bar do trem, com danças e música andina. Já na viagem de ida, nada disso aconteceu. Sendo que era o mesmo trem e com o mesmo serviço e tarifa até mais cara.

Trem de Cusco a Machu Picchu
Vagão do VistaDome

Quando comprar a sua passagem, fique atento pois Cusco possui três estações de trem: San Pedro (no centro histórico), Wanchaq (próxima ao centro histórico) e Poroy (cidade vizinha a Cusco). E os trens podem sair destas três estações.

Outro detalhe muito importante é que de 01 de Janeiro a 01 de maio – por conta da temporada das chuvas – o trem não funciona direto de Cusco a Machu Picchu Pueblo. Eles vendem o chamado “serviço bimodal” onde o trecho de Cusco a Ollantaytambo é feito de ônibus ou van (uma viagem de 2 horas) e em Ollantaytambo pegamos o trem até Cusco em uma viagem de 1h30.

Trem de Cusco a Machu Picchu
Estação de Ollantaytambo

Cuidado com a Peru Rail

Como eu viajei em abril de 2022, eu comprei o serviço bimodal. Porém, chegando na Estação de Wanchaq para pegar o ônibus até Ollantaytambo, soube que o ônibus estava cancelado por motivos técnicos. E que a Peru Rail nada poderia fazer a não ser remarcar a passagem para outro dia. Sendo que eu tinha hotel reservado em Machu Picchu Pueblo e ingresso com hora marcada para Machu Picchu. Sim, os ingressos de Machu Picchu tem hora marcada.

Cerca de 80 pessoas que deveriam pegar os ônibus estavam na estação sem saber o que fazer e os taxistas estavam cobrando entre 400 e 500 Soles para fazer a viagem (uns R$ 600). Algo surreal! Por sorte o Uber aceitou a corrida, que ficou em 109 soles (cerca de R$ 135). Quer mais? O ônibus da volta também foi cancelado. Resumindo: não confiem na Peru Rail com o seu serviço bimodal.


Como é a viagem de trem de Cusco a Machu Picchu

Depois do perrengue acima e uma viagem de aproximadamente 2 horas de Uber, eu cheguei na Estação de Ollantaytambo. O lugar é bem organizado e o visual é lindo.

Trem de Cusco a Machu Picchu
Travessia dos vales nos Andes Peruanos

Como disse acima, a viagem de vida foi, digamos, sem entretenimento. Mas confesso que nem senti falta pois a paisagem é algo extraordinário. Passamos por vales, montanhas com picos nevados, rios caudalosos e toda aquela vegetação andina, com cara de deserto.

Na metade da viagem acontece a transição de todo esse cenário andino para a floresta amazônica. E a viagem segue pela mata até chegarmos a Machu Picchu Pueblo em uma viagem de 1h30 de trem.

Trem de Cusco a Machu Picchu
Vagão bar
Trem de Cusco a Machu Picchu
Vagão bar

Já na viagem de volta, após meia hora fomos convidados a visitar o vagão bar do trem. Um vagão super bacana e luxuoso com uma varanda de onde tínhamos uma vista sensacional da viagem. Uma banda tocava músicas andinas e um personagem folclórico fazia danças típicas. Até desfile de moda teve, claro, para vender as peças.

Trem de Cusco a Machu Picchu
Vista da varanda do trem

Mas como puderam ver, foram duas viagens completamente diferentes, no mesmo serviço VistaDome. Confusa essa Peru Rail, não?

***










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.