O que fazer em Foz do Iguaçu no Paraná: roteiro de 4 dias

O que fazer em Foz do Iguaçu:

O que fazer em Foz do Iguaçu? Uma cidade e três países, localizada na tríplice fronteira, a cidade de Foz do Iguaçu no Paraná, é um excelente ponto de partida para visitar os vizinhos argentinos e paraguaios com facilidade. Eu já visitei a cidade duas vezes, todas no ano passado, na primeira viagem não consegui fazer tudo que queria em razão do curto tempo, por isso, voltei e foi ainda melhor.

Esse roteiro em Foz do Iguaçu pode ser feito em 4 dias incluindo uma visita ao Paraguai, ou em 3 dias, caso queira visitar somente os lados brasileiro e argentino. No fim do post, informações sobre como chegar, quando ir, como andar e onde se hospedar.


O que fazer em Foz do Iguaçu


 Dia 1


Parque das Aves

Na entrada do Parque Nacional do Iguaçu fica o Parque das Aves, apesar de não ser a favor de zoológicos e turismo de exploração animal, o Parque das Aves é o lar de aves que foram resgatadas pelo Ibama e que não teriam condições de voltar a natureza. Mesmo estando presos dentro do parque, os viveiros são imensos e os animais não são mal tratados.

Leia mais: Como é a visita ao Parque das Aves

Viveiro das araras

O que fazer em Foz do Iguaçu

 

Cataratas do Iguaçu

As cataratas ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu, praticamente em frente ao Parque das Aves, dá para ir a pé de um lugar ao outro. Dentro do parque os trajetos são feitos de ônibus de dois andares com piso superior panorâmico.

Os ônibus que partem da entrada do parque seguem até a Estação Espaço Porto Canoas, ao longo do caminho, os veículos fazem três paradas: a primeira na Trilha do Poço Preto, em seguida a parada do Macuco Safari (falo sobre ele mais embaixo) e a Parada da Trilha das Cataratas, onde começa o passeio.

Falar das belezas das Cataratas é falar em superlativos: absoluto, majestoso, maravilhoso! É tudo isso mesmo, tanto que atrai gente de todos os cantos do mundo. O ponto alto da vista é da passarela da Garganta do Diabo.

Leia mais: Como é a visita às Cataratas do Iguaçu pelo lado brasileiro

As Cataratas do Iguaçu

O que fazer em Foz do Iguaçu: As Cataratas do Iguaçu

 

Macuco Safari

O Macuco Safari é o passeio mais bacana que você poderá fazer em Foz do Iguaçu. Começa com uma trilha de carro pela mata, a trilha segue a pé e chega a margem do rio onde embarcamos em lanchas rápidas para o passeio por dentro dos canions que formam as Cataratas. Os barcos chegam muito próximos às queda-d’água. É um passeio realmente único, mas é melhor fazer em meses mais quentes, já que a gente fica ensopado.

A entrada do Macuco Safari fica em uma das paradas dentro do Parque Nacional do Iguaçu, por tanto, o ideal é que o passeio seja combinado com a visita às Cataratas.

Leia mais: Macuco Safari: passeio de barco pelas Cataratas do Iguaçu

Chegando nas Cataratas

O que fazer em Foz do Iguaçu

 

Dia 2


Dia de ir para a Argentina e visitar o Parque Nacional Iguazu na cidade vizinha de Puerto Iguazu. Antes de chegar ao parque, é preciso passar pelo controle de fronteira, é imprescindível que você esteja com seu passaporte ou RG em bom estado. Chegue cedo pois as filas são enormes e a gente perde mais de 1 hora ali facilmente.

Cataratas pelo lado argentino

Ver as Cataratas pelo lado Argentino é uma experiência complementar ao lado Brasileiro. Se do nosso lado temos uma visão mais panorâmica das quedas, no lado dos hermanos temos uma visão de cima das quedas. Tem quem diga que o lado Argentino é mais bonito, eu não concordo, acho que uma complementa o outro.

O parque argentino é enorme e que várias trilhas, a visita completa dura praticamente todo dia, vá sem pressa e aproveite cada trilha, cada cantinho. A primeira trilha é a que chega até a Garganta do Diabo, é longa, andamos por alguns bons minutos em passarelas e pontes que cruzam os braços de rio e ilhotas. Mas a visão é de outro mundo, parece que tudo está sendo sugado como num buraco negro.

Leia mais: Cataratas do Iguaçu pelo lado Argentino

Garganta do Diabo

O que fazer em Foz do Iguaçu: Garganta do Diabo

Noite em Puerto Iguazu

Se você ainda tiver fôlego, vale aproveitar que já estará na Argentina para curtir um pouco da noite argentina em Puerto Iguazu. A cidade é pequena, fácil de andar por ela e é cheia de bons bares, churrascarias e até um bar de gelo, o Icebar Iguazu, que fica na estrada entre a cidade e o Parque Nacional Iguazu.

Dia 3


Tire o dia para visitar outras atrações em Foz, como o Templo Budista, o Marcos das 3 Fronteiras e Itaipú Binacional. Parte desse passeio pode ser feito com o Foz do Iguaçu City Tour Sightseeing, um tour em ônibus panorâmico que passa pela Mesquita Islâmica, Marco das 3 fronteiras e Templo Budista

Leia mais: Como é o city tour de Foz do Iguaçu

Templo Budista

O templo budista chinês de Foz do Iguaçu fica no caminho entre a cidade e a Usina de Itaipú, de lá a gente consegue ter uma ótima vista de Ciudad del Este no Paraguai. O lugar tem estátuas enormes, grandes jardins e um belíssimo templo.

Big Buda

O que fazer em Foz do Iguaçu

 

Tríplice fronteira

A Tríplice Fronteira é o ponto onde se encontram Brasil, Argentina e Paraguai. Eu visitei o lugar do lado brasileiro e na época estava bem abandonado. Mas eu soube que desde então o espaço tem passado por melhorias constantes, voltando a ser um lugar interessante para visitas.

As três fronteiras

O que fazer em Foz do Iguaçu: As três fronteiras

 

Mesquita islâmica

Aproximadamente 20% da população de Foz do Iguaçu é formada por muçulmanos, entre eles xiitas e sunitas e todo mundo vive na maior paz e a cidade tem uma belíssima mesquita. Em frente a ela tem uma doceria típica, vale a visita.

Mesquita Mulçumana, uma pena estar fechada

O que fazer em Foz do Iguaçu: Mesquita Muçulmana

 

Usina de Itaipú

Visitar Itaipú é uma das paradas obrigatórias para quem visita Foz do Iguaçu. A usina que foi construída entre Brasil e Paraguai, é a responsável pela produção de mais de 16% da energia consumida no Brasil e 71% da energia que abastece o Paraguai. Ela é considerada uma das maiores obras de engenharia do mundo, a estrutura de concreto tem nada menos que oito quilômetros de comprimento e 167 metros de altura, que contorna todo o reservatório da Itaipu.

Dia 4


Ciudad del Este, Paraguai

Deixei o quarto dia como um opcional no seu roteiro, pois nem todo mundo gosta da experiência de visitar Ciudad del Este no Paraguai. Eu faço parte do grupo que não curtiu muito a cidade e eu falo sobre isso no post abaixo:

O que eu achei de Ciudad del Este no Paraguai

Me disseram que fora do tumulto que rola no entorno da fronteira, Ciudad del Este e uma cidade bem agradável, com bons restaurantes e bares. Mas a verdade é que quem vai até lá, vai para fazer comprar. Fica a sua escolha.

Duty Free na Argentina

Outro desses paraísos para as compras, o Duty Free fica do lado argentino da fronteira, mas antes do posto de controle de passaportes. Eu não fui até lá, não sei se o preço é bom, mas o lugar é um shopping enorme com todas as marcas mais famosas.


Como chegar a Foz do Iguaçu


De avião

Foz do Iguaçu tem um excelente aeroporto, pequeno mas super funcional. Lá operam as principais companhias aéreas brasileiras: Azul, Latam e Gol que voam de São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Porto Alegre, Curitiba, Campinas, Rio de Janeiro (Galeão) e Brasília, além de um voo para Lima, no Peru, operado pela Latam.

De ônibus

A Viação Catarinense tem linhas que ligam Foz do Iguaçu a Curitiba (10h de duração) e Florianópolis (15h de duração); A Viação Kaiowa tem uma frequência diária de Foz a São Paulo – Terminal Barra Funda (15h50 de duração) e a Pluma tem várias frequências diárias para São Paulo (Terminal Tietê); Pluma e Kaiowa também ligam a cidade ao Rio de Janeiro em uma frequência diária cada (24 horas de duração).

De carro

A melhor maneira de chegar a Foz do Iguaçu de carro é pela BR277, a minha segunda viagem eu fui de carro, saí de São Paulo às 10h da manhã e chegamos a Foz por volta da meia noite. A viagem é realmente longa mas as estradas são ótimas em todo o trecho.


Quando ir


Foz do Iguaçu pode ser visitada o ano inteiro mas existem algumas particularidades. Para visitar as Cataratas, do outono até o começo da primavera são meses mais secos e sem chuva, por isso as quedas tem um volume menor de água, mas a água fica mais limpa. No período de chuvas as quedas ficam com volume bem maior de água, mas por outro lado ela fica mais barrenta. Vale lembrar também que o verão em Foz é bem quente, com temperaturas que passam facilmente dos 30 graus.


Onde se hospedar


Na primeira viagem eu me hospedei no Bogari Hotel (tem uma resenha aqui) e na segunda no Hotel Bella Itália e super recomendo ambos os hotéis, o Bella Itália tem uma noite italiana com música típica, uma mesa imensa de queijos, além de outros pratos. Mais informações: noiteitalianaemfoz.com.br

Eu também conheci um hostel muito bacana em Foz, o Tétris, ele foi construído usando uma estrutura de containers. No quintal tem um bar, cadeiras e uma piscina. O lugar é bem bacana.


Como andar em Foz


Se você não for de carro, não recomendo usar o taxi, é caro. A Loumar Turismo tem ótimas opções para se locomover pela cidade e as atrações, dá uma olhada. Eles também tem um pacote que cobre todas as atrações, inclusive Argentina e Paraguai. Custa R$149,00 com uso ilimitado durante 7 dias após o primeiro embarque. Saiba mais aqui.

Existem também linhas de ônibus que  saem do TTU (Terminal de Transportes Urbanos) e ligam a cidade ao Parque Nacional do Iguaçu (Parque das Aves, Cataratas e Macuco Safari), Itaipu, Templo Budista, Mesquita Islâmica e aeroporto.

Na rua ao lado do TTU saem também ônibus para o Paraguai e Argentina. Para quem vai para as Cataratas do lado argentino, tem que pegar o ônibus ao lado do TTU para o Terminal Rodoviário de Puerto Iguazu e de lá outro ônibus para as Cataratas. O trajeto inteiro fica em torno de R$30,00. Porém, os horários são poucos, vale para quem quiser economizar, mas não é muito cômodo.

Leia mais: Todos os posts sobre Foz do Iguaçu


Procurando hospedagem em Foz do Iguaçu?


Olha a nossa lista de ofertas atualizadas pelo Booking.com:



Booking.com

Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Veja a lista completa de hotéis aqui: Clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

6 Comentários

  • Responder agosto 17, 2016

    Bruna

    Adorei o post! Já decodi onde vou passar o carnaval no próximo ano!!!

    • mm
      Responder agosto 17, 2016

      Fabricio Moura

      Ahhh que bacana, vai adorar.

  • Ótimo post! Fiz toda essa programação em outubro do ano passado, à exceção de Itaipu que estava em greve (: Depois de ir lá cheguei a conclusão que todo mundo deveria ser obrigado a uma vez na vida a visitar as Cataratas. É incrível. Uma dica que eu deixo é para quem se hospedar pelo Centro de Foz do Iguaçu: o shopping Cataratas JL é uma boa opção para refeição com preço em conta. Além da padaria / restaurante Maria & Maria, comida deliciosa.

    • mm
      Responder agosto 18, 2016

      Fabricio Moura

      Tudo bem? Obrigado pela mensagem =) Na segunda vez eu fiquei no Hotel Bella Itália, quase ao lado do Shopping e foi uma excelente opção.

  • Responder março 30, 2017

    Eduardo

    Ótimas informações. Vou seguir seu roteiro de 3 dias. O Paraguai nem vou ir pq achei meio caóticas as opiniões sobre ele. Parabéns!

    • mm
      Responder março 31, 2017

      Fabricio Moura

      Opa! Foz é muitoooo legal, você vai curtir.

Deixe uma resposta