Como é voar na classe econômica da Alitalia (Boeing 777-200)

Como é voar na classe econômica da Alitalia

No primeiro flight report de 2018, eu vou falar como é voar na classe econômica da Alitalia entre São Paulo e Roma. Em dezembro eu publiquei um post contando como era voar nessa mesma rota na classe Premium Economy (que vocês podem ler aqui), e agora chegou a vez da classe econômica.

A mais tradicional companhia aérea italiana e uma das mais emblemáticas da Europa foi fundada em 1946, dois anos depois já voava para o Brasil. A companhia vem passando por um complicado momento econômico, com possibilidades reais de fechar as portas. Mas nem por isso eles deixaram de acreditar e abriram novas rotas, incluindo uma segunda frequência diária para São Paulo e a aquisição recente de um Boeing 777-300, o primeiro da frota.

Como é voar na Premium Economy da Alitalia

Boeing 777-200 (imagem: divulgação)


Como é voar na classe econômica da Alitalia


Compra das passagens

Eu comprei as passagens direto no site da Alitalia, a boa notícia é que o site aceita o parcelamento em até 10 vezes sem juros para compras no cartão de crédito. O site tem uma versão em português e o procedimento foi simples.

Mas eu tive um problema, no final da transação o site travou e a compra não foi finalizada. Eu liguei no atendimento e eles fizeram o processamento manual e 2 dias depois eu recebi o meu e-ticket.

Check-in

Eu fiz o check-in online e cheguei no Aeroporto Internacional de Guarulhos faltando 2h40 para o voo, que estava programado para sair às 22h30. Esse é o segundo voo do dia da Alitalia para Roma, o primeiro decola no final da tarde. Todos os voos são operados no Terminal 3.

A empresa tinha 4 posições para atendimento, sendo 3 para classe econômica e 1 para a a Business. Tinha pouca fila no despacho de bagagens, aproveitei para trocar o boarding pass por um impresso e já peguei o segundo cartão de embarque, pois meu destino final era Paris.

Cartões de embarque dos dois trechos

Embarque

O embarque do voo AZ679 estava marcado para às 20h51, um pouco cedo em relação a hora da partida, às 22h30. Mas aí veio a explicação, nosso embarque seria feito em uma posição remota, pois como era horário de pico em Guarulhos, não tinham fingers disponíveis no Terminal 3. E por conta disso, o procedimento é mais lento. Embarcamos em um ônibus do aeroporto que nos levou até a aeronave.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: Embarque remoto

A aeronave

Os voos de São Paulo a Roma são operados pelo Boeing 777-200, diferente da rota para o Rio de Janeiro onde voam os Airbus A330-200, que são um pouco mais novos.

Nossa aeronave, prefixo EI-ISB foi fabricado em 2002 (16 anos de uso) e passou por um retrofit parcial interno há alguns anos. Eles ganharam novas poltronas na classe executiva, foi criada a Premium Economy e no caso da econômica, só a parte frontal dos assentos foram trocadas, ganhando novo estofamento e revestimento com cores bem bonitas. Mas que já apresentam grandes sinais de desgaste. O sistema de entretenimento não foi atualizado.

Poltronas da premium economy

Os Boeings 777 da Alitalia estão configurados com 293 lugares: sendo 30 na classe executiva, a Magnifica, no layout 1-2-1; 24 lugares na Premium Economy no layout 2-4-2 e 239 poltronas na classe econômica com cross-session 3-4-3 de alta densidade.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: Classe econômica

Conforto

Nas poltronas tinham um cobertor, um travesseiro e fones de ouvido. O cobertor era até bom, mas estava parecendo um pano de chão de tão velho e desgastado. O travesseiro parecia novo, pelo menos a fronha feita daquele material descartável estava nova e diferente da maioria dos travesseiros, ele é dividido ao meio, de modo que funciona como um travesseiro de pescoço.

Travesseiro e cobertor

Fones de ouvido

As poltronas são um pouco apertadas, tem 43cm entre elas. Uma configuração confortável no Boeing 777, para servir de comparação, é de 48cm, a mesma usada pela Qatar. Para piorar, embaixo dos assentos das janelas ficam as caixas de circuito do sistema de entretenimento, o que atrapalha muito o conforto e não dá para esticar as pernas totalmente. Eu evitaria muito essa poltrona se fosse você, sabendo disso, eu já tinha reservado uma poltrona no corredor.

Apoio de cabeça

Caixa metálica embaixo das poltronas

Todas as poltronas são equipadas com telas de entretenimento individual. Essa foi a minha maior decepção com a Alitalia. As telas são minúsculas, com uma qualidade de imagem péssima, cheia de chuviscos. O sistema de entretenimento é super ultrapassado, com uma interface antiga, de uso difícil e com conteúdo muito fraco.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: Sistema de entretenimento individual

Controle remoto

Controle remoto

Um controle remoto padrão fica acoplado na poltrona, pois as telas não são touch-screen e o tempo de resposta do controle também não é dos melhores.

É tão ruim que não dá vontade de usar, minha dica: carregue filmes e seriados no seu celular ou tablet, pois você ficará facilmente entediado. E leve uma bateria externa, pois as poltronas não tem tomadas e muito menos portas USB.

Voo e serviço de bordo

Iniciamos o push-back faltando uns 5 minutos antes do horário da decolagem, estávamos parqueados ao lado do Airbus A380 da Emirates e bateu uma inveja enorme, mas tudo bem.

Com o tráfego de partidas bem intenso naquela hora, o taxiamento foi longo e decolamos com quase 20 minutos de atraso.

Após a decolagem eu fui dar uma chance para o sistema de entretenimento, mas honestamente, não dá para usar aquilo. Tentei ver um filme mas eram tantos os chuviscos, que em cenas escuras, eu não conseguia ver a imagem.

Telinha minúscula e com péssima qualidade

Sofrimento

Menu de navegação

Bem ultrapassado

A qualidade, ou a falta de qualidade da imagem

Aproximadamente uma hora após a decolagem a tripulação começou a servir o jantar. Tinham duas opções, os tradicionais frango ou massa. Eu pedi frango e ganhei massa, reclamei mas o comissário fingiu que não ouviu, falta bastante cordialidade na tripulação, só um comissário que era bem simpático e brincalhão. Felizmente a massa estava “menos pior” que o frango. Mas estava meio seca e dura.

De entrada tinha uma “salada” que era uma folha de alface, uma fatia grossa de presunto, ¼ de tomate e batata cozida. De sobremesa tinham frutas picadinhas. Além disso tinha um pão francês, manteiga, biscoitos e um sachê com molho para a salada.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: O jantar

Os talheres eram de plástico, bem vagabundos por sinal e que estavam quebrados antes do final do jantar.

Para beber tinham sucos, água, refrigerantes e vinho tinto ou branco. Eu fui no vinho e para minha surpresa estava ótimo. Tanto que eu fui na galley repetir depois do jantar.

Depois do serviço a tripulação recolheu o lixo, serviu um café e em seguida baixaram as luzes para os passageiros dormirem. Volta e meia eles passavam servindo água ao longo da madrugada.

Lanchinhos na galley traseira

Lanchinhos na galley traseira

Na galley traseira ficam a disposição uns biscoitinhos salgados, sanduíches frios (que estavam ótimos), água, refrigerante e gelo. Deu para perceber que, apesar do jantar ter sido um pouco abaixo do esperado, a gente não passa fome a bordo.

Detalhe do porta copos

O voo foi tranquilo, tivemos um pouco de turbulência ao sobrevoar o oceano Atlântico Norte e o deserto do Saara no norte da África.

Notei também que os banheiros ficaram imundos durante o voo, com os cestos de lixo transbordando de tanto papel. Eu sei que cuidar do banheiro é responsabilidade da tripulação, mas é inaceitável os passageiros que jogam lixo no chão e urinam fora do vaso, né?

Detalhe do banheiro

O lixo transbordando na metade do voo

Faltando duas horas para o pouso as luzes foram acesas e a tripulação começou a servir o café da manhã. Não tinham opções, veio um pão doce, um pão salgado, uma fatia de queijo, uma de presunto e uma azeitona. Também tinha um iogurte, geleia e manteiga. Achei o café da manhã bem fraco também, mais uma pequena decepção. Para beber tinha café, chá, água e sucos.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: Café da manhã

Logo após o fim do segundo serviço iniciamos a descida para o Aeroporto Fiumicino em Roma e desembarcamos no Terminal 3, usado pela Alitalia e companhias aéreas da aliança SkyTeam.

O desembarque em Roma foi pelos fingers, mas não entramos direto no terminal, saímos por uma porta e embarcamos nos ônibus do aeroporto. O desembarque foi em uma espécie de satélite do Terminal 3 e como ele é acessado por um skytrain, acho que o trânsito até o terminal principal foi feito de ônibus para agilizar o desembarque.

Como é voar na classe econômica da Alitalia: Chegando na Itália

Nosso voo chegou faltando 2 horas para o meu embarque para Paris e contando o desembarque, imigração, o tempo indo de uma área para outra do terminal, eu cheguei no portão de embarque do meu voo faltando 30 minutos para o embarque. Se você vai fazer conexão em Roma, saiba que você vai precisar de pelo menos 1h30 para fazer todos os procedimentos, menos de 1h para conexão é bem arriscado.

Conclusão

Eu acho que a Alitalia entrega um serviço bem abaixo das demais companhias aéreas europeias que voam do Brasil para o velho continente. Eu vou fazer mais um voo com eles em março, eu emiti as passagens com milhas Smiles e era a única opção que eu tinha. Eu só voltaria a voar com eles se o preço das passagens fossem muito abaixo de outras companhias ou se eles melhorassem o equipamento e serviço de bordo.

Leia mais

Como é voar na Premium Economy da Alitalia
Como é passar pela imigração em Roma


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar