Jordaan, o bairro mais descolado e legal de Amsterdã

Jordaan

Todo mundo já ouviu falar dos lugares mais agitados de Amsterdã, como o Red Light District, os museus de e os coffeeshops que ajudaram a fazer a fama da cidade. Mas Amsterdã tem lugares como o Jordaan, o bairro mais legal da cidade. Um lugar costurado por ruelas e muitos canais, com suas casinhas típicas, gente bonita e muitas bicicletas. Nesse post eu vou falar desse pedaço da cidade, que deve entrar no seu roteiro por Amsterdã.

Quem acompanha o Vou na Janela já deve ter lido alguma vez que eu acho que a melhor forma de conhecer um lugar é se perdendo. Mas se tem uma cidade em que isso é praticamente inevitável, é Amsterdã e o melhor lugar para isso acontecer é o Jordaan, o bairro que concentra uma infinidade de ruelas super estreitas e dezenas de canais.

Jordaan

Jordaan

O Jordaan é meu canto preferido na cidade, ele fica a oeste da região central, tem aquela cara de cidade pequena com feirantes e barraquinhas de orgânicos nas ruas, mercados de pulgas vendendo óculos vintage e LPs raros, pequenos mercadinhos, brechós e restaurantes charmosos onde todo mundo se conhece.

Em cada esquina, um canal mais bonito que o outro e a gente fica encantado com os predinhos de tijolos aparente construídos grudados uns nos outros, com suas janelas amplas e telhado triangular. Vez ou outra a gente ainda encontra um morador usando os tradicionais klompen, o tamanco de madeira que é um dos ícones da Holanda.

Restaurantes deliciosos na beira dos canais

Restaurantes deliciosos na beira dos canais

Mesmo com essa cara de vila, Jordaan é um dos bairros mais populosos de Amsterdã, hoje vivem lá mais de 20 mil pessoas de classe média ou média alta, mas nem sempre foi assim. O Jordaan surgiu lá no século 17 como um bairro de operários e imigrantes. Nos anos 60 e 70, o bairro começou a receber muitos estudantes e artistas independentes em busca de aluguéis baratos e foi aí que a identidade dele começou a ser moldada como vemos hoje.

A melhor maneira de andar pelo bairro é a pé, mas você também pode se aventurar e alugar uma bicicleta, nada mais holandês que isso. No começo, a gente se assusta um pouco com o número absurdo de bikes nas ruas, na verdade Amsterdã tem mais bicicletas que pessoas, são 881 mil delas, enquanto a cidade tem 820 mil habitantes. Mas todo mundo se entende bem e convive na mais perfeita harmonia.

Você também pode pegar um barco para fazer um tour pelos canais, é uma excelente maneira de conhecer o Jordaan de outro ângulo e ainda ver de perto as famosas casas flutuantes. Muitas pessoas em Amsterdã transformaram barcos em casas confortáveis, uma maneira de fugir dos aluguéis caros e ainda assim morar bem e ter conforto.

Passeios de barco

Passeios de barco e as casas flutuantes

No Jordaan você também vai encontrar uma fartura enorme de docerias e cafés e em um deles, o Café Papeneiland, tem um bilhetinho emoldurado na parede escrito pelo ex-presidente americano Bill Clinton, dizendo que ali ele comeu a melhor torta de maçã da vida dele. E esse pedacinho do paraíso custa apenas 4 euros.

Apesar dessa calmaria toda, o bairro também tem lugares agitados, é nele que fica o Museu Anne Frank, que funciona no apartamento onde a menina judia se escondeu com sua família durante a ocupação nazista na Segunda Guerra Mundial. No dia em que eu estive lá, o burburinho era enorme pois a cantora Beyonce estava visitando o museu.

Mas você também pode alugar uma bike

Mas você também pode alugar uma bike

Alguns quarteirões depois do museu, fica a Little Italy, um pedacinho da Itália dentro do Jordaan com ótimos restaurantes. Uma bela porpeta com massa fresca por 11 euros e um sorvete de frutas para arrematar por 2 euros.

Em uma das extremidades do bairro fica o Vondelpark, maior e mais famoso parque da cidade e lugar perfeito para um piquenique em dias de primavera e verão, ou para encerrar o seu dia pelo Jordaan. Mas leve um casaco, até mesmo no verão a temperatura cai bastante a noite, não é exagero dizer, mas Amsterdã tem poucos dias de calor por ano, em geral, a temperatura gira lá pelos 12 graus de média.


Planejando a sua viagem?


O que fazer em Amsterdã (roteiro compacto)
Chegando em Amsterdã por Schiphol: imigração e transporte
Como ir de trem de Amsterdã para Bruxelas


Procurando hospedagem em Amsterdã?


Olha a nossa lista de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar