Como é voar com a Gol na Ponte Aérea Rio – São Paulo

Gol na Ponte Aérea

Recentemente eu tive a oportunidade de testar os serviços da Gol na Ponte Aérea Rio – São Paulo. O mais tradicional serviço aéreo do Brasil e um dos mais movimentados trechos do mundo que conecta o Aeroporto de Congonhas em São Paulo ao Aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro, ambos nas regiões mais centrais dessas cidades.

***

A Ponte Aérea foi criada em 1959 pela Varig, Cruzeiro do Sul e Vasp para operar em pool entre as duas cidades com voos de hora em hora. Na época, você comprava uma passagem e podia voar em qualquer uma das três empresas. Hoje, o acordo não existe entre as empresas que operam o trecho, entretanto, o termo “ponte aérea” continua sendo usado em razão do grande fluxo de voos entre as duas cidades.

Se naquela época aconteciam cerca de 17 partidas em cada direção, hoje a Latam, Gol e Azul podem operar até 120 voos diários partindo de ambas as pontas da Ponte Aérea a partir das 6h da manhã. O que faz destas uma das rotas mais movimentadas do mundo.

Gol na Ponte Aérea
Gol na Ponte Aérea

Voando com a Gol na Ponte Aérea


Se você já fez algum voo desde o começo da pandemia, sabe que muita coisa mudou desde então. E uma das mudanças já começa no check-in, com as empresas incentivando o check-in online para evitar filas e aglomerações nos balcões dos aeroportos. 

Gol na Ponte Aérea
Check in da Gol em São Paulo

Por conta do tempo mais lento para realizar os procedimentos nos aeroportos, as empresas estão recomendando chegar com 3 horas de antecedência. Mas em todas as viagens que eu fiz, seja viajando com mala despachada ou não, todos estes procedimentos foram super rápidos.

Eu fiz o meu check-in pelo app da Gol e já cheguei no aeroporto com o meu cartão de embarque salvo no app da empresa. Contudo, eu resolvi imprimir o cartão de embarque usando um dos totens de autoatendimento para testar o serviços. Em questão de 1 minuto já tinha o meu cartão em papel na mão.

Gol na Ponte Aérea
Autoatendimento da Gol

Embarque

O embarque da Gol começou pontualmente, primeiro chamaram os passageiros prioridades por lei, seguido dos clientes membros Ouro e Diamante do programa Smiles da Gol e por fim os demais passageiros.

Eu fui um dos primeiros a entrar no avião, estava aparentemente tudo limpo. O desembarque também mudou, ele acontece por fileiras.

A Gol tem reforçado que as cabines estão sendo limpas antes de cada viagem e o ar é renovado a cada 3 minutos com os filtros HEPA, que removem 99,9% das bactérias e vírus no ar. Falando em limpeza, o álcool em gel pode ser levado a bordo conforme algumas regras da Anac, eu já expliquei no blog como funciona. Entretanto, o álcool líquido é proibido.


As aeronaves

O voo da ida foi operado com um Boeing 737-800 com capacidade para 186 passageiros, sendo 30 na Gol+ Conforto e 156 na classe econômica tradicional. Já o voo de retorno para São Paulo foi operado por um Boeing 737-700 que curiosamente pertenceu à Varig. Este modelo está configurado para transportar 138 passageiros, sendo 30 na classe Gol+ Conforto e 108 passageiros na econômica tradicional.

Gol na Ponte Aérea
Cabine da Gol

No voo da ida eu voei na classe Gol+ Conforto que oferece mais espaço para as pernas, embarque prioritário e bagageiro exclusivo. O que é ótimo pois cada dia mais as pessoas viajam com a mala de mão e sempre falta espaço dentro do avião para acomodar as malas.

Gol na Ponte Aérea
Espaço entre as primeiras fileiras

No voo da ida as poltronas eram equipadas com portas USB, tomadas elétricas e apoio de cabeça ajustável. Já no voo de volta, no Boeing 737-700, os aviões só tinham as portas USB.

Ambos os aviões eram equipados com internet wi-fi, que é pago, mas através do sinal a gente consegue acessar gratuitamente o sistema de entretenimento da Gol em dispositivos móveis. O sistema de entretenimento é bom, tem uma variedade bacana de filmes, séries e sinal de TV ao vivo. 


Serviço de bordo

Atualmente o serviço de bordo está suspenso por determinação da Anvisa, para evitar que os passageiros retirem as máscaras a bordo para comer. Quando eu voei para Salvador e Recife em novembro do ano passado, os snacks eram distribuídos quando deixávamos o avião, agora nem isso.

Contudo, os passageiros podem pedir água para a tripulação e vale dizer que é permitido levar alimentos a bordo para crianças, idosos ou pessoas com dietas especiais.  


Os voos

Ambos os voos saíram no horário. Vale ressaltar que todos os voos que eu fiz com a Gol nos últimos anos a pontualidade foi um dos pontos positivos da empresa e eles se orgulham disso. O voo da ida durou cerca de 45 minutos e o da volta 55 minutos e foram tranquilos, apenas com algumas zonas de turbulência especialmente na chegada ao Rio de Janeiro.

Gol na Ponte Aérea
Decolagem em São Paulo

No voo da ida o pouso foi feito pela cabeceira 02, que é aquela aproximação linda onde o avião passa ao lado do Cristo Redentor e do Morro do Pão de Açúcar antes de fazer uma curva fechada para alinhar com a pista do Aeroporto Santos Dumont. Na minha modesta opinião, a aproximação para pouso e decolagem da 02 são os mais lindos do mundo.

Gol na Ponte Aérea
Estádio do Maracanã na chegada ao Rio
Gol na Ponte Aérea
Pouso no Rio

Já no voo de volta a decolagem também foi pela 02 e passamos coladinho no Morro do Pão de Açúcar antes de fazer uma curva à direita, passar pela orla da Zona Sul do Rio e rumar para São Paulo.

Gol na Ponte Aérea
Prestes a decolar no Rio
Gol na Ponte Aérea
Decolagem no Rio
Gol na Ponte Aérea
Na minha opinião é a decolagem mais linda do mundo

Lá no canal do Vou na Janela no Youtube tem estes dois voos, as imagens são realmente incríveis. Também tem um vídeo sobre o Aeroporto de Congonhas. Vou deixar todos os links aqui embaixo:

São Paulo x Rio de Janeiro voando no Boeing 737-800
Rio de Janeiro x São Paulo voando no Boeing 737-700
Como é o aeroporto de Congonhas em São Paulo


Gol na Ponte Aérea: Conclusão

Voar com a Gol na Ponte Aérea foi uma boa experiência, com pontualidade e sem atrasos. O sistema de entretenimento ajuda a passar o tempo, mesmo em uma viagem tão rápida. No mais, não muda muito de uma empresa para a outra, visto que o serviço de bordo está suspenso. De uma forma geral, a Gol entrega um produto consistente e eficiente em suas rotas e na linha mais concorrida do Brasil, não seria diferente.

***


Bondinho do Pão de Açúcar e a melhor vista do Rio
Parque Lage
Museu do Amanhã
Rio Star, a roda-gigante do Rio
Escadaria Selarón


Como usar o VLT Carioca
Como fazer uma conexão no Aeroporto Santos Dumont
Hotel perto do Aeroporto Santos Dumont

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.